Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Amor ao presente século


"Procura vir ter comigo depressa, porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia. Só Lucas está comigo. Toma Marcos, e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério" - 2 Timóteo 4.9-11.

"Quando vieres, traze a capa que deixei em trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos. Alexandre, o latoeiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras. Tu, guarda-te também dele, porque resistiu muito às nossas palavras. Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado" - 2 Timóteo 4.13-16.

Há muitas pessoas que buscam ao Senhor apenas quando estão vivendo tempos ruins, se passam por situações complicadas. Quando as adversidades são superadas, isolam-se esquecendo-se que o livramento é dado por Deus; em momentos de felicidade demostram interesse nos prazeres do presente século.

As novidades da geração em que vivemos é envolvente. Existem muitas coisas boas: as amizades, a tecnologia, o conforto. Nada disso é pecado, quando fazemos uso do equilíbrio e colocamos cada uma delas em seus devidos lugares sem a confusão de inversão de valores.

O romance

Foi Deus quem realizou o primeiro casamento, Ele abençoa os casais e seus filhos, quer que todos os solitários vivem em família (Salmo 68.6; 127-1-5).

Se a casa inspira grandes cuidados, é correto orar por ela clamando ao Senhor, ir ao templos cultuar a Deus e ouvir a mensagem do pastor e seus conselhos sobre a situação. E quando a saúde está dentro do lar, as crianças são motivos de alegria e orgulho, precisamos levantar as mãos aos céus e agradecer a Deus e continuar servindo ao Senhor com a mesma intensidade.

O dinheiro

"Quem amar o dinheiro jamais dele se fartará; e quem amar a abundância nunca se fartará da renda; também isto é vaidade" - Eclesiastes 5.10.

O dinheiro pode ser usado como defesa, pois a tudo responde (Eclesiastes 7.12;10.19).  Enriquecer com trabalho honesto é bênção dada por Deus, não há erro algum desejar tal prosperidade (Provérbios 13.11; Eclesiastes 5.18-20). No entanto, é preciso analisar que trabalha-se para viver e não se vive para trabalhar. Muitas pessoas trocam a família, os amigos, o lazer e a convivência na igreja pelo trabalho. É preciso ter equilíbrio, há bastante situações lícitas e inconveniente (1 Corintios 6.12; 10.23). Não permita que o emprego transforme-o em um ilustre ausente em seu convívio social, o maior prejudicado será você.

Após a morte, a pessoa abastada ganha uma lápide luxuosa com epitáfio admirável, mas isso não define a qualidade de sua existência além-túmulo. Quem é agraciado com as riquezas deve ter em mente que seu amor e sua confiança deve estar depositada no Senhor. Ser rico sem estar conectado em Deus não compensa, pois a riqueza material não compra a alegria da alma e a salvação eterna.

Se você é privilegiado com um grande volume de posses, peça a Deus que também lhe dê sabedoria para usá-lo. O Senhor enriquece pessoas para que elas usem a riqueza em favor do próximo necessitado. Ele não quer que você fique pobre, não pede que entregue tudo o que tem aos outros, apenas que cuide para que seu coração não seja escravo do egoísmo e da avareza. É preciso amar o outro igual ama a si mesmo (Marcos 12.33).

O presente século

Na carta de Paulo, 2 Timóteo 4.9-11; 13-19, lemos o relato entristecido do apóstolo sobre os procedimentos de dois companheiros dele. Demas e Alexandre inverteram valores importantes, esqueceram-se do amor ao próximo.  Na passagem bíblica em epígrafe, eles são apresentados pelas descrições de suas condutas censuráveis, outras são nomeadas por escolhas acertadas: Crescente, Tito, Lucas, Marcos e Timóteo agiram corretamente.

Sobre Demas, é possível cogitar que ele ficou deslumbrado com a vida social da época, abandonou os compromissos na missão evangelística na qual era auxiliar do apóstolo Paulo para divertir-se com as efemeridades existentes em sua época. O erro dele não foi socializar-se, mas trocar Deus pela sociedade, deixar de amar Paulo - que precisava muito de seu auxílio - por momentos de prazeres pessoais.

Alexandre fustigou Paulo em seu momento crítico, quando precisa mais de sua amizade e apoio manisfestou inimizade.

Nunca sejamos alienados. Não há pecado em experimentar o que há de bom neste século, porém, que toda experiência seja vivida com responsabilidade, tendo em mente os parâmetros da Palavra de Deus. Jamais devemos abandonar a proposta que recebemos do Senhor, não devemos esquecer os talentos e dons que temos. Sejamos úteis ao ministério que Deus nos confiou, amando ao Senhor e ao próximo.

Deus permitiu que vivêssemos neste século e que nele fizessémos nossas escolhas. Estamos debaixo da Lei da Semeadura colhendo o que plantamos. Quem plantar o mal jamais colherá o bem, cada um de nós receberemos segundo as nossas obras.

E.A.G.

2 comentários:

Marjory disse...

A paz de Cristo,Que Palavra simples e profunda para o momento em que estamos vivendo aqui...
Obrigada.
http://marjoryartes.blogspot.com

Marjory disse...

Palavras sábias, simples e profunda para o momento em que estamos vivendo aqui. Obrigada
http://marjoryartes.blogspot.com

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.