Temas

Angeologia      |      Apologia Cristã      |      Antropologia Bíblica      |      Bibliologia      |      Cristologia     Eclesiologia      |      Escatologia       |      Soteriologia      |      Hamartiologia      |    Pneumatologia      

Select the language

EBD - Escola Bíblica Dominical | Julho a Setembro de 2022.

Pesquisar este blog

Arquivo | 14 anos de postagens

quarta-feira, 25 de maio de 2022

Eu me alegro no Senhor

Alegrem-se em meio aos problemas. "Então lhes disse: 'Agora vão, comam e bebam o que tiverem de melhor. E mandem porções aos que não têm nada preparado para si. Porque este dia é consagrado ao nosso Senhor. Portanto, não fiquem tristes, porque a alegria do Senhor é a força de vocês'" - Neemias 8.10 [NAA].


O mundo está cheio de aflições. O crente em Cristo passa por muitas provações. É essencial manter o bom ânimo praticando a vontade de Deus, pois a alegria do Senhor nos sustenta firmes e em condições de enfrentar corretamente todas as adversidades. 

A felicidade humana ocorre em consequência de acontecimentos. Quando algo bom acontece as pessoas se sentem felizes. As crianças adoeceram? O automóvel enguiçou? O chefe negou a promoção? O cônjuge está com mau-humor? Em todas as situações é preciso regozijar-se. O sentimento de alegria do cristão não pode estar atrelado apenas quando os sonhos são realizados e se obtém conquistas, é necessário existir o vínculo de fé que nos faz conscientes de que o amor de Deus nos envolve e nos protege.

É preciso estar alegre sempre. Habacuque manteve sua atitude de gratidão ao longo da vida. "Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na videira; ainda que a colheita da oliveira decepcione, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas desapareçam do aprisco, e nos currais não haja mais gado, mesmo assim eu me alegro no SENHOR, e exulto no Deus da minha salvação" [Habacuque 3.17-18].

Se Habacuque vivesse nos dias atuais, poderia ter orado assim: "Ainda não há comida na geladeira, não há disponível emprego rentável, embora a doença se agrava e as dores persistem, embora os meus filhos estejam distantes se drogando e minha esposa apresente atitudes desagradáveis, todavia eu me alegrarei no Senhor, eu estarei feliz em Deus meu Salvador."

Problemas! O cristão não deve permanecer acomodado diante das lutas e aceitar as derrotas. O coração convertido a Cristo é morada do Espírito Santo, tem ao seu alcance forças para se manter equilibrado, estar forte o suficiente para enfrentar as adversidades e vencê-las, pois é chamado para "combater o bom combate da fé" [1 Timóteo 6.12]. 

Ao ser um crente que alegra o Senhor, é possível não pensar em desistir, há disposição para lutar eficientemente contra os problemas financeiros, buscar meios de abastecer a dispensa, encontrar o trabalho honesto e recompensador, obter o tratamento de enfermidades por meio da fé e da medicina, orientar os filhos, querer lutar em favor do casamento, reconquistar o cônjuge a cada dia e manter a paz no lar. É possível renovar-se a cada novo amanhecer, mesmo que pareça estar perdendo a briga.

A alegria de ontem deve estar presente hoje. E a de hoje estar ativa amanhã. "Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai-vos." - Filipenses 4.4. Este é o tipo de atitude que todo cristão precisa demonstrar ao Senhor e ao mundo, inclusive quando nada de bom estiver acontecendo. 

A alegria espiritual está acima dos problemas desse mundo. A diferença entre a pessoa que é derrotada e a pessoa vitoriosa é o modo como se comporta durante as circunstâncias adversas. O cristão vitorioso sabe que Deus é a sua salvação e o conduzirá às experiências que cooperam ao seu bem [Romanos 8.28].

Reformulação da postagem 'Todavia estou alegre', publicada neste blog em 4 de agosto de 2011.

Nenhum comentário: