Objetivo

Este site tem a finalidade de, com toda a simplicidade das pombas, prudentemente, mostrar o que o crente em Jesus espera. Reflexão. Informação. Opinião. Fotografia. Troca de ideias. Blog idealizado por Eliseu Antonio Gomes. Criado em 12 de junho de 2007.

Select the language

Arquivo | 13 anos de postagens

Pesquisar este blog

terça-feira, 3 de agosto de 2021

Curiosidades sobre a história do Edifício Farol Santader conhecido como Banespão

 Imagem: Eliseu Antonio Gomes
Ângulo de visão do Vale do Anhangabaú.
Edifício Farol Santander, antigo Altino Arantes, mais conhecido como Banespa e Banespão. Projeto arquitetônico no estilo art decó, influenciado pelo desenho arquitetônico visto no famoso Empire State Building, em Nova Iorque. Assinado pelo engenheiro Plinio Botelho do Amaral. 

Possui 35 andares e 161 metros de altura, 14 elevadores, 900 degraus e 1.119 janelas. É a terceira maior edificação do município paulistano, um dos mais imponentes cartão postal da capital paulista, Situado na Rua João Brícola, 24, bem próximo ao Metrô São Bento, edifício Martinelli e início da Avenida São João. 

O prédio foi erigido, entre 1939 a 1947, para sediar o Banco do Estado de São Paulo (Banespa), que usou suas dependência até 2001. Em 1995, passou para o controle federal do governo Fernando Henrique Cardozo, que cinco anos depois o privatizou. O Banespa foi vendido, em leilão na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro ao Santander, que o arrematou por pouco mais de R$ 7 bilhões.  

O nome Altino Arantes foi homenagem ao primeiro presidente do banco Banespa. Obviamente, incorporado ao grupo Santander, em 2018 ganhou novo nome: Farol Santander.

Em 1950, em sua parte mais elevada esteve instalada a primeira antena de transmissão de televisão, que retransmitia a programação da acabada e querida TV Tupi. Depois que a Tupi mudou sua torre para instalações próprias, a TV Cultura usou as mesmas instalações. Após isso, por muitos anos a bandeira do Estado de São Paulo tremulou em seu topo. 

Do alto do mirante, aberto para visitações, é possível observar o horizonte em um raio de visão de 360º, avistar planícies e montes repletos de prédios e na perspectiva de 40 quilômetros vislumbrar o cinturão verde da Mata Atlântica. É possível ver a Avenida Paulista, a Serra do Mar, o Pico do Jaraguá, e as construções do centro da capital.

O Farol Santander é aberto ao público aos domingos, das 9 às 20 horas. O mirante fica no 26º andar, é um passeio interessante que vale a pena. Os ingressos -  entradas inteira e meia - podem ser adquiridos pelo site ou na bilheteria localizada no local. Clientes do banco pagam meia-entrada. A visita dura cerca de 1 hora. O ingresso inclui a visita ao museu, numa exposição que conta a sua história, e ao mirante. Ou, com preço menor, acesso apenas ao mirante com direito ao cafezinho. Há pista de skate, o preço é cobrado à parte.

Em 2014, a construção foi tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat), órgão subordinado à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. Nada mais natural, para um monumento de grande importância histórica de paulistas e paulistanos. E por que não dizer de todos os brasileiros?


Consultas:
Arte fora do Museu - https://tinyurl.com/edificio-altino-arantes
CK Turistando - https://tinyurl.com/visita-ao-terraco
Museu da Tv - https://tinyurl.com/torres-tupi-cultura

Nenhum comentário: