Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

terça-feira, 16 de março de 2010

POR QUE EXISTEM TANTAS RELIGIÕES? UMA RESPOSTA

Algumas pessoas observam a nossa sociedade brasileira, onde existe liberdade para cultuar, e reparam a quantidade de denominações evangélicas existentes. Elas não entendem isso, e se perguntam qual é a razão de haver tantas religiões. Para piorar a situação, algumas dessas instituições são portadoras de orgulho denominacional e ousam afirmar pertencerem a única religião certa.

Devemos respeitar a dúvida de quem se mostra oscilante diante de tantas placas denominacionais, precisamos ter disposição para orar por estas pessoas e procurar dissolver suas interrogações com as respostas necessárias, trazendo a explicação do que vem a ser a religião.

Na questão religiosa da vida das pessoas, existe o fator de nascimento geográfico, o meio influencia a fé das pessoas. Quem nasce em um país de predominância budista obviamente tenderá a ser budista.

É preciso dizer que as religiões são poucas, o que há aos montes são as facções.

Ao me deparar com essa situação, tive a capacidade de atinar que apesar das muitas ramificações dentro do cristianismo, com suas denominações distintas e seus sistemas de doutrinas diferentes entre si, entendi que isso não era motivo para abandonar minha fé em Jesus. O primordial para a nossa saúde espiritual é a posição firme a respeito do senhorio de Cristo. Entendi que para ser um bom cristão deveria buscar conhecer as Escrituras Sagradas e tê-las como regra de fé e conduta.

Apesar de termos o cristianismo como religião, sabemos que Jesus não se fez ser humano para fundar uma religião. Jesus se fez carne para fundar o reino de Deus entre nós. O termo religião é apenas uma palavra que significa religar-se. Jesus veio para que pudéssemos através dEle sermos religados ao Pai. A religação se dá somente por Jesus, não é através das diversas instituições fundadas por homens.
As leis que regem o nosso País obrigam aos que pregam o Evangelho fazendo reuniões em salões a ter CNPJ e estatuto. É por causa disso que o Brasil tem tantas placas denominacionais. A Assembleia de Deus é só uma entre tantas denominações evangélicas. Nenhuma denominação evangélica é a Igreja do Senhor. A placa denominacional não é o mais importante para os cristãos.

As religiões monoteístas são três: cristianismo, judaísmo e islamismo. Crêem em um único Deus, que é Jeová.

As outras religiões são politeístas, animistas e panteístas. Elas acreditam em vários deuses, adoram animais e ancestrais.

Do grupo monoteísta, dados de pesquisas apontam que o islamismo tem o maior número de adeptos e está crescendo mais que o cristianismo. Talvez, cresça mais porque tenha poucas divisões.

No islamismo, as facções mais conhecidas que encontramos são a xiita e sunita.

Sunita é uma das raízes da palavra árabe sunna, que quer dizer “tradição”, eles se constituem em mais de 80% dos muçulmanos, seguem a doutrina de Maomé por meio de seis livros compilados do Siha Satta.

Xiita significa “sectário”. A origem da dissidência aconteceu por meio de Ali, o primo e genro de Maomé. A maioria dos muçulmanos xiitas estão no Irã, onde o xiismo é a religião oficial. São conhecidos por darem maior importância à autoridade dos interpretes do sunna, que é o código de conduta do Alcorão. Dentro do xiismo existem inúmeras facções. As principais são as dos ismaelitas e zaiditas.
.
E.A.G.

Artigo escrito para este blog, parte dele é de autoria indeterminada.


[revisado em 27 de março de 2010]

2 comentários:

carloshenrique disse...

Olá, Eliseu, um bom artigo.
Você escreveu: "Do grupo politeísta, dados de pesquisas apontam que o islamismo".
Não seria "do grupo monoteísta"?
Portanto, só essa pequena correção já dará para entender bem melhor.
Agora, indo um pouco sobre o assunto, mas falando tão somente dentro do próprio Cristianismo, creio que grande parte do fato de haver diversas denominações cristãs é que cada grupo cristão entende muitas vezes de forma diferente.
Vamos a um exemplo: Um grupo cristão A crê que se deve adorar de tal forma, o grupo B crê que é de uma outra forma, o C que deve ser de uma forma diferente dos outros dois grupos, e assim sucessivamente, e com isto um grupo vai se diferenciando do outro.
E, além disso, as divergências doutrinárias entre as mais diversas denominações contribuem também para que haja no Cristianismo diversas denominações.
Agora, o que todos nós cristãos devemos fazer é justamente buscarmos vivermos em comunhão, pois um dia, independente de um ser quadrangular, outro assembleiano, outro batista, outro presbiteriano, outro anglicano, outro metodista, e assim por diante, todos nós um dia haveremos de habitarmos lá no céu.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Olá, Carlos Henrique.

A sua participação foi providencial e a revisão está feita. O adjetivo está trocado.

Sobre o seu foco dentro do cristianismo, concordo contigo.

Alguns se acham mais espirituais por causa de usos e costumes, e outros porque possuem uma liturgia de culto européia.

Infelizmente estas coisas têm o poder de fazer com que os cristãos se afastem uns dos outros. Não deveria ser assim. Lamentável!

Abraço.

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.