Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Paulo e os doze apóstolos de Jesus Cristo eram prósperos?

Encontro em alguns lugares uma espécie de cobrança por parte de alguns cristãos evangélicos. Eles perguntam se o apóstolo Paulo era rico, se morreu rico.

É estranha esse tipo de pergunta pelos seguintes motivos:

1 - Despreza a hermenêutica clássica

"Eram os apóstolos ricos?" Essa pergunta não cabe aos cristãos formulá-la porque foge da técnica hermenêutica do protestantismo clássico. Os apóstolos viveram em outra época, cujo ambiente era totalmente diferente do nosso. No passado, crentes morriam degolados para divertimento de cidadãos romanos; não haviam templos para adorar a Deus e ouvirem com tranquilidade os líderes pregarem, os cristãos não tinham bíblias como nós. Provavelmente até o ano 100 da era cristã, nenhum crente teve o provilégio de possuir os quatro evangelhos, Mateus, Marcos, Lucas e João reunidos, e lê-los à mesa, sossegadamente. Então, consideremos que a base da Igreja estava sendo estruturada no tempo dos 12 apóstolos. Vivemos em ambientes em que a Igreja já se estruturou. Portanto, tal espécie de pergunta é totalmente desconexa!

2 – Os prostestantes não têm padroeiros como os católicos têm

Os evangélicos não seguem homens, essa prática é doutrina da Igreja Católica. É o catolicismo que tem esse costume de idolatria, eles hereticamente prestam culto aos homens. A visão do pentecostalismo olha para Jesus, segue só a Jesus, observa a Palavra de Deus pela vertente dos textos normativos (mandamentos), jamais fazem doutrinas de textos narrativos.

Paulo morreu pobre? Se sim, isso não serve como doutrina para nós.

Bem... Eram doze os discípulos de Jesus Cristo que se tornaram apóstolos. Deles, após a ressurreição de Jesus Cristo, só temos os registros bíblicos de João, Pedro e Tiago. O restante não sabemos quais foram as condições financeiras de suas vidas. Dizer que eram pobres ou enriqueceram são afirmações hipotéticas. Se ricos ou pobres, o padrão de vida deles não serve para nós, não fazemos dos homens nossos padroeiros!

3 - Não há pecado em esperar a bênção da prosperidade.

Os termos paz ("eirene", em grego) e salvação (“soteria”) conotam e denotam o sentido de prosperidade espiritual e ao mesmo tempo material.

Sobre prosperidade, cremos com bases bíblicas, que ela é dada por Deus.

Jesus disse aos seus díscipulos, o que pode ser remetido a mim, todos os cristãos : “Deixo-vos a paz” (prosperidade) - João 14.27.

Em outra ocasião, disse para uma mulher: “A tua fé te salvou, vá em paz” (Lucas 7.50).

4 - A prosperidade é o pleno bem-estar espiritual, emocional e físico.

Deus nos fez seres tricotômicos: somos espírito com alma (onde reside o centro das emoções) dentro de um corpo. É a lógica: Ele quer nos abençoar por inteiro, o espírto e também matéria! Por que crer que Ele faria o salvamento pela metade? Ele só ama nosso espírito?

5 – A descrição da prosperidade bíblica

Conclusão:

É um erro pensar que a prosperidade bíblica seja apenas acúmulo de bens.

Existem muitas pessoas abastadas e perturbadas de muitas formas. Apesar das fortunas, elas não se sentem bem física e espiritualmente. Elas não têm estabilidade emocional, não têm paz de espírito, sofrem com doenças que a medicina não cura. Portanto, há ricos prósperos, mas também existem ricos sem prosperidade. Segundo o conceito bíblico, são ricas sem serem prósperas.

A salvação e a paz significam prosperidade, mas a prosperidade não significa apenas posse de riquezas. A prosperidade não é meramente o acúmulo de bens, não é só isso. A prosperidade bíblica se consiste em bem-estar espiritual, físico, emocional; é a situação de gozar estabilidade de todas as maneiras. É ter Jesus Cristo, enfim.

Respondendo a pergunta inicial, temos certeza que os apóstolos foram próspero, mas não temos informação se foram ricos ou pobres.

E entendemos que quem vai à Igreja apenas atrás de prosperidade material e emocional, ama mais a bênção do que o Abençoador.

E.A.G.

4 comentários:

remanecente disse...

creio eu que a estadia de joão em patimos responde claramente essa questão!.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Prezado irmão.

Não é possível relacionar a situação de prisioneiro com o estado financeiro.

Faço questão de enfatizar que a prosperidade bíblica não significa o acúmulo de riquezas. Porém, há muitas pessoas abastadas de bens que também gozam dela.

Abraço.

givanildo santos disse...

Prosperidade com Deus e aquela onde voce tendo suficiente ja basta pra voce viver feliz com Deus

Eliseu Antonio Gomes disse...

Givanildo.

Você tem toda razão.

Ser uma pessoa próspera é uma situação que não depende de dinheiro, pois é "a bênção de Deus que realmente enriquece" (Provérbios 10.22).

Abraço.

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.