Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

O que é o mercado gospel para mim?

Por Eliseu Antonio Gomes

Uma pessoa amiga pediu minha opinião sobre o mercado gospel - termo costumeiramente usado pejorativamente. O que opinei se consiste nas linhas abaixo: 

Primeiro, o óbvio e ululante: vivemos em um país capitalista. Nada se faz sem que haja dinheiro envolvido. Saia de casa e terá que desembolsar algum valor em dinheiro para o combustível do carro, a vaga de estacionamento dele, a comida do restaurante, a opção de lazer. Até para louvar ao Senhor é preciso colocar a mão no bolso: é necessário colaborar com a manutenção do templo e projetos evangelísticos e missionários, não se adquire Bíblia gratuitamente – mesmo que não tenha custado nada o exemplar que você usa, algum coração bondoso pagou por ele.  

O que vem a ser o mercado gospel? 

Para a pessoa desigrejada, aquelas que são avessas às instituições eclesiásticas, todas as denominações evangélicas fazem parte do “condenável mundo gospel". Elas desconsideram o pastor e seu salário cuja origem são os dízimos e ofertas; deploram os cultos semanais em templos, dizendo que é ambiente de manipulação. Além disso, colocam “no mesmo saco” quem cante e grave CDs e DVDs com temáticas bíblicas. 

Ao frequentador de igrejas reformadas, o mercado gospel é composto por crentes pentecostais e neopentecostais. Dizem que é baboseira o falar em línguas e chama de circo os cultos fervorosos. Detestam como são realizadas a solicitação de ofertas durante o culto e qualquer solicitação de dinheiro publicamente, como nos casos de ajuda de custo para projetos de programas de televisão e rádio. 

O posicionamento de crentes pentecostais é parecido com o de crentes reformados, é claro que tirando o foco de si mesmos e lançando-o sobre os neopentecostais. Eles não consideram os “neos” cristãos completos. Há quem até se aventure a lançar deboches de seus métodos de culto referente ofertas e dízimos, escarnecem daquelas pessoas que lançam CDs e DVDs.  

Para os “neos”, o que é mercado gospel? Já ouvi alguns deles dizer que gospel é uma palavrinha inglesa, cuja equivalente em português é “evangelho”. Acho curioso como eles são tão criticados e criticam pouco seus críticos. 

Bem, para mim o mercado gospel é um conjunto de coisas e pessoas - independente de pertencer às alas reformada, pentecostal ou neopentecostal. Aquele pregador e cantor que cobra para pregar, aquela cantora que também só se apresenta se pagarem o valor cobrado. A indústria de Bíblias de Estudos (já reparou como as prateleiras de lojas estão saturadas delas, e as editoras não param de lançar novidades? O cânon bíblico não basta mais?). Os CDs e DVDs de pregações e canções. 

O mercado gospel não escapa da Lei de Oferta e Procura. Por que será que Bíblias de editoras católicas são tão mais baratas do que as de editoras ditas evangélicas. A qualidade industrial é a mesma, mas o preço é exorbitantemente diferente. 

Minha opinião é que precisamos analisar o que é vendido e comprar apenas aquilo que sirva para a nossa edificação. Tomar cuidado com críticas, porque nem todas elas visam o interesse coletivo, muitas não passam de defesa de causas próprias usando o disfarce de atuação apologética. 

Existem duas forças coordenadas envolvidas no mercado gospel. Não existiriam pregadores e cantores cobrando sem a existência de quem se dispusesse a pagar. Seja no interior de templos ou eventos fora dele, existe o financiador, a pessoa física pagante. Não existiriam projetos para novas Bíblias de Estudo, novos livros, novos CDs e DVDs sem compradores ávidos pelos lançamentos desses produtos. 

Aliás, falando em apologia, alguns anos atrás determinado alguém vendia livros e fazia muitas palestras usando um tema contrário ao movimento Teologia da Prosperidade. O preço do livro e o bilhete de entrada nas palestras dele não estavam ao alcance do pobre assalariado com salário mínimo. Tristes contradições do mercado gospel brasileiro! 

Propositalmente, o conteúdo deste meu comentário não entrou pela questão teológica e doutrinária, não teci uma linha pró ou contra movimentos e costumes. Então, alguém poderá pensar se a pessoa que fez a pergunta para mim queria saber se o mercado gospel é edificante ou nocivo para a fé dela e dos que dele se utilizam. Não fico encima do muro. Respondo da seguinte forma: existe uma charge compartilhada o Facebook muito perspicaz, contém duas figuras, uma diz: "não gostei do culto", a outra responde: "mas o culto não foi realizado para você, foi para Deus". O louvor (cantado ou em outras formas) é bem isso. O Senhor observa cada coração, e recebe a música ou outras tarefas que são dirigida a Ele, e recebe como louvor apenas aqueles que são ministrados com devoção sincera. 

E.A.G.

5 comentários:

Willian Bugiga disse...

A paz de Cristo, veja meu blog: willian bugiga e o site: www.convertidos.com.br
A paz

Vanildo Oliveira disse...

lá querido, Deus te bendiga!
É evidente que lideranças com o argumento de edificar as ovelhas usem deste expediente para juntar a fome com a vontade de comer. Se o produto for útil e interessante, por que não fazê-lo? rsrsrsrsrsrs

Felipe M. Nascimento disse...

Graça e Paz!
Eliseu, gostei muito do texto,
extremamente coerente e trazendo uma boa reflexão, muito interessante a maneira com que expões os pesamentos de ambos os grupos "reformados,pentecostais e neopentecostais". parabéns pelo post.

R matos disse...


1ªCoríntios 3:10-15 nos diz:

"Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele".

Penso: O fundamento para todas as coisas já existe e é unicamente este fundamento solidificado como sendo o próprio Senhor Jesus.

O que quero dizer é que são muitas as pessoas (Porcentagem altíssima) que colocam outro fundamento e nele edificam seus interesses e razões,pois o mercado financeiro assim é a argamassa e o consumidor é senão a matéria prima objetivada.

***********************************

"Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo".

Penso: O fundamento espúrio colocado qual substitui Cristo Jesus, todavia constitui-se na certificação e vontade desmedida na ação antropocêntrica.

***********************************

Analiso: Assim sendo, essas palavras abaixo deixa esclarecido sobre o trabalho de cada pessoa qual será provado na essência de sua verdadeira intenção.

"E, se alguém sobre este fundamento formar um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha,
A obra de cada um se manifestará; na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um".
***********************************

Concluo: Embora a Palavra me garanta respaldo a fazer julgamento segundo a reta justiça(Jo 7:24), Não será eu a perscrutar e Julgar em definitivo sobre qualquer que seja a pessoa e ou trabalho apresentado pela mesma.

logo, Não será eu a imprimir opinião em excessos, contrárias ao que o mercado gospel apresenta.

Vejo importância quanto as diferentes de bíblias de estudo quais são publicadas. A meu ver, elas não são feitas para os que atestam letargia na disposição de pesquisa. Devemos levar em conta de significância no que elas nos proporcionam e o labor depositado e afinco com que foram elaboradas.

Quanto á publicação de CDs e DVDs... No que dependesse de mim, esse mercado estaria já falido,pois não sou de ouvir músicas nem mesmo em celular e assistir DVDs,... Não me comprometo com tal disposição e tempo. Particularmente ajo assim mas sei que muitos são o contrário de mim e nutrem profunda necessidade de ouvir CDs e assistir DVDs e isso é grau de importância, de gosto, de opinião e disposição e nada mais.

Não posso agir de forma leviana e dizer que está tudo bem e nada parece ser nocivo. Não!!!

Esse mercado gospel fomenta dinheiro, muito dinheiro. Dinheiro que compra prazeres,sonhos,homens e mulheres nada ingênuos quanto a interesses próprios e que seduz outros tantos á navegarem na mesma maré.

Imagina Ana Paula Valadão numa denominação sem expressão, de chão batido e de telhas 3x66 queimando pelo calor a cabeça alheia??? David Quilan, PG,Thalles Roberto, Nívea soares,Fernandinho,Cassiane e tantos outros e outras em evidência de "estrelas gospel" fazendo o mesmo para promoção do evangelho???

É o trabalho delas e merecem pelo que fazem, diria incautos. Pois bem, R$ 100 mil recebidos em uma única apresentação já não daria pra viver (Não sobreviver) por certo tempo?? Acumulo capital é típico nos países capitalistas.

Bíblia da criança, do jovem,do adulto,da vovó e enfim... são títulos chamativos e específicos quanto aos seus temas mas não deixa de serem crias para um fim específico: Venda.

Seja o reformado, o histórico, o tradicional, o pentecostal ou neo-pentecostal...Todos sucumbem a erros, intolerâncias e vaidades.

Sentam-se em suas cátedras, as vezes lado a lado discursando e apontando crassos teológicos conficionais e ao sabor do chá da tarde, coam os mosquitos e engolem camelos.

É o homem em processo de decomposição na sua originalidade pecadora.




MARCOS NASCIMENTO disse...

Parabéns pelo seu texto bastante esclarecedor e que concordo em número, gênero e grau. Tenho certeza que boa parte dos homens e mulheres cristãos deste País concordam com seu comentário. Tenho observado e acompanhado o mercado gospel nos últimos anos e tem coisas que realmente me pergunto se são mesmo do agrado de Deus! Penso que quando existe alguma dúvida já não é coisa boa! Ainda não consegui assimilar determinados gêneros musicais como gospel! É funk gospel, é balada gospel, é hip hop gospel, pôxa sinceramente não sei onde tudo isso irá parar! Tem que se analisar as letras e ver se existe alguma incoerência bíblica mas sei que isso não é privilégio da maior parte dos cristãos em função do baixo nível de escolaridade, aliás no mundo é assim também, isso sem contar que o gosto musical das pessoas da nova geração é muito diferente dos pais e consequentemente dos avós. Vivemos uma época em que a igreja forçosamente tem que se modernizar para se adaptar aos modernismos do mundo! Não deveria ser o contrário? O mundo nunca vai copiar qualquer modelo da igreja, seja ela qual for: histórica, reformada ou pentecostal!
marcos.nascimento98@yahoo.com.br

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.