Temas

Angeologia      |      Apologia Cristã      |      Antropologia Bíblica      |      Bibliologia      |      Cristologia     Eclesiologia      |      Escatologia       |      Soteriologia      |      Hamartiologia      |    Pneumatologia      

Select the language

EBD - Escola Bíblica Dominical | Julho a Setembro de 2022.

Pesquisar este blog

Arquivo | 14 anos de postagens

quarta-feira, 18 de maio de 2022

O dia que a petista Maria do Rosário usou controle-remoto simulando ser celular

Maria do Rosário, atualmente, ocupa uma cadeira na Câmara dos Deputados. Está eleita parlamentar pelo Rio Grande do Sul. No governo de Dilma Russeff, Rosário exerceu o cargo de Ministra da Secretaria de Direitos Humanos, durante 1º de janeiro de 2011 até 1º de abril de 2014. 


A imagem do recorte de jornal circulou em redes sociais em março de 2014. Verdade ou mentira? Não há comprovação que a informação seja verídica. Falta no artigo o local do suposto ocorrido e a data, quem teria sido o repórter e qual é o nome do jornal ou revista responsável pela publicação.

O conteúdo no recorte de jornal

"Era controle-remoto.

Há dias, a ministra Maria do Rosário. dos Direitos Humanos, horrorizada com o homicídio de um produtor de TV homossexual, que teve o corpo jogado num canavial, no interior de São Paulo, não deixou por menos:

'Essas hordas reacionárias direitistas-liberais não suportam o convívio com os gays. Quem cometer um crime contra um gay merece a pena de morte'.

Aí, um repórter informou a ministra que os responsáveis eram quatro menores e que nem ficariam presos graças à rejeição da proposta de redução da maioridade penal, que ela apoiou. Surpresa, ela interrompeu a conversa e fingiu falar no celular, era o controle-remoto do aparelho de ar-condicionado."

A verdade

Sobre o relato da ex-ministra ter confundido controle-remoto com aparelho celular, não é possível constatar a veracidade. Porém, houve o crime que a matéria anônima aborda. A vítima é Celso Mazzieri, 45 anos, jornalista que atuava como diretor do programa A Tarde é Show, apresentado por Nani Venâncio no canal de televisão Rede Brasil. Mazzieri foi à cidade de Porto Feliz [SP] se encontrar com o namorado, rapaz de 17. Quando passeava com ele e mais três menores, foi surpreendido com uma corda em seu pescoço o estrangulando enquanto dirigia em baixa velocidade em uma estrada erma. Amarraram suas mãos e o jogaram no porta-malas do veículo e abandonaram o cadáver em uma canavial. 

Seu desaparecimento perdurou muitos dias. Houve a cogitação de que fosse um crime de homofobia por parte da imprensa. A polícia descobriu que os jovens mataram Mazzieri porque haviam recebido a promessa não cumprida de ingressarem em uma carreira artística.

Nenhum comentário: