Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

quinta-feira, 26 de março de 2015

INSS sovina

Os governantes brasileiros se mostram pouco interessados no bem-estar da população brasileira em todas as situações que possamos imaginar. O modo de trabalhar da maioria dos políticos parece levá-los a ser generosos apenas com o nosso dinheiro quando é para aumentar os seus próprios salários e para sustentar estilo de vida luxuosa, ter moradia de alto padrão, carros de luxo cujo tanque de combustível não é pago com seus salários, mas com nossos impostos, uso de roupas novas e caras às custas do erário público, planos de saúde diferenciado que são pagos pela população brasileira, população esta que quando está doente é obrigada a tentar se tratar e morre em hospitais caindo aos pedaços, com falta de médicos, falta de aparelhos básicos, falta de remédios, população que sofre e passa anos para conseguir um simples diagnóstico e sentar-se diante do profissional de medicina especialista no tratamento do seu mal.

Uma pesquisa recente da instituição Insper revelou que a média de uma família com dois filhos para criar e que marido e esposa trabalham fora é de até R$ 3.000,00. Isto é, ganham hoje para comer amanhã. Mesmo assim, Ricardo Dias Brito, professor de finanças do Insper, respondendo uma entrevista para um canal de televisão em 25/03/15 sobre este assunto, disse que o INSS é generoso com a classe mais pobre, pois a renda do cidadão que se aposenta tem condições de recompor a renda precária dos domicílios.

Dados do IBGE apontam que 94.74% dos cidadãos que trabalham ganham até cinco salários mínimos, que equivale a R$ 3.940,00, enquanto que os aposentados recebem até R$ 4.663,00.

Estranhamente, Ricardo Dias Brito parece não ter considerado que a Previdência Social não presta favores aos cidadãos ao entregar os benefícios. O trabalhador contribui ao longo de sua vida de trabalho para que no declínio de sua estrutura física tenha o direito de que este valor entregue aos cofres do governo federal retorne e mantenha-o em qualidade de vida ao envelhecer.

Falar em generosidade do INSS é um disparate! No final da década de 90, foi criado pelo governo federal o Fator Previdenciário, que castiga o idoso que trabalhar mais. Isto é, na dura realidade, quanto mais velho o trabalhador estiver no momento em que se aposenta, menos dinheiro receberá em benefício de aposentadoria.

Assim, o que acontece é que o brasileiro aposentado não consegue ter em seu benefício o mesmo valor do salário ao longo de seus anos de aposentadoria como recebia trabalhando, pois o benefício não acompanha o crescimento da inflação e nem o valor de aumento do salário mínimo. Não tem condições de se aposentar e desfrutar um bom lazer, não consegue realizar viagens interessantes como fazem os aposentados europeus.

A verdade é que o INSS age à revelia das determinações da Constituição Federal. É inconstitucional aplicar correção de aumentos em percentual menor aos aposentados e maior aos que estão em atividade. A CF exige tratar todos os brasileiros pelo princípio da igualdade, e isto vale ao aumentar o salário do trabalhador e do cidadão aposentado.

E.A.G.

Um comentário:

Lady da Paz disse...

Essa situação do brasil é muito triste.
Gosto do seu blog.
Deixo meu carinho.
http://reginaladydapaz.blogspot.com.br

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.