.____________________________________________

Este site tem a finalidade de, com toda a simplicidade das pombas, prudentemente, mostrar o que o crente em Jesus espera. Reflexão. Informação. Opinião. Troca de ideias. Blog idealizado por Eliseu Antonio Gomes. Criado em 12 de junho de 2007.

Research | Pesquisar artigos de Belverede

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Os motivos que levam pessoas a agirem como William Algusto da Silva, sequestrador que ameaçou passageiros do ônibus 2520 viação Galo


William Augusto da Silva, nasceu em 1999, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro, havia completado 20 anos de idade e trabalhava como vigilante. 

Sobre ele, uma irmã disse que era o caçula da família. Trabalhava com o pai, gostava de trabalhar. Pensou em ser bombeiro, dizia que o Brasil estava precário e precisava de ajuda. Era uma pessoa alegre, tranquila e caseira. Mas, aos dezoito anos saiu de casa e foi morar com a avó. E às 5 horas da manhã da última terça-feira, 20 de agosto, quando o sol ainda não havia iluminado a cidade carioca, entrou em um ônibus da linha 2520, da viação Galo Branco, e fez 38 pessoas reféns na ponte Rio-Niterói, inclusive uma mulher grávida. Naquele momento, ele portava uma arma de brinquedo, simulacro de arma de fogo, uma arma de choque, spray de tinta com cor preta, garrafas contendo combustível e um isqueiro. Amarrou os sequestrados e ameaçou queimá-los. 

Cogita-se que William sofria de depressão. Ele revelou que sentia dor de cabeça, estava triste e cansado, e por conta disso sua mãe procurou assistência médica e assim passou a tomar remédios para controlar seu mal estar. Uma irmã do rapaz acredita que William decidiu sequestrar o ônibus e ameaçar pessoas porque não suportava mais a pressão na cabeça, não aguentava mais o sofrimento com ele mesmo; não pensava em se matar mas desejava que alguém o matasse. 

O comandante do Batalhão de Operação Especiais (Bope), que administrou a ocorrência, descreveu William como uma pessoa portadora de perfil psicótico. Seu estado emocional oscilava entre altos e baixos. Não foi capaz de explicar com clareza para a polícia qual era sua motivação para sequestrar os passageiros do ônibus, no entanto, pediu 30 mil reais. Os reféns disseram para jornalistas que William havia dito estar vivendo problemas pessoais, sem detalhar quais seriam, não queria machucá-los e manteve a calma durante todo o período de negociação com a polícia.

William usou uma máscara igual à utilizada pelo atirador que matou oito pessoas no dia 13 de março na escola de Suzano. O sequestro durou quatro horas e terminou quando atiradores de elite o alvejaram de modo fatal, aproveitando um momento em que desceu do veículo. No momento dos disparos, diversas pessoas no local comemoraram ao ver seu desabar inerte no asfalto; os pais do sequestrador se dirigiam ao local para tentar ajudar na solução do problema, ficaram muitos abalados com a morte e a atitude do filho, e receberam proposta de tratamento de psicólogo. 

Segundo Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, que conversou com a família do sequestrador, a mãe de William demonstrou sentir uma imensa dor na alma, um dos parentes do criminoso pediu perdão a ele e para a sociedade. “Conversei com familiares dele, um deles me pediu desculpa. Mas ele queria pedir desculpas e pediu à toda sociedade, pediu desculpas aos reféns, disse que alguma coisa falhou na criação. Vamos também cuidar da família dele, tentar entender o problema para que outros não ocorram", destacou o governador.

Os atiradores serão promovidos por Witzel. 


Por que William quis fazer isso?

É preciso analisar com muito cuidado assuntos assim. Famílias sofrem em agonia. Vidas foram separadas. A devastação produzida pela atitude inconsequente do jovem William é indescritível no coração da sua família. Porém, é por essa razão que não podemos ficar calados. Para erradicar o fruto de baixa qualidade, o agricultor cuida da raiz ruim. É preciso entender a razão de acontecimentos dessa natureza e nos concentrar e achar respostas.

Famílias desestruturadas. 

Aparentemente, o caso de William tem a ver com saúde. debilitada. O relato da mídia sobre como os pais se comportaram diante do fato estarrecedor, demonstra que eram genitores de bom coração.

Quais são os denominadores comuns nessas tragédias? Logicamente, quando alguém decide pegar em armas e ameaçar tirar vidas alheias, tal indivíduo é o responsável por seus atos de assassino. Entretanto, outros fatores podem contribuir para que tenha um estado mental perturbador.

Na fase de crescimento, a presença de pais bons e de presença estável cria reflexos positivos para que a pessoa se transforme um cidadão de bem, adulto sociável. Não podemos ignorar as consequências ruins de famílias desfeitas. Não podemos desprezar os dados de que nos Estados Unidos, a grande maioria dos atirados em massa moravam em lares sem pai.

Está comprovado que haver a presença do pai biológico ao longo da criação e desenvolvimento da criança é algo extremamente benéfico para ela. Quando o homem separa o sexo da paternidade, quando o divórcio desfaz a união de pai e mãe, é quase uma certeza absoluta que haverá estragos na cabeça do filho.

Os assassinos vêm em grande parte de lares sem pai?

O divórcio cria abalos psicológicos marcantes na vida de crianças, jovens e adolescentes. Não negamos a existência das exceções nestes casos. 

O contraponto importantíssimo, que salva muitas pessoas na idade infantil, é a adoção. A relação de amor é mais forte do que o aspecto consanguíneo; o laço de afeto verdadeiro de bons pais adotivos é capaz de remediar as consequências da ação nociva de famílias desestruturadas.

É importante enfatizar: crianças precisam de pais, e os pais precisam ter Jesus como seu Salvador e Senhor, todos precisamos considerar a Bíblia Sagrada a nossa regra de fé e conduta.

A ideologia marxista versus família cristã. 

Como cristãos devemos estar atentos para as forças espirituais e sociológicas que estão unidas para destruir o padrão bíblico estabelecido por Deus para a instituição familiar. Nesta ação simultânea de ataque às bases da sociedade cristã, existe:
• a perda da noção exata da santidade, que há no matrimônio;
• a pornografia, que transforma homens viciados em sexo e mulheres em objetos da luxúria masculina;
• o feminismo, que desdenha da responsabilidade masculina no casamento e na família; 
• a defesa do direito ao aborto em qualquer circunstância, que incentiva a cópula irresponsável e egoísta.
Todos esses elementos de ataque visam acabar com casamentos, desestabilizar a vida de crianças tirando delas a figura paterna, e assim desfazer o núcleo social aos moldes bíblicos, que é a família estável, composta da união de um marido ao lado de sua esposa criando seus filhos juntos.


Pecadores e ímpios 

A alegria de alguns com a morte de William, mostra falta de compaixão. Será que não existe mais aquele amor, proposto por Jesus? "Amai os vossos inimigos." Se estes que comemoraram são pessoas que se dizem crentes em Cristo, precisam crescer na fé e no conhecimento da Palavra de Deus. A posição correta dos autênticos cristãos, é desejar que o bandido se entregue, se converta e abandone a criminalidade. Mas, se ele resiste à prisão e ameaça as vítimas e a polícia, entre a vida de inocentes e a de um criminoso, será sempre preferível que os inocentes vivam. Quem é realmente de Cristo, prefere dizer "bandido bom é bandido convertido; ex-bandido; morto apenas para as atividades desse mundo cheio de pecados." Melhor seria se aquele sujeito tivesse conhecido a Cristo antes de sequestrar e tentar incinerar mais de 40 pessoas amarradas.

Deus não tem prazer na morte de ninguém, nem do ímpio e nem do pecador. Existe diferença entre o ímpio e o pecador. O ímpio é aquele que faz oposição consciente contra Deus e a sua obra. é quem comete impiedade, é aquele que se posiciona, conscientemente, contra a piedade (religião). Deus não tem prazer na morte de ninguém, nem dessa gente inimiga declarada de religiosos. E o seguidor de Jesus também não sente alegria. Apesar de Deus não ter esse prazer, todos os ímpios e pecadores que não se converterem, receberão a sentença da segunda morte.

A autoridade divina que Deus dá às autoridades

O que a Bíblia diz sobre pessoas à margem da lei? "Que todos estejam sujeitos às autoridades superiores. Porque não há autoridade que não proceda de Deus, e as autoridades que existem foram por ele instituídas. Assim, aquele que se opõe à autoridade resiste à ordenação de Deus, e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação. Porque os magistrados não são para temor, quando se faz o bem, e sim quando se faz o mal. Você quer viver sem medo da autoridade? Faça o bem e você terá louvor dela, pois a autoridade é ministro de Deus para o seu bem. Mas, se você fizer o mal, então tenha medo, porque não é sem motivo que a autoridade traz a espada; pois é ministro de Deus, vingador, para castigar quem pratica o mal" - Romanos 13.1-4.

Note, está escrito que as autoridades policiais, e de outras esferas, são ministros de Deus para castigar aqueles que praticam o mal. (Rm 13). As Escrituras incentivam a respeitar as autoridades, que são instituídas por Deus, e avisa que as autoridades não carregam a "espada" em vão, isto é, estão preparadas e dispostas a usar a arma quando necessário.

William agiu como se fosse um bandido que quis chamar a atenção de todos para si. E conseguiu, da pior maneira que alguém poderia imaginar. Se por acaso for verdade que pensava em não viver mais, mas não queria terminar com sua vida através do suicídio, morto por alguém, que coisa horrenda ele fez para alcançar seu objetivo; não ter amor a própria vida e colocar em risco a integridade física alheia, ser infeliz e querer provocar a infelicidade nos outros e atitude deplorável.

Conclusão. 

Nos principais polos urbanos da sociedade brasileira, a violência está presente em número alarmante. Neste caos, causado pela filosofia da pós-modernidade. Observamos que o maior número de gente predisposta a cometer as mais variadas modalidades de crimes vêm de lares com pais ausentes. Não podemos negligenciar o fato do sistema de justiça criminal ser falho, emitir sentenças desiguais para casos similares, e que ao causar a sensação de impunidade merece receber sua parcela de culpabilidade neste caos. Também É preciso voltar a sinalizar a existência de cidadãos de bem, pessoas que conseguiram superar muita dificuldade em seus lares e se tornaram as raras e nobres exceções neste assunto tão grave, que é a criminalidade.

Havia dentro do ônibus tomado pelo William pessoas em aparente risco de se transformarem em vítimas de assassinato. Garrafas com gasolina poderiam servir para atear fogo no veículo com todos dentro. Assim como o governador do Rio, nós lamentamos a morte do bandido e festejamos a continuidade da vida dos reféns. Seria muito chocante se o desfecho fosse o ônibus em chamas, com os sequestrados amarrados.

O trabalho do BOPE é inquestionável, merece parabéns.

E.A.G

Com informações de:
Charisma News - The Spirit of Jezebel, Fatherless America, and Mass Shootings - Michael Brown - 10 horas. 19/08/2019 - https://bit.ly/2NwWgGR 
G1 - Sequestro na Ponte: criminoso exigiu R$ 30 mil e avisou que não queria machucar ninguém, diz refém. 11h24 - 20/08/2019 com atualização em 22/08/2019. https://glo.bo/2TR6qmz
R7 - Balanço Geral - Irmã revela perfil do jovem que sequestrou e fez reféns em ônibus no Rio 14h54 - 21/08/2019 - - https://bit.ly/2L6FSts 

Nenhum comentário:

Voltar ao início da página


Blog Belverede 12 anos de atividades - https://belverede.blogspot.com.br

Introdução aos livros da Bíblia Sagrada.
Objetivo ainda em fase de conclusão.

Antigo Testamento
GênesisÊxodoLevíticosNúmerosDeuteronômioJosuéJuízesRute1 Samuel • 2 Samuel • 1 Reis • 2 Reis • 1 Crônicas • 2 Crônicas • Esdras • Neemias Ester • Jó • Salmos Provérbios • Eclesiastes • Cantares • Isaías • JeremiasLamentações • Ezequiel • Daniel • Oseias • JoelAmósObadiasJonas • Miqueias • NaumHabacuqueSofonias Ageu ZacariasMalaquias