Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

domingo, 29 de setembro de 2013

Pentecostal no século 21



"Portanto, procurai com zelo os melhores dons" - 1 Coríntios 12.31a.

Uso o  adjetivo "pentecostal" para enfatizar aquelas pessoas que dizem que o crente é obrigado a falar em línguas porque ela é sinal que a pessoa está batizada no Espírito. A adjetivação aponta à triste realidade da existência de tanta gente dentro das igrejas, antigas frequentadoras de reuniões em templos evangélicos, mas que não abriram seu coração à comunhão e ao conhecimento pleno da vontade do Senhor, e assim não buscam os dons do Espírito por pensarem que o dom de línguas é a mais importante manifestação de Espírito Santo para a vida cristã.

Hoje em dia muita gente parece pensar que o batismo no Espírito ocorre apenas para que se fale em línguas estranhas. Parece que há desconsideração ao catálogo de dons, são nove dons espirituais citados em 1 Corintios 12. Entre eles o dom que capacita a falar em línguas para edificação própria.  

"Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil. Porque a um pelo Espírito é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência; e a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar; e a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas. Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer" - 1 Coríntios 12.7-11.

O Espírito Santo faz o fracassado conhecer a vitória. Isto é, levanta  o ser humano fraco, aquele que está mergulhado em Cristo torna-se nova criatura, tudo se faz novo na vida dela. O batismo no Espírito torna o crente pentecostal eficazmente preparado para vencer o pecado, triunfar com maior facilidade sobre os vícios, físico e da alma, para não viver mais apenas para si, mas objetivando o bem estar do seu próximo (1 Coríntios 14.4; 2 Coríntios 5.15-17).

Sem exercitar o amor de nada vale falar línguas estranhas e ser agente de dons espirituais. Praticar amor é o sinal da conversão, enquanto que manifestar dons é sinal da misericórdia de Deus em nossas vidas, realizados durante o relacionamento interpessoal na comunidade cristã.

Note bem, o falar em línguas tem o propósito específico de EDIFICAR quem fala. E o portador dos demais dons é canal para abençoar o próximo sobrenaturalmente, para glória de Deus (1 Coríntios 14.4, 12).

Observando 1 Corintios, capítulos 12, 13 e 14, percebemos que não são apenas os dons de línguas com interpretação que edificam. Os outros sete dons também são edificantes para a igreja. Nos versículos 12 e 26, capítulo 14 da primeira carta aos crentes de Corinto, lemos que a manifestação de todos os dons existem para a edificação espiritual coletiva: "Assim também vós, como desejais dons espirituais, procurai abundar neles, para edificação da igreja (...) Que fareis pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação." 

Assim sendo, aonde estão nos dias atuais os nove dons? Porque tantos falam em línguas e há escassez dos outros oito dons no meio pentecostal? 

E.A.G.

Um comentário:

Marcelo Medeiros disse...

Ótimo texto, Deus o abençoe. quero compartilhar minha visão a respeito do assunto, neste link

http://blogdoprmedeiros.blogspot.com.br/2013/09/apenas-um-toque.html

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.