Objetivo

Este site tem a finalidade de, com toda a simplicidade das pombas, prudentemente, mostrar o que o crente em Jesus espera. Reflexão. Informação. Opinião. Fotografia. Troca de ideias. Blog idealizado por Eliseu Antonio Gomes. Criado em 12 de junho de 2007.

Select the language

Arquivo | 13 anos de postagens

Pesquisar este blog

quarta-feira, 13 de outubro de 2021

O catolicismo de Bolsonaro e seus eleitores evangélicos

Talvez não seja preciso lembrar que em 1980 o dia 12 de outubro, por força da lei número 6.802, sancionada por João Batista Figueiredo, então presidente da república, foi transformado como um feriado nacional em que se celebra a figura católica Nossa Senhora Aparecida como padroeira do Brasil. A medida foi tomada pelo fato do pontífice João Paulo II ter visitado o nosso país naquele ano. Consequentemente, o dia 12 de outubro nunca mais foi apenas o Dia das Crianças, conforme oficializado em 1924 por outro presidente, chamado Arthur Bernardes. 

Sobre a religião do atual presidente Jair Messias Bolsonaro e os eleitores evangélicos que votaram nele, tenho algo a dizer fazendo referência especificamente ao dia de ontem, 12 de outubro. Vejo nas redes sociais a militância política postar crítica contra Bolsonaro usando uma foto dele em uma missa. 

Eles agem assim com o objetivo de criar desgaste de sua imagem no meio evangélico. Ora, os evangélicos votaram em Bolsonaro sabendo sobre sua religião, ele se elegeu apresentando-se como cristão católico. Não mentiu e nem se omitiu. 

Nós, evangélicos, não o escolhemos para presidente por causa de religião, mas por suas pautas que se alinham aos nossos interesses. Queremos a defesa da família, combate ao crime organizado, detestamos corrupção, não queremos liberação de drogas etc.

Aliás, Bolsonaro tem cumprido suas promessas de campanha como nenhum outro candidato eleito, e as promessas que ainda não cumpriu têm o estorvo de esquerdistas dentro do Congresso, eles criam tropeços inomináveis ao progresso do Brasil.

Em nossas orações, continuemos a interceder pela pessoa de Jair Messias Bolsonaro e pelo governo que ele exerce. Assim como Neemias encontrou inimigos que tentaram interromper a obra de reconstrução dos muros de Jerusalém, existem "Tobias" e "Sambalates" com planos de fazê-lo parar quanto ao projeto de transformar o Brasil em um país melhor aos brasileiros.

Aos leitores deste blog que queiram se manifestar, sintam-se livres para isso. Não importa qual sua posições ideológica, democraticamente, respeitamos seu posicionamento.

E.A.G.

10 comentários:

victor disse...

Graça e paz !
O irmão foi cirugico e eu assino embaixo !
Abs

IPCM disse...

Assim como há "esquerdistas" estorvando ao Presidente Bolsonaro, sempre houve direitistas estorvando os governos de esquerda. 1) Tomar este dado para fortalecer uma ideia "cristã", porém equivocada,não soma para a verdade e a unidade. 2) Na minha fundamentação bíblica de 63 anos lendo-a, estudando-a e passando por todos os níveis, até o doutorado, e com toda uma vida de comunhão com Deus para obter revelações de seu coração, sem qualquer outro interesse; muito menos partidarista, toda militância partidária coopera para o Anticristo, incluso pelas próprias declarações dos ideários do NOM.3) Bolsonaro não defende valores e princípios cristãos de verdade; tudo é pura hipocrisía politiqueira; nem católico é, senão não teria outra esposo como é o caso; defender "valores e princípios" é a pior burrice dos "evangélicos". É não respeitar a clara separação Estado-Igreja que Deus estabeleceu, além de ser "outro evangelho" moralista, que não é o de Jesus, e; 4) "Melhor para o Brasil"? Sua evidente política a favor dos mais ricos, e de "arminha", dentre outras, só nos leva a um país muito pior, pelo menos desde a genuína teologia bíblica. Você, Eliseu, tem artigos mui valiosos, mas aqui neste, você mostra que podendo ser um excelente cristão, ainda é um fracassado evangelizador.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Olá, Victor.

Paz e graça, obrigado por suas palavras.

As minhas, são fruto de uma certa indignação por ler pessoas fazendo críticas infundadas contra o presidente e os eleitores evangélicos. Não relatei detalhes sobre isso porque não seria de bom da minha parte.

Abraço.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Prezado IPCM.

Tudo bem contigo? Respeito sua opinião e peço a gentileza de não receber como desrespeito alguma coisa que entender não estar em acordo com a sua.

Você disse: "Assim como há 'esquerdistas' estorvando ao Presidente Bolsonaro, sempre houve direitistas estorvando os governos de esquerda. Tomar este dado para fortalecer uma ideia "cristã", porém equivocada, não soma para a verdade e a unidade."

Eu concordo com sua afirmação de que existiu crítica contra os governos de FHC, Lula e Dilma. As críticas não são o problema, o problema é como elas são feitas. Se existe honestidade no que se diz, mesmo que equivocadamente, tal oposição é aceitável. Porém, o que vemos na atualidade é uma oposição que abusa de fakenews.

O exemplo mais recente que esclarece o que afirmo foi essa passagem de Bolsonaro pela Catedral Nossa Senhora Aparecida. Dom Orlando Brandes não desrespeitou o presidente, não foi durante a missa que disse "pátria amada é pátria desarmada", mas é exatamente essa ideia que os esquerdistas transmitem, com o objetivo de desgastar a imagem de Bolsonaro perante os católicos. É muito disparate, porque essa ofensa denigre também o pároco, como oficial eclesiástico.

E sobre pátria armada, é bom que seja lembrado que Hitler fez uma campanha muito bem-sucedida de desarmamento da população antes de exercer sua ditadura na Alemanha.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Prezado IPCM.

Você: "Na minha fundamentação bíblica de 63 anos lendo-a, estudando-a e passando por todos os níveis, até o doutorado, e com toda uma vida de comunhão com Deus para obter revelações de seu coração, sem qualquer outro interesse; muito menos partidarista, toda militância partidária coopera para o Anticristo, incluso pelas próprias declarações dos ideários do NOM."

Então, se servindo da sua admirável fundamentação bíblica, currículo teológico e experiências devocionais, conhece muito bem aquela passagem em que o profeta refere-se aos imperadores gentios como "meu pastor". Conhece como Deus fez uso de Daniel e José em postos políticos na Babilônia e como usou um senador para que o corpo de Cristo fosse sepultado entre os ricos.

Na minha argumentação, quero destacar que a política não é boa e nem ruim, a bondade e a maldade residem no coração das pessoas que fazem uso dela. Uma ótima comparação é o veículo e o motorista: o carro pode levar ao centro da bandidagem, porque o motorista é um bandido, ou, socorrer o doente ao hospital, porque o condutor é uma pessoa com disposição de ajudar o próximo.

Desculpe-me em dizer que discordo com máxima veemência sobre sua frase "toda militância partidária coopera para o Anticristo" Pautas contra o aborto, por exemplo, é de direita e creio que o Anticristo não será contrário aos abortistas. A defesa de liberdade de religião também... A lista não se resume ao aborto e liberdade religiosa, posso citar mais exemplos, caso queira.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Prezado IPCM.

Você: "Bolsonaro não defende valores e princípios cristãos de verdade; tudo é pura hipocrisía politiqueira; nem católico é, senão não teria outra esposo como é o caso; defender "valores e princípios" é a pior burrice dos "evangélicos".

Sei da esposa e ex-esposas. E observando isso pelo viés protestante, lhe digo que o caso de casamento e novo casamento tem respaldo bíblico em alguns casos. Não entrarei em detalhes agora. Não sabemos os motivos de separação, e assim seria errado tecer posição contra ou favorável. O ideal é que o casamento seja "até que a morte os separe."

Seu comentário tem resposta no artigo. O eleitor protestante votou em Bolsonaro por causa de suas pautas políticas, que vem cumprindo, as pautas não cumpridas tiveram interferência de deputados esquerdistas. Ele é fiel com seus eleitores, razão porque é tão popular.
Burrice? Não precisa ofender. Contenha-se, por favor.

Você: É não respeitar a clara separação Estado-Igreja que Deus estabeleceu, além de ser "outro evangelho" moralista, que não é o de Jesus."

Meu amigo, você está bem longe das declarações da Bíblia sobre o que a Bíblia pontua sobre política, pontuação que pouca... Mostre com referência bíblica em qual texto das Escrituras Deus estabelece regras sobre estado-igreja, por favor.

O "outro evangelho" que o apóstolo Paulo comentou, tem a ver com assunto bem diferente deste assunto. Não use texto descontextualizado. Bolsonaro não faz as vezes de padre ou pastor, ele usa o cargo como mandatário da nação, só isso.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Caro IPCM.

Você: "Sua evidente política a favor dos mais ricos, e de "arminha", dentre outras, só nos leva a um país muito pior, pelo menos desde a genuína teologia bíblica.".

Creio que você se lembra do bandido Lázaro, que aterrorizou Brasília e Goiás no primeiro semestre desse ano. Ele invadia sítios e fazendas, estuprava senhoras e jovens, assassinava mulheres e donos das áreas invadidas. Pois bem, ele fracassou em uma casa em que os residentes estavam armados e o enfrentaram. O que é incrível nessa realidade, é que os órgãos de imprensa escondem esse fato, soubemos disso por um dos filhos de Bolsonaro em rede social.

Vou repetir o que já disse algumas vezes: Hitler fez uma bela campanha bem-sucedida de desarmamento antes de estabelecer sua ditadura na Alemanha. O interesse dos esquerdistas é esse, desarmar a população para ter facilidade em TOMAR o poder. O discurso pacifista é só uma cortina de fumaça.

É possível ter paz com armas nas mãos, guardá-la para ser usada contra os maus. O Código Penal diz é legítima a ação de defesa: pessoal, de terceiros e do patrimônio.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Você: "Eliseu, tem artigos mui valiosos, mas aqui neste, você mostra que podendo ser um excelente cristão, ainda é um fracassado evangelizador."

Prezado internauta, viver a nossa religiosidade em santidade a Deus não tem nada a ver com ser um cristão alienado ou alienante. Somos cidadãos do céu a aqui na terra também. Como cidadãos terrestres temos direitos a receber e deveres a cumprir. Não podemos ser omissos.

O que é política? O verbete do Michaelis, resumidamente: Habilidade especial ao relacionar-se com outras pessoas, com o intuito de obter certos resultados anteriormente planejados; arte ou ciência da organização; vocação de guiar ou influenciar o modo de governo pela organização de um partido, pela influência da opinião pública, pela aliciação de eleitores; conjunto de princípios ou opiniões.

Você termina sua participação neste blog digitando a sua intenção em estar aqui: fazer ofensa. Relembre que Jesus nos ensinou que o que contamina o ser humano não é o que ele ouve (lê), mas o que ele comunica. Com esta declaração ofensiva você se contaminou ao tentar me ofender. Não conseguiu seu intento em me atingir.

Abraço.

Movimento Saciados disse...

Posso pedir um pouquinho de melhor performance jornalística que a que exibe o mundo? Sei que me dirias que não estás fazendo jornalismo, mas, de qualquer maneira, estás publicando e formando opinião, e a lei me autoriza pedir réplica de teus comentários, mas você me bloqueou, ficando com todas as razões para o público, cometendo o delito de injúria contra mim. Agradeço que publique a minha réplica que enviei a ti. Se você não aguenta o confronto suscitado por discordar contigo, não estaria autorizado nem por Deus nem pelas leis a fazer formação de opinião. Obrigado.
IPCM - Tito Berry

Eliseu Antonio Gomes disse...

Tito Berry | IPCM

Não houve bloqueio específico a sua pessoa, há um bloqueio geral, realizado para impedir ações de spams. Depois de conferido o conteúdo, é costume liberar o conteúdo. Fique à vontade para se expressar.