Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

quinta-feira, 13 de maio de 2010

O profeta Jeremias e o uso da fala no ministério pastoral

• Diálogos lacônicos

Ser lacônico é ser alguém que se expressa com menos palavras do que deveria, de forma breve, quem faz uso de explicações muito resumidas, mesmo. Tenho notado esse fenômeno na comunicação humana. A redução de frases e palavras... E eu nem sei se existe um nome para esses resumos esquisitos. Nem a razão de acontecerem. Talvez, aconteçam por pura falta de tempo ou mesmo de ânimo para dialogar.

• Um exemplo clássico de frase cortada

No passado, quando alguém se sentia grato, dizia para a pessoa que lhe prestou o bem: "Sinto-me muito obrigado a lhe retribuir o favor que vossa senhoria me fez”. Mas com o passar dos anos o sentimento de gratidão cada vez mais apareceu com economia de palavras: “muito obrigado”; e, hoje ouvimos, quase sempre, só um mero “obrigado” e até existe uma violação do idioma. Alguns dizem “brigado”.

• Exemplo de palavra reduzida

Existe outro exemplo desse fenômeno, que aconteceu com o pronome vossa mercê. Ele foi transformado em vossemecê; depois, vosmecê; e é o que usamos agora: você. E, hoje há quem use apenas uma sílaba: . E existe quem ouse tirar as vogais dele quando escreve, se usa apenas consoantes: vc.

(Sou um dos que usam vc... Mas apenas em rascunhos e scraps no site orkut.)

• Pregações lacônicas

Porém, o que me deixa preocupado é quando acontecem coisas parecidas com versículos da nossa amada Bíblia Sagrada. Infelizmente tenho presenciado acontecer. É um grande perigo para quem fala e também para quem ouve.

• Muito cuidado, pastor

É perigoso demais aos pregadores porquê as Escrituras alertam que existe maldição aos que mudarem o sentido do que Deus nos deixou escrito, diminuindo ou aumentando o que Deus falou e registrou na Bíblia Sagrada. Confira: Provérbios 30.5-6; Apocalipse 22.18-19.

Todos os pregadores precisam valorizar os contextos de todos os assuntos que abordam nas suas pregações. A pressa é inimiga da perfeição. E vale lembrar que o profeta Jeremias escreveu assim: * "Maldito aquele que fizer a obra do SENHOR relaxadamente (Jeremias 47.10 - ARA). E o apóstolo Paulo chama de anátema (maldito) aos que anunciarem um evangelho diferente do que Jesus nos anunciou: Gálatas 1.8.9; 1ª Coríntios 16.22.

O triste exemplo que quero mostrar - existem outros mais! - é 2º Crônicas 20.20:" Pela manhã cedo se levantaram e saíram ao deserto de Tecoa; ao saírem eles, pôs-se Josafá em pé, e disse: Ouvi-me, ó Judá, e vós, moradores de Jerusalém! Crede no SENHOR vosso Deus, e estareis seguros; crede nos seus profetas, e prosperareis. "

Os pregadores lacônicos se fixam apenas no final: "crede nos seus profetas e prosperareis."

A confiança em Deus – que sempre deve estar em primeiro lugar – é esquecida totalmente por eles, que nem a mencionam, e assim todas as ovelhas são induzidas a seguirem a voz de um "falso" pastor. No momento dessas pregações, jamais apontam para Jesus Cristo, o autor e consumador da nossa fé, que Deus nos deu como único Senhor e Salvador.

O primeiro pecado está em não citar o versículo inteiro; o segundo, não mencionar a situação que gerou essa frase de Josafá; e, terceiro, não contextualizar lembrando que o povo de Judá estava na Dispensação de Lei e não na Dispensação da Graça, onde temos Jesus, a quem devemos seguir. Essa pregação é inspirada pelo anticristo, leva à idolatria.

O grande erro que esses lacônicos estão cometendo ao usarem esse versículo, desordenadamente, não pode nem ser taxado de resumo, porquê os resumos não distorcem o sentido original da mensagem que é comunicada.

Suprimir textos bíblicos ou parte deles cria distorção total. É desonrar ao Espírito Santo, porque foge da proposta que Ele tem, desde que inspirou aos apóstolos e profetas para escreverem. Esses pregadores lacônicos entristecem demais ao Espírito Santo, o verdadeiro autor das Escrituras Sagradas.

"Meus irmãos, muitos de vós não sejam mestres, sabendo que receberemos mais duro juízo. Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça em palavra, o tal varão é perfeito, e poderoso para refrear todo o corpo" (Tiago 3.1-2). .

• Cuidado, ovelha do Senhor!

Assim sendo, então, que nenhum ouvinte se esqueça o quanto o Novo Testamento pede cuidado quanto aos falsos profetas, falsos pastores e mestres. Seguir às orientações daqueles que não respeitam a inteireza do versículo de 2º Crônicas (20.20), é fechar os olhos aos alertas bíblicos que nos dizem para não confiar cegamente em homens (Jeremias 17.5-9).

A Palavra de Deus alerta para que todos sejam cautelosos com tudo o que ouve. Jesus disse que deixar de examinar as Escrituras Sagradas é um erro, porque justamente nas Escrituras está a nossa vida eterna. E o apóstolo Paulo escreveu que a fé nasce por meio de ouvir a Palavra de Deus e não por ouvir pensamentos humanos. Veja: João 5.39; Romanos 10.17.

A Palavra de Deus também diz às ovelhas de Cristo: "E não vos esqueçais da beneficência e comunicação, porque, com tais sacrifícios Deus se agrada. Obedecei a vossos pastores e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossa alma, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil" - Hebreus 13.16-17.

Honrar quem merece honra é atitude que Deus se agrada. Mas temos que analisar, cuidadosamente, o princípio de submissão estabelecido pelo Senhor quanto a isso.

A fidelidade do cristão aos homens não deve ser cega, porque devemos amar a Deus acima de todos e de todas as coisas. Portanto, vem primeiro o amor a Deus, expresso em lealdade (olhe: Mateus 22.37-39).

Em segundo lugar, devemos prestar lealdade à igreja visível, à medida que ela permanecer fiel a Deus e às Escrituras Sagradas (leia: João 15.12; Gálatas 6.10).

E, só depois ao pastor-dirigente da igreja que congregamos, enquanto ele, também, permanece fiel e leal a Deus e à Palavra de Deus e à hierarquia eclesiástica a quem deve prestar contas.

Nas sete cartas aos anjos da igreja, lá no livro de Apocalipse (capítulos 2 ao 3.22), encontramos sete líderes em condições espirituais diferentes.

A Bíblia Sagrada realmente pede para obedecer aos pastores (anjos da igreja local), mas jamais com uma obediência cega. Quem obedecer a um anjo / pastor que esteja espiritualmente igual ao da igreja de Sardes (Apocalipse 3.15) não está agindo corretamente e também terá o mesmo final triste dele.

Precisamos discernir as pregações que ouvimos, se são da parte do Espírito Santo, da própria carne ou do diabo - 1ª João 4.1. Temos que julgar as profecias - 1ª Coríntios 14.26-29.

É importante frisar: Deus sempre deve estar em primeiro nas nossas vidas. Isso significa filtrar tudo, inclusive o que os pastores falam, fazem, e mandam fazer. E essa filtragem precisa ser através da ótica da Palavra de Deus.

• Concluindo

É preciso cuidado para não se tornar presa desses pregadores lacônicos, todo cuidado é pouco com homens que usam os microfones, porém, não se aprofundam no sentido geral do que o Senhor nos diz. Leiam mais a respeito: Colossenses, capítulo 2.

Não quero julgar e dizer que esses lacônicos fazem isso por sentimento de maldade, por más intenções. Mas, mesmo que seja só simplicidade ou falta de experiência, ou algo parecido, a conseqüência é a mesma: desastre espiritual.

Pregador fie-se no conselho de Paulo: "Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade" - 2ª Timóteo 2.15.

E você, que aceitou a Cristo e não faz uso do púlpito para pregar, siga o belo exemplo de dedicação e amor a Deus que o salmista nutria: "Guardo as tuas palavras no meu coração para não pecar contra ti. Bendito és tu, SENHOR" - Salmo 119.11.

* A tradução Almeida Revista e Corrigida traz um termo mais pesado ao trecho capitulado em Jeremias 47.10. Em lugar de relaxadamente, lemos fraudulentamente. Ou seja, o que engana usando abuso da confiança alheia.

E.A.G.
__________

Subisídio preparado com a finalidade de aproveitamente nas escolas dominicais, cujas aulas usem a revista Lições Bíblicas: Jeremias - Esperanças em Tempo de Crise; comentarista Claudionor de Andrade (CPAD). Artigo dirigido à lição 7 - O Cuidado Com as Ovelhas.

Esse texto está liberado para uso, desde que citados nome do autor e o endereço (URL) do blog Belverede.

Este artigo foi escrito, originalmente, para este blog, publicado em agosto de 2007 com o título Examinai as Escrituras.

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.