Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

domingo, 4 de abril de 2010

QUANDO O CRISTÃO COMBATE A CARNALIDADE NA VIDA DO PRÓXIMO AGINDO DE MANEIRA CARNAL

Uso a Internet como uma forma de ajudar almas. Por blogs e sites de relacionamentos. Devido a isso, alguns internautas buscam aconselhamentos comigo, pedem ajuda quando parece não haver apoio pastoral para eles.

Pela graça do Senhor, procuro ajudá-las, me baseando na Palavra do Senhor. E trago a situação para cá, sem citação de nomes, porque creio que poderá ser útil aos leitores do blog.

Eis o caso mais recente:

“Amigo.

Me ajude. Como posso frequentar uma igreja cujo pastor dá oportunidade para uma adúltera conduzir cultos? Ele sabe que ela está em pecado com o esposo da irmã do Círculo de Oração. Como aceitar o pastor que diz 'ela pode ser adúltera, mas é usada por Deus?' ”.


Resposta:


"O caso é muito complicado!

Primeiramente, preciso dizer a você que não deve abandonar Jesus Cristo por causa de gentes más que dão péssimos testemunhos e apostatam da fé.

O seu dever como cristão é orar por este líder e pelas pessoas que você afirma estarem em adultério, pelos conjuges traídos neste pecado, e também em favor de seus filhos e filhas. O diabo entrou nestas famílias através de corações que deixaram a libertinagem falar mais alto que o temor a Deus.

“A ira do homem não opera a justiça de Deus” - Tiago 1.20.

Entendo sua indignação. Nestes momentos, é necessário equilíbrio para manter-se firme na fé em Deus. Cuidado, não combata o mal com o mal, não pense em vencer as obras da carne com carnalidade (Romanos 12.21). O adultério é obra da carne e a ira também (Gálatas 5.19-20).

Não é seu dever congregar no mesmo local que estas pessoas estão, afaste-se desse ambiente se considerar melhor para você. Vá servir a Deus em outro lugar onde existem pessoas comprometidas com Deus, que vivem o cristianismo com fidelidade ao Senhor.

Mas, se quiser ficar nesta congregação, também não é obrigado a sair.

Jesus afirmou que entre o trigo, que são os fiéis, existe uma erva daninha chamada joio (figura dos infiéis). O agricultor não pode retirar o joio que cresce entre os trigos porque ao arrancá-los também mata o trigo. Só no momento da colheita é que o agricultor faz a separação. Espiritualmente falando, Jesus fará a justiça no Dia do Julgamento Final. Confira: Mateus 13.25-30; 25.32-46.

Neste caso que você citou, compete ao Senhor arrancar os infiéis e a você orar... Se agir por você mesmo, poderá causar estragos espirituais na vida de pessoas que amam a Deus e ainda não possuem estruturas para aguentar tamanha pressão. Pense no bem delas!

Abraço".

_________

E.A.G.

Este artigo está liberado para uso, desde que sejam citados o nome do autor e o link (HTML) deste blog.

Um comentário:

Raquel Cardoso Palmeira disse...

A paz verdadeira nos abençoe. Realmente é necessário sabedoria neste caso, pois há "ELI e SAUL" no meio do povo de Deus, também pessoas que não aconselham e nem tiram as ovelhas perebentas e sujas para tratar melhor porque temem estar julgando demais ou porque infelizmente, hoje, a acepção e o dinheiro roubaram a unção sacerdotal de ANJO Malaquias 2:7 em diante. Todo cuidado é pouco isso pode levar a processos, julgamentos e na maioria das vezes escandaliza as ações do "ANJO" na casa de Deus. Deus liberte essas ovelhas perdidas e "SACERDOTES ANJINHOS" do espírito enganador. Deus me livre!

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.