Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

A bolha de sabão e a vida humana sem Deus



Acho que não existe nada tão frágil e ao mesmo tempo tão belo do que uma bolha de sabão. A bola transparente, dona de expectro multicolorido, com as cores vermelho, violeta, laranja, verde, azul anil e índigo, é uma poesia sem versos. Estrofes com uma grande mensagem, mas sem voz, sem palavras.

A bolha, levada pela força do vento, flutua sem direção buscando a linha do horizonte e ao mesmo tempo é empurrada para baixo pela pressão da gravidade. Sem que ninguém possa evitar, colide com a superficie do chão ou quaisquer barreiras em sua tragetória. Pronto. Eis a desintegração da força da beleza. Era uma vez... Não é mais nada... Eis uma pequena quase-poça d'água jazendo disforme no solo, escoando numa parede, ou num muro, ou numa planta.. Logo será sugada pela temperatura climática, evaporará no espaço.

O Criador fez o ser humano belo. Não existe nada mais belo do que o ser que é a imagem e semelhança do Criador. Somos um corpo, contendo uma alma e um espírito. Cada um de nós possuímos uma personalidade única que é dotada de talento também único. Você já descobriu o seu talento? Ele é admirável, tal qual as cores refletidas na esfera de sabão. Se ainda não sabe quais são esses presentes exclusivos do Criador, precisa urgentemente descobrir.

Uns são voltados para o canto, a voz é linda. Outros, possuem facilidades com os cálculos matemáticos, e poderão usá-los nas Ciências Exatas. Ainda, existe quem tenha o raciocinio rápido e a evolução da boa oratória. Essas características, entre outras, são a espinha dorsal de estruturas de histórias de vidas. Alguns, usam bem e se sobressaem em sua geração, enquanto que outros passam os anos no ostracismo porque deixam os talentos enterrados, querem usar talentos alheios ou gastam o tempo displicentemente.

Havendo consciência de que estamos aqui neste mundo com uma missão, e capacitados para cumprí-la eficazmente por quem nos comissionou, a nossa existência passa a ter pleno sentido de ser. Faça um exame introspectivo. Descubra-se! Retraído ou expansivo, você é alguém de valor incomensurável.

Não erre: a missão do ser humano é amar a Deus sobre tudo e todos e ao seu semelhante como a si mesmo. Use as habilidades que o Criador deu a você para amar a todos. Faça  o bem aos que estão ao seu alcance. Queira carregar o peso de problemas dos outros e não negue aos outros carregar o peso dos seus problemas. Acostume-se a compartilhar alegria e tristeza. Chore com quem chora, e festeje a alegria de quem sorri.

Não queira seguir a tragetória da bolha de sabão. São muitas pessoas que vivem em rota de colisão e em linha cadente, porque não descobriram que nasceram para amar o próximo e amar a si mesmo.

A tendência humana é errar. Pecado significa o mesmo que erro.  Se não usamos o amor, todos somos como a inconsistente bolha de sabão. Sem amar, passamos pela vida refletindo as cores que Deus criou, mas não colorimos nada. Amando, nos tornamos úteis, marcamos a nossa geração através do talento que ganhamos do Criador.

Erramos quando não usamos os nossos talentos para o bem coletivo. Se você optar em usar seus talentos de maneira egoísta, será infeliz. E se se doar só para os outros, sem usar os dons em seu favor, também será uma pessoa com certa insatisfação pessoal. Não, não digo que você deve viver apenas para os outros. Todos acertamos quando amamos o próximo como amamos a nós mesmos. Ter esse equilíbrio sentimental gera a satisfação de viver! Confira: Gálatas 5.14; Tiago 2.8.

Encontramos no livro de Eclesiastes, capítulo 1 e verso 2 a palavra "hãvel". Ela significa bolha, vapor, sopro, aquilo que logo deixa de existir porque não tem substância. Esta palavra está vertida ao português como "vaidade".

“Vaidade de vaidades! - diz o pregador, vaidade de vaidades! É tudo vaidade” - Eclesiastes 1.2.

“Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque que é a vossa vida? É um vapor, que aparece por um pouco e depois se desvanece” – Tiago 4.14.

“Seca-se a erva, e caem as flores, mas a palavra de nosso Deus subsiste eternamente” – Isaias 40.8.

Viver sem amar, espiritualmente, nos torna seres sem substância real. Nos movemos por vaidade. No senso coletivo de hoje em dia, o substantivo feminino vaidade é entendido como o desejo e os atos imoderados para ganhar a admiração de outros. Mas teologicamente o significado de vaidade é mais que isso. É: ilusão, vazio, futilidade, frustração, inanidade, insignificância, contrasenso; o que é de pouca duração, sem valor e sem sentido. Literalmente, Eclesiastes 1.2 é “sopro dos sopros”.

A vida neste corpo material é curta, por mais que vivamos. Não adianta fazer planos se esquecemos de incluir Deus e a Sua Vontade neles. Porque é a Palavra que dura para sempre enquanto o ser humano e a criação passam feitos a bolha de sabão. Precisamos escolher viver construindo positividades, ser parte integrante dos projetos divinos, colocando os talentos que temos para o bem coletivo. Todos os nossos feitos, que não são praticados com amor, são considerados inúteis por Deus - meras vaidades, uma bolha de sabão!

Somente com a eterna e imutável Palavra do Senhor encontramos a base para tomar decisões acertadas para o nosso estilo de vida. É opção inteligente viver o presente e planejar o futuro de acordo com as Escrituras Sagradas como regra de conduta e fé. Quem assim o faz terá paz e alegria no porvir, ao lado de Cristo e de Deus, o Criador.

A Palavra de Deus é a consistência do nosso viver. Para estar com Deus para sempre, é necessário priorizar a vontade dEle em nosso cotidiano. Escolher o  amor, e não a inveja. Priorizar o amor, e não o egoísmo. Querer agir com amor e nunca responder com indiferença aos que pedem ajuda.

Davi retinha a Palavra de Deus para não errar: "Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti" - Salmos 119.11.

O apóstolo Paulo recomendou retê-la: "A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração" - Colossenses 3.16 .

Os anos de existência no corpo físico nos torna velhos, a vida do ser humano é finita, mas Deus continua sempre o mesmo dia após dia. Ele não muda. (Tiago 1.17). Quem retém a Palavra no coração, sabe que mesmo que o corpo pereça, o espírito permanecerá inabalável diante do Criador.

"Segundo a minha intensa expectação e esperança, de que em nada serei confundido; antes, com toda a confiança, Cristo será, tanto agora como sempre, engrandecido no meu corpo, seja pela vida, seja pela morte. Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho. Mas, se o viver na carne me der fruto da minha obra, não sei então o que deva escolher. Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor" - Filipenses 1.20-23.

Ame! Faça isso tendo em sua consciência que é a vontade de Deus para você.

E.A.G.

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.