Objetivo

Este site tem a finalidade de, com toda a simplicidade das pombas, prudentemente, mostrar o que o crente em Jesus espera. Reflexão. Informação. Opinião. Fotografia. Troca de ideias. Blog idealizado por Eliseu Antonio Gomes. Criado em 12 de junho de 2007.

Select the language

Arquivo | 13 anos de postagens

Pesquisar este blog

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Existe algum relato sobre gatos na Bíblia Sagrada?


Por Eliseu Antonio Gomes

Será que existe menção aos gatos na Bíblia Sagrada?

"E os cães bravos se encontrarão com os gatos bravos; e o sátiro clamará ao seu companheiro; e os animais noturnos ali pousarão e acharão lugar de repouso para si" - Isaias 34.14 (Almeida Revista e Corrigida / SBB).

O questionamento sobre a razão de os gatos serem animais pouco mencionados na Bíblia é uma pergunta interessante aos que ainda não pensaram nisso. Este artigo aborda este assunto curioso.

Para mim, a citação bíblica sobre gato doméstico é inexistente.

Um internauta interagiu comigo no espaço de comentários, apontando ao texto supracitado. Ao fazer análise, percebi que o termo "gatos", em Isaías 34.14 de Almeida Revista e Corrigida, publicação da Sociedade Bíblica do Brasil, é trocado em outras versões bíblicas por "hienas", o que nos faz entender que o sentido do vocábulo em seu texto original deve ser obscuro ou tenha um sentido generalizado, se tratar de um animal selvagem.

Uns gostam de cachorro, outros de gato. Há quem estima pássaros, enquanto outros nutrem afeto pelos peixes e, ainda, outros têm afeição voltada às tartarugas. Entretanto, o que realmente mais importa não é a predileção por um determinado animal de estimação, mas saber que na Bíblia está escrito o seguinte:

"Todo ser que respira louve o SENHOR. Aleluia!" - Salmos 150.6.

"O justo cuida dos seus animais, mas o coração dos ímpios é cruel" - Provérbios 12.10.

Os cães na Bíblia Sagrada
Gata salva menino de ataque de cão e vira heroína



Dez curiosidades sobre os gatos.

1. A apreciação por gatos chama-se ailurofilia, palavra cuja raiz etimológica é do idioma grego. É a soma de "gato" e "paixão".
2. Um gato dificilmente mia para outro gato, apenas a humanos. Os gatos apenas ronronam e silvam a outros gatos.
3. Um gato tem 230 ossos no seu corpo. Um humano apenas tem 206.
4. Um gato, em média, pode viver até aos 20 anos, o que equivale a cerca de 100 anos humanos.
5. É arriscado oferecer aos gatos comida humana, pode provocar cão má nutrição e doenças. Algumas das comidas que nunca devem ser dadas, são: alho, batata crua, cebola, chocolate, tomate verde e uvas passas. Embora o leite não seja tóxico, é causador de diarreia, gases e irritação estomacal.
6. A temperatura regular de um gato gira os 38º e 39º C. É sinal de saúde debilitada quando sua temperatura estiver abaixo de 37º e acima de 39º C.
7. As unhas das patas traseiras de um gato não são tão afiadas como as das patas dianteiras, porque as unhas das patas traseiras não são retráteis, logo gastam-se mais.
8. Os gatos não têm glândulas sudoríferas no seu corpo como os humanos têm. Em vez disso, suam pelas patas.
9. Um gato não tem clavículas, por isso, consegue passar em qualquer local que a sua cabeça também passe.
10. Ao contrário da superstição dos brasileiros, lá na Austrália e no Reino Unido os gatos pretos são vistos como sinal de boa sorte.
O rato da cidade e o rato do mato

A Bíblia e a História

Historiadores acreditam que o antigo Egito foi o local da domesticação de gatos, devido às descrições claras de gatos domésticos em pinturas egípcias com cerca de 3.600 anos. A maior parte dos faraós era retratada ao lado de seus camaradas quadrúpedes. Acredita-se que os antigos egípcios foram os primeiros a usar gatos como estratégia ao controle de pragas nas proximidades de armazéns de alimentos.

O rato, o gato e o comportamento de crentes amadurecidos na fé

Conta-se que arqueólogos ingleses encontraram no Egito um cemitério de gatos embalsados. Devido ao uso de palha, as múmias de gato se transformaram em excelentes adubos nas casas da Inglaterra; as peças foram contrabandeadas à Londres e usadas nos jardins daquela cidade.

Categoricamente, as palavras "gato" e "gato doméstico"não aparecem nas páginas da Bíblia Sagrada. Não encontrei referência aos felinos em dicionários e livros de comentários bíblicos. E sequer me deparei com uma só citação bíblica sobre gatos em minhas leituras. Aparentemente, fala-se sobre os bichanos em gincanas de escolas bíblicas, com o objetivo de incentivar pesquisas e assim aumentar o conhecimento das Escrituras Sagradas.

Um dos motivos de não haver citação de gatos na Bíblia Sagrada era o fato de os judeus, povo de Deus que escreveu a Bíblia, não se simpatizarem com o bichano e não os criarem. Havia entre os judeus a memória aflorada associando a figura do felino doméstico com o tempo de escravidão no Egito, uma das nações inimigas de Israel. Assim sendo, por causa do apego de seus ex-proprietários aos gatos, os judeus desprezaram os felinos tanto quanto odiaram seus donos. e assim sequer uma vez esses bichos possuem relato da sua existência nas páginas da Bíblia.

Outra razão para a não inclusão de "gatos" nas páginas da Bíblia, era o fato de a sociedade egípcia divinizar os gatos, entre outros animais. No Egito, além de os gatos serem reverenciados como excelentes caçadores, também eram considerados como divindades masculina e feminina. O culto aos gatos era tão absurdo que havia pena de morte para quem matasse este animal; quando gatos morriam eram embalsamados à semelhança dos corpos humanos mumificados antes de serem enterrados; expedições arqueológicas descobriram estatuetas, amuletos e paletas de ardósia representando esses animais em diversas tumbas.

Conclusão

Independentemente de tudo que se possa dizer, cabe pensar com seriedade que não é apenas o gato que não está mencionado entre as maravilhosas obras do Criador. É importante ressaltar que Deus criou a Terra e todas as coisas que nela existem, incluindo os gatos. Como qualquer outro animal não mencionado, o gato é uma das muitas criações de Deus que recebeu o selo "e viu Deus que era muito bom".

Apesar de os gatos não contarem diretamente em narrativas bíblicas, permanecem o que são: seres domesticáveis.

Aos leitores do blog Belverede: se descobrirem algo à mais do que isso posto, informe-me no espaço de comentários desta postagem.

Por que a Bíblia é importante para você?
E.A.G.

Citações bíblicas extraídas da Nova Almeida Atualizada (SBB). 

Consultas:
Blog 2 Timóteo 3.16, Filipe Luiz C. Machado, postagem de 21de junho de 2012, http:// 2timoteo316. blogspot . com . br/ 2012/ 06/ um-motivo-biblico-pelo-qual-muitos-nao . html
Constantine, Chinwe Esther, postado em 26 de novembro de 2015,  https:// constative. com/ history/ why-cat-not-mentioned-bible
Só Biologia - http:// www. sobiologia . com . br/ conteudos/ Curiosidades/curiosidades_gatos.php 

9 comentários:

Eliseu Antonio Gomes disse...

COMUNICADO:

Comentários são sempre bem-vindos!

Lamentavelmente, por acidente comentários foram apagados neste espaço. Peço desculpas aos Leitores de Belverede por este motivo. Em especial aos Internautas que prestigiam este trabalho publicando suas opiniões aqui.

Agradeço por compreenderem a situação.

Abraço.

Johnny souza disse...

Gostei mto

Unknown disse...

Muito bom ler isso! Obrigado, por nós oferecer esse conteúdo virtual, se puder me enviar, mais curiosidades sobre gatos, ficarei grato,! Como por ex,, personagens da literatura, de reinos , de grandes homens que tinham gatos, até logo, sem mais Eliandro Maceno.

Unknown disse...

Bom texto , muito bem elaborado e estudado. Tirando qualquer dúvida sobre esse animal e até um preconceito.🙏🏽👍🏽

Eliseu Antonio Gomes disse...

Prezado Unknown (8 de agosto de 2020 | 11h58).

Gosto dos bichanos. Silenciosos, limpos, espertos.

Há quem diga que não são fiéis aos donos. Levando em consideração minha observação, digo que eles só abandonam aqueles que os maltratam. E isso é apenas ato de autodefesa, espírito de sobrevivência.

Unknown disse...

Muito bom o texto,
Sou uma mulher que tenho sentimentos e fidelidade aos meus seres domésticos, e fui taxada como uma pessoa vazia de Deus por chorar em ver um cachorro sofrendo após ter sido envenenado.
Tenho duas gatinhas que são muito amáveis.
Vim aqui falar que ñ conheço toda a bíblia mas ñ vejo Deus discriminar ter um sentimento por um animal.
Bjos

Eliseu Antonio Gomes disse...

Olá, Internauta (18 de fevereiro de 2021 | 08h12).

Você não erra ao querer bem e tratar bem seus animais domésticos. Os bichos são criação de Deus!

É digno de nota que a Bíblia apresenta a classe angelical de querubins em forma de animais. Isto mostra que Deus tem apreço pela vida dos seres irracionais.

Eu tenho cão e gatos em casa, gosto muito deles, procuro tratá-los bem.

O erro que muitos criadores de animais comete é tratar melhor o bicho do que o seu próximo. Não é correto deixar alguém sem os cuidados básicos para ter condição de cuidar de aves, felinos, peixes, cachorro. Se não for possível colocar a boa comida na mesa, que não haja animais para cuidar...

Abraço.

Unknown disse...

Ola li tudo estou pesquisando sobre os gatos na bíblia sagrada se eles são citados ou não
É q eu tive un sonho com o reino dos céus algo divino e lá eenxerguei avia três gatinhos peludinhos e q tavam mordendo meus pés parecia que eles estavam com fome ou algo q eles queriam...
Mas não pude entender esse sonho por isso estou pesquisando.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Olá, Unknown de 3 de maio de 2021 00h45.

Sobre o significado do seu sonho, pouco tenho a dizer. Recomendo que busque a Deus em oração, peça a Ele que lhe dê sabedoria para interpretá-lo.

Sobre gatos, como os crio, sei que eles têm quatro tipos de mordidas:
1. Mordem a comida;
2. Mordem outro gato durante briga;
3. Mordem, com cuidado para não machucar, outro gato ou o dono, durante brincadeira;
4. Mordem, sem força, o dono ou outra pessoa, como meio de comunicar que desaprovam a manipulação em seus corpos.

Deus seja contigo sempre.