.____________________________________________

Este site tem a finalidade de, com toda a simplicidade das pombas, prudentemente, mostrar o que o crente em Jesus espera. Reflexão. Informação. Opinião. Troca de ideias. Blog idealizado por Eliseu Antonio Gomes. Criado em 12 de junho de 2007.

Research | Pesquisar artigos de Belverede

terça-feira, 13 de outubro de 2009

A DIFERENÇA ENTRE SER BATIZADO E SER CHEIO DO ESPÍRITO SANTO


A pomba e o fogo simbolizam o batismo do Espírito Santo na vida do cristão


Recebi uma pergunta neste blog (ler o texto original aqui) sobre a questão do batismo com o Espírito Santo e o comportamento destes batizados. Então, resolvi publicar a interrogação e a minha resposta em formato de post.

Leonor:

“Sou cristã evangélica há algum tempo, sempre me perguntei se os irmãos que pulam e falam línguas estranhas não estão apenas a se mostrar. Não faço a pergunta porque sou incrédula, é porque vejo que depois do culto essas pessoas se comportam como um cristão jamais deveria se comportar. Falam em línguas, pulam, batem palmas efusivamente e depois desprezam os irmãos, ofendem e se mostram desconfiados”.

Resposta:

Sou um pentecostal. Eu falo em línguas estranhas. No entanto, não ajo como muitos que extrapolam em seus emocionalismos dentro das reuniões de culto a Deus. Sei que existem regras bíblicas. Elas estão registradas no capítulo 14 da primeira carta do apóstolo Paulo aos crentes corintios.

No entanto, não considero que as pessoas que falam em línguas durante as reuniões sejam hereges. Elas precisam aprender sobre a importância de haver ordem e decência durante as reuniões de adoração. A responsabilidade dessa conscientização é dos líderes, não é dos liderados. Faz parte do dever dos pastores ensinar tudo sobre as Escrituras a todos os convertidos durante a fase do discipulado. Mas, isto é um processo longo e complicado, o resultado positivo tanto depende do interesse de quem ensina quanto de quem precisa aprender.

Percebi que você está confundindo batismo com o Espírito Santo e o ser cheio do Espírito Santo. São dois estados diferentes na vida dos cristãos. O crente pode estar batizado, porém, não estar cheio... Sendo vazio, o cristão faz muitas coisas erradas enquanto não aprende o que é certo.

O crente batizado tem o dom de línguas e alguns outros capitulados em 1ª Coríntios 12.4-11. Se não estão cheios, podem agir de maneira inconsequente, mesmo sendo pessoas batizadas no Espírito porque continuam sendo crianças na fé, imaturas. Vemos isso claramente na igreja de Corinto.

O batismo com o Espírito acontece na vida do crente para o bem coletivo da Igreja e não apenas o bem pessoal do seu portador. Siga meu raciocínio: uma pessoa batizada torna-se um canal para receber os dons. Um crente que recebeu o dom de curas é um canal das bênçãos de Deus, que o usa para curar a irmandade. Quando o crente usa esse dom, é Deus o utilizando na libertação de enfermidades, a bênção não tem como destino o portador do dom, que inclusive, poderá ser um crente que está vivendo uma vida cristã irregular. Entendeu?

Quanto ao crente cheio do Espírito, ele pratica as nove características do fruto do Espírito, descrito em Gálatas 5.22-23. Elas são maduras espiritualmente.

O ideal é que tenhamos as duas experiencias em nossas vidas, precisamos estar cheios e ao mesmo tempo batizados com o Espírito. Assim não escandalizamos ninguém e podemos ser usados para abençoar muitas pessoas.

E.A.G.

Veja mais neste blog referente ao assunto:Enchei-vos do Espírito
Evidências de quem é cheio do Espírito Santo

O fogo do Pentecoste - dos tempos de Atos dos Apóstolos aos dias de hoje

8 comentários:

Joelson Gomes disse...

Olá,só fiquei esperando os textos biblicos do eliseu para comprovar SUA doutrina,mas enfim, terminou o artigo eles não vieram? Pq?

Deus te abençoe e parabens pelo blog.

Joelson Gomes

Izaías disse...

A Paz, amado
Mas o que eu acho mais interessante sobre as línguas estranhas (muitas delas estranhas até para Deus) é que, em relação ao resto da Igreja, não servem para nada, pois é muito, muito raro haver alguém que as interprete.
E se servem para edificação pessoal, via de regra, há muitas e muitas pessoas que detém tal dom e se comportam como as que a irmã citou na postagem.
Em que sentido se dá tal edificação pessoal?
Como devemos entender isso?
Um abraço fraterno.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Caro Joelson

Caso esteja esperando artigos sobre Pneumatologia, saiba que tenho isto em mente. No futuro, não muito distante, se assim Deus me permitir, eu os postarei. Nesta atualização, apenas publiquei de maneira destacada a minha resposta para uma uma leitora.

Estamos em um blog, então, para maiores aprofundamentos de temas, favor seguir as tags (marcas), e as dicas que costumo deixar no final dos artigos, indicando outros textos que escrevi

Não costumo criar textos muito longos, mas há elos através de tags (marcas). Traço uma linha de raciocínio lógico através delas. Seria mais ou menos como os capítulos em livros.

Obrigado pela visita e comentário.

Abraço.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Izaías

Como citei acima, eu pretendo fazer postagens sobre Pneumatologia (a doutrina do Espírito Santo).

O ato de falar em línguas e as profecias são situações distintas. Existe o falar em oração, com Deus; e o falar em línguas em profecia. Paulo disse que quem ora em línguas ora bem, mas é melhor que haja interprete quando se está em ambiente de culto ( leia 1ª Corintios capítulos 12 e 14).

A edificação espiritual é no sentido de revigoramento. Há quem comece a falar estando desanimado e logo se enche de ânimo devido uma alegria sobrenatural. Eu, certa vez, indo à igreja depois do trabalho, estando muito cansado, tive o meu cansaço desaparecido de um segundo ao outro quando falava em línguas em tom baixo! Mas, não é apenas por essas formas que o crente batizado com o Espírito é edificado. Existem diversas outras maneiras de edificação, amigo.

Abraço.

genio rodrigues disse...

o que eu acho interessante e que é muito comum pessoas sempre pedirem texto Biblicos. pois nunca acreditam em coisas como falar em linguas ou ser batizado com o Espirito Santo, mas o mais interresante que se formas analizar a Biblia Jesus Cristo so usava textos Biblico quando falava para satanas e fariseus ou doutores da lei que muito conheciam mas não tinha nada de Deus e qual deles vc se encaixam: satanas, fariseus ou doutores da lei?

Anônimo disse...

Não acredito que alguem possa profetizar da parte de Deus se nao estiver em santidade, pois Jesus disse: pelo fruto conhecereis a árvore.

Alperlene Santana disse...

Gostei muito dos comentário estar bem claro a diferença em ser cheio do Espirito e ser batizado com o Espírito. Os gritos, pulos e outras coisa é efeito da reação que as pessoas tem ao sentirem a presença do Espírito Santo, não que ele venha com esse proposito. pq, o verdadeiro motivo foi para nós revestir de poder para sermos testemunhas Dele aqui na terra!E acho que não temos que nos preocupa com o comportamento dos irmãos depois do culto, o que realmente importa é o nosso relacionamento com Deus!

Eliseu Antonio Gomes disse...

Pois é, Alperlene. Ser cheio do Espírito e ser batizado no Espírito são condições distintas. Além disso, o crente não deve fazer do emocionalismo um estilo de vida, principalmente ao cultuar a Deus.

Abraço.

Voltar ao início da página


Blog Belverede 12 anos de atividades - https://belverede.blogspot.com.br

Lições Bíblicas 2019

Tabernáculo: Símbolo da Obra Redentora de Cristo


EBD - Escola Bíblica Dominical.

13 Lições comentadas por Elienai Cabral (CPAD)

Entre 7 de Abril e 30 de Junho, as igrejas evangélicas que usam o currículo pedagógico da Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) estarão lecionando as treze matérias da revista Lições Bíblicas, cujo comentarista é Elienai Cabral e o tema é O Tabernáculo: Símbolos da Obra Redentora de Cristo.

A vontade deste Blogueiro é trazer aos Leitores de Belverede postagens relativas aos assuntos abordados pelo articulista da CPAD. Se assim Deus permitir, é o que farei, pois é perceptível que o subsídio é algo de extremo interesse do povo cristão. Certa vez, um irmão moçambicano declarou ter enorme expectativa por esta espécie de postagem.

Abaixo, os nomes de 13 lições. As lições marcadas em negrito e sublinhadas possuem hiperligação, ao clicar sobre elas você será encaminhado para outro espaço deste blog, abrirá para você a página da postagem correspondente.

A nossa oração é para que cada publicação seja de bom proveito espiritual a todos, lembrando que cada uma delas não substituem o conteúdo criado pelo Pastor Elienai Cabral.

Não existe interesse comercial nesta iniciativa. Peço sua gentileza, divulgue estas matérias, tanto presencialmente quanto em suas redes sociais.

Sumário

Lição 7
O Lugar Santo

Lição 8
O Lugar Santíssimo

Lição 9
A Arca da Aliança

Lição 10
O Sistema de Sacrifícios

Lição 11
O Sacerdócio de Cristo e o Levítico

Lição 12
A Nuvem de Glória

Lição 13
O Sacerdócio Celestial

Introdução aos livros da Bíblia Sagrada.
Objetivo ainda em fase de conclusão.

Antigo Testamento
GênesisÊxodoLevíticosNúmerosDeuteronômioJosuéJuízesRute1 Samuel • 2 Samuel • 1 Reis • 2 Reis • 1 Crônicas • 2 Crônicas • Esdras • Neemias Ester • Jó • Salmos Provérbios • Eclesiastes • Cantares • Isaías • JeremiasLamentações • Ezequiel • Daniel • Oseias • JoelAmósObadiasJonas • Miqueias • NaumHabacuqueSofonias Ageu ZacariasMalaquias