Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

sexta-feira, 19 de julho de 2013

O nome de Jesus - Kenneth Haggin: Meu comentário sobre o livro

Costumo me policiar seguindo a diretriz de Jesus quando disse para não emitir julgamentos pelas aparências, apenas pela reta justiça. Então, se algo parece mal, me retraio, se parece bom, me retraio também. Gosto de analisar tudo pausadamente e por todos os ângulos. Sou o tipo de pessoa que escuta mais do que fala.

Não me fio por livros evangélicos de autor X ou Y para viver minha vida cristã. Sempre li bastante, tenho uma biblioteca de porte médio, mas sempre coloquei em primeiro lugar a Palavra de Deus, que clareia meus passos e iluminam meu caminho. Faço uso das Escrituras Sagradas para analisar o entendimento de escritores e pregadores.

O livro

De tempos em tempos algumas pessoas aproximam-se de mim para comentar sobre o livro O Nome de Jesus, escrito por Kenneth E. Haggin, que no Brasil é um lançamento da Graça Editorial, editora de RR Soares, fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus. De pronto, procuro saber se já leu o livro, pois descobri que há quem seja capaz de alimentar opiniões sem nem ao menos tomar conhecimento próprio, se deixam levar por opiniões alheias.

O comentário de alguém, hoje:

Quando ele (escritor do livro) fala sobre um texto que Jesus disse "e tudo que pedirdes em meu nome", afirma que o verbo pedir está mal traduzido, que o correto seria determinar. Isso é a famosa doutrina do determnismo.
"Respeito muito você, penso que está à altura de um debate equilibrado mas eu não gosto de ler os livros do R R Soares, nem  de Edir Macedo,  pois são tendenciosos (representam)  a teologia da prosperidade e o triunfalismo".

Sobre o vocábulo "aiteó": De fato, significa pedir e também exigir. Eu conferi, está escrito lá no idioma original do Novo Testamento conforme o autor do livro declara. É complicado discutir os significados das palavras, porque elas são o que são, o sentido está nos dicionários. Será que precisamos discutir com os dicionaristas forçando-os a mudarem o que vocábulos representam, para enfatizar nossa ortodoxia cristã? 

O procedimento de Jesus perante os doentes

Nos evangelhos, todas as vezes em que Jesus Cristo encontrou um doente, o doente foi curado. É uma heresia pensar e querer agir diferente de como Jesus agia.  Os dons de curar estão presentes no ministério de líderes cristãos com o objetivo de que a misericórdia de Deus alcance o campo físico e o Senhor abençoe a vida dos enfermos com a saúde.

Jesus usa pessoas portadoras de fé e ousadia com os dons de cura, para orarem e acontecer milagres porque ama o doente, quer abençoar quem sofre restabelecendo a saúde delas.

Deus não mudou. Empreendeu curas através de Jesus Cristo e dos apóstolos.  No Brasil, nos idos de 1911 /1940 usou os missionários suecos, Daniel Berg e Gunnar Vingren, fundadores da Assembleia de Deus, para abençoar os cidadãos brasileiros restabelecendo a saúde deles. Mas hoje em dia são poucos os pastores dessa grandiosa denominação evangélica pentecostal agindo como agiram os homens de fé que existiram no passado. 

O poder no nome de Jesus

O nome de Jesus continua a ter poder. Quando o nome de Cristo é usado, se expulsa demônios e se repreende doenças que a medicina considera incurável. O espírito sai do corpo e o doente fica são porque se EXIGE que seja assim. "Saia em nome de Jesus!" Ordena-se. Ninguém pede para o demônio: "Por favor demônio, saia de corpo, por favor saia." Será que alguém já pediu por favor que o demônio saísse do endemoninhado e o espírito malígno amigavelmente obedeceu?

O propósito da cura

A cura divina não ocorre para enaltecer o portador dos dons de curar. Quando Jesus cura alguém, está reformando seu templo, nós somos templo do Espírito Santo.

É verdade que algumas pessoas se promovem com as curas divinas. Quem faz isso pagará pelo pecado de vangloria. Mas Jesus continuará curando através de gente vangloriosa, porque ama os doentes

O cristão e a derrota

Passamos pelas lutas, e com Cristo vencemos todas elas. Somos chamados para ser mais que vencedores e não perdedores. Você já leu algum texto de Paulo falando em derrotismo? Não existe texto de Paulo ou de qualquer outro apóstolo enaltecendo a derrota do crente. Mas conhecemos textos bíblicos sobre triunfo: 

"Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou" - Romanos 8.37.

"E graças a Deus, que sempre nos faz triunfar em Cristo, e por meio de nós manifesta em todo o lugar a fragrância do seu conhecimento" - 2 Coríntios 2.14.

Neste mundo em que há probabilidades de encontrar aflições, ficamos adoecidos, e quando isso acontece não é sinal de falta de fé. A falta de fé é aceitar a instalação do mal em nós por toda a vida. Existe a cura divina e existe a medicina, os dois caminhos são caminhos à vitória.

Depoimento

Eu conheço pessoas curadas na Assembleia de Deus, na Igreja da Graça, na Deus é Amor... O ensino sobre o uso do nome de Jesus Cristo é bíblico. Essa doutrina não é de igrejas evangélicas. O elemento comum no milagre é crer em Jesus e no poder que há no nome dEle. Não são as igrejas que curam e nem o poder humano, é a autoridade do nome de Cristo que efetua a ação sobrenatural na vida do necessitado.

A minha mãe faleceu neste ano. Na história de vida dela, antes de morrer esteve em coma profundo por uns 15 dias, desenganada pelos médicos, que recomendaram para minha família pensar nos preparativos de sepultamento. Ela sofria com púrpura trombótica trombocitopênica (sangue se transformando em água). Diante da situação terrível e desta sugestão mais terrível ainda, só encontrei uma pessoa de fé para ir comigo ao hospital, queria fazer no leito da enfermidade dela uma oração de concordância acompanhado de alguém que cresse no poder que há no nome de Jesus. E estive lá ao lado do leito dela com um obreiro da Igreja da Graça. Oramos EXIGINDO que o mal saísse dela. Na mesma hora ela acordou do coma. Os instrumentos médicos que estavam ligados ao corpo começaram a apitar... Estava desenganada pela medicina, mas recebeu alta, para a glória de Deus. Viveu mais 15 anos, durante o restante de vida que teve após o coma, teve a oportunidade de ver netos casarem-se e outros nascerem e até conhecer bisnetos, cantar muito glorificando ao Senhor. Muita gente cheia de saúde à época em que esteve internada, morreu antes dela!

Conclusão

O propósito deste artigo não é gerar celeumas. Expus a minha experiência de fé no poder que há no nome de Jesus, crença baseada em observações do conteúdo bíblico neotestamentário.

Não sou o dono da verdade, então não sei dizer o que se passa na cabeça de quem não creia no poder que há no nome de Jesus e nos dons de curar entregues pelo Senhor à Igreja para fim proveitoso. Suponho, e não debato a tese, de que haja sinceridade e boas intenções da parte de uns, e de outros a busca por interesses pessoais. Quais? Interesses de mercado editorial é um deles.

E.A.G.

5 comentários:

Ismael Brito disse...

A Paz do Senhor. Uma coisa que admiro muito são os seus artigos. E quando encontrei seu comentário em meu blog - Aqui eu Aprendi! - no assunto "Jim Jones", confesso que fiquei muito agradecido a Deus pois, para mim, um comentário de Eliseu Antonio Gomes, é muito importante. Obrigado e que Deus continue a utilizar todos os instrumentos para propagação do Seu Evangelho. um abraço.
Pastor Ismael - blog Aqui eu Aprendi!

Presbítero Maurício disse...

Caríssimo, saudações fraternas!
Seu comentário, tratou apenas uma frase do autor. Pode fazer uma síntese, e um comentário sobre o livro completo? Obrigado.

Mateus Emilio Mazzochi disse...

Paz do Senhor irmão Elizeu. Novo artigo e sempre com a mesma unção e sabedoria. Deus continue te usando. Jesus continua operando e isto é fato, já sabíamos pela Bíblia que alguns iriam se aproveitar do nome de Jesus para beneficio próprio. Outros acham que os milagres acontecem por serem especiais e merecedores, quando a Palavra é clara em dizer que tudo isto é dom de Deus para que não nos gloriemos. Enfim meu irmão, vamos peregrinando nesta Terra, levando a Palavra e o testemunho de Jesus por onde formos. Deus abençoe.

Albervan disse...

Olá irmão, ótima tarde!
Muito bom o poste. Faltou uma resenha do conteúdo do livro, mas sua explanação sobre o assunto do poder do nome de JESUS é muito acertada e o testemunho de milagre que testifica isso.
É uma pena para os que não creem, é como uma pessoa que nunca experimentou chocolate e não aceita experimentar porque alguém disse que é ruim.

Neiva Silva disse...

Que obra maravilhosa Deus fez na vida de sua mãe. Este é o Deus que creio, o Deus de milagres.

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.