Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Quem não é batizado no Espírito não é salvo?


Recentemente, publiquei o artigo O Batismo no Espírito Santo Hoje. No texto, eu lembro o fato de muitos cristãos viverem no meio pentecostal por muitos anos sem serem batizados no Espírito Santo. E no espaço de comentários deste artigo surgiu uma argumentação afirmando que pessoas não batizadas com o Espírito não são salvas, alegando que o fato de não serem batizadas é porque não tiveram um verdadeiro encontro com Jesus Cristo.

Para iniciar, é preciso esclarecer que minha intenção é refletir expondo o conteúdo das Escrituras Sagradas, minha pretensão não é me indispor com ninguém. 

Adianto que encontramos textos neotestamentários apontando claramente o batismo nas águas e o batismo no Espírito Santo. Também, preciso dizer que existem.muitas passagens de Atos dos Apóstolos que narram batismos, mas elas não são claras se se tratam de batismos nas águas ou batismo no Espírito Santo. E nesta falta de esclarecimento, não é possível declarar uma ou outra coisa, quem tenta elucidar algo nestas condições jamais passará do terreno das suposições. E eu acredito que se não houve da parte de Deus o interesse em dar luz plena, é porque não é necessário que saibamos sobre os fatos ocorridos detalhamente (Deuteronômio 29.29).

No momento da crucificação, Jesus Cristo disse para o ladrão que o reconheceu como o Messias "hoje mesmo estarás comigo no paraíso" (Lucas 23. 43). Existem duas interpretações com relação ao batismo nessa passagem. De um lado, há quem afirme que o ladrão foi batizado no Espirito naquele instante e por isto foi salvo. A outra corrente de cristãos alegam que o ladrão foi salvo porque reconheceu a Jesus como Salvador e Senhor, baseados em Atos 16.31, e que a fé em Cristo é suficiente para uma alma ser salva, não é preciso nenhuma espécie de batismo.

O assunto é muito profundo, demanda estudo apurado. Minha intenção é abordá-lo, mas sabendo que não é possível concluí-lo em apenas um artigo - provavelmente em breve escreverei mais a respeito..

Somente pode ser salvo quem for batizado com o Espírito Santo?

"E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão" -  Marcos 16:15-18.

Conheço pessoas, que respeito muito, ensinando que os salvos são apenas os batizados no Espírito. Elas acreditam que Marcos 16.16, ao citar o termo batismo, não se refere ao batismo nas águas, mas ao batismo no Espírito Santo. Lamento muito por quem ensine assim! Meu lamento existe porque a Bíblia Sagrada aborda o assunto de maneira claríssima e diferente dessa ideia.

Condicionar a salvação ao batismo é o mesmo que dizer que o sacrifício de Jesus Cristo na cruz não foi suficiente, que o brado de Jesus "está consumado", o mesmo que gritar "missão completa", foi uma mentira (João 19.30). Então, só posso repudiar essa doutrina que condiciona a salvação ao batismo com Espírito Santo, não posso concordar com esse modo de interpretar as Escrituras Sagradas.

Os sinais do poder e a salvação

Em Marcos 16.16 há o registro da fala de Jesus Cristo “e estes sinais seguirão aos que crerem”. O contexto bíblico traz à luz de maneira bem clara a questão do batismo no Espírito e a salvação das almas, basta lê-lo sem pensamentos preconcebidos para receber a estrutura teológica sobre o assunto.

É fato que no texto de Marcos 16.16 há uma relação dos sinais com o ato de crer. Mas os sinais que seguem o crente, portadores de dons espirituais de poder, não apontam para a salvação deles. O contexto bíblico esclarece. Contextualizando: 

1- Os demônios creem em Deus, mas não o obedecem (Tiago 2.14-23); 
2- Muitas pessoas apresentam os sinais de dons de poder, pelo fato de crerem em Deus e não por estarem dispostas a obedecê-lo (Mateus 7.21-23). 
3- Com e sem o batismo no Espírito Santo, muitas almas irão sofrer no inferno, sofrerão eternamente como os demônios, porque são servos do pecado e não servos de Cristo, são imitadores do diabo, não atendem ao mandamento do amor, não são imitadores de Deus (Efésios 5.1; 2 Pedro 2.19-22).

Jesus Cristo quer pessoas que tomaram a verdadeira decisão se seguir seus exemplos. Quem não o imita ainda não o aceitou como Senhor.

Nos dias atuais encontramos no meio pentecostal, pessoas carnais que aparentam estar batizadas com o Espírito Santo. Elas falam em línguas dos anjos, são usadas em dons espirituais, mas não praticam os ensinamentos de Cristo, não se consagram a Deus. Elas sempre colocam algo na frente da necessidade de imitar a Cristo. O motivo para não imitar ao Senhor é a preferência em atender as vontades do ego, não querem abrir mão de extravasar a inveja, o rancor, a mágoa, o ressentimento, a vingança, etc. Gente que nutre coisas assim ainda não teve um real encontro com Jesus Cristo e estão fadados ao sofrimento eterno.

A relação do crente com o Espírito Santo

"Quem não tem o Espírito não aceita as coisas que vêm do Espírito de Deus, pois lhe são loucura; e não é capaz de entendê-las, porque elas são discernidas espiritualmente." -  1 Coríntios 2:14.

Em minhas leituras, cheguei à conclusão que uma alma convertida pode chegar a dois níveis de relacionamento com o Espírito Santo.

1 - O primeiro nível da relação da alma convertida é ter o Espírito em seu viver, quando recebe a Jesus Cristo. Nesta fase cristã, que não é o batismo no Espírito, o convertido anda de acordo com a Palavra de Deus, em obediência, reverentemente. É quando batiza-se nas águas. É perceptível na vida dessas pessoas o fruto do Espírito em suas nove características: amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. As Escrituras Sagradas declaram que quem dá fruto é salvo (Gálatas 5.16-23).

2 – O segundo nível é o batismo no Espírito Santo e as atividades de manifestação de dons espirituais.

O que não significa o batismo com o Espírito Santo?

O batismo com o Espírito Santo não é um certificado de qualidade espiritual. É preciso ser claro aqui: não generalizo. Tive o desprazer de conviver com pastor carnal, prepotente, arrogante, dissimulado, e apesar dessas falhas era alguém que falava em línguas estranhas, expulsava demônios e era usado em curas divinas. De tanto errar, a Igreja fez uma assembleia geral, membros e lideranças usaram o estatuto e o destituíram do posto pastoral.

Para ser salvo é necessário produzir o fruto do Espírito, que em outras palavras significa reconhecer na prática o senhorio de Cristo; significa fazer a obra de Deus, ter fé viva e não a fé morta, ou seja, significa ultrapassar a barreira do discurso religioso e partir para a prática obedecendo o mandamento do amor a Deus e ao próximo (Tiago 2.14-23).

Em nenhum trecho das Escrituras Sagradas é declarado que é preciso ser batizado no Espírito para ser salvo. Para ser salvo é necessário crer na pregação do Evangelho, que anuncia a Jesus como único Salvador a quem é preciso reverenciar como Senhor. O Evangelho recomenda crer e obedecer a Jesus como Senhor (Atos 4.10-12; 1 Timóteo 3.16; Efésios 5.1-17).

Sobre os dons sobrenaturais

Após cumprir o plano da salvação perfeitamente, Jesus Cristo designou o exercício de funções ministeriais na Igreja com o propósito de que os cristãos amadureçam na fé e não sejam induzidos ao erro (Efésios 4.9-15).

Deus estabeleceu na Igreja ministérios, funções de lideranças e capacitou servos para abençoar o próximo (1 Coríntios 12.27-28).

É o Senhor quem efetua tudo em todos, distribui os nove dons aos cristãos através da manifestação do Espírito Santo, distribui esses dons de diferentes formas, faz essas distribuições de dons individualmente e como quer, sempre dá os dons visando o bem da coletividade cristã (1 Coríntios 12.4-11).

A finalidade do batismo e dons espirituais

É preciso entender que os dons de poder estão na vida de pessoas batizadas no Espírito Santo, e mesmo assim algumas serão condenadas pelo juízo de Cristo no Dia do Julgamento Final, porque querem lutar contra a carnalidade, mas satisfazer seus desejos. 

Muitas pessoas batizadas no Espírito Santo recebem dons (de maravilhas, curas) e fazem proezas apesar de algumas delas não mostrarem em suas vidas o fruto do Espírito.

Existem pessoas batizadas com o Espírito e que ao mesmo tempo são carnais, Deus permite que isso ocorra porque o Senhor quer usá-las em dons espirituais com o objetivo de abençoar a Igreja através dos dons do Espírito que está na vida delas. Exemplo: dons de curar, o Senhor quer libertar de doenças cristãos reverentes que clamam por saúde.

A importância do batismo nas águas e no Espírito

Quem se propõe a seguir a Jesus deve desejar o batismo nas águas e também o batismo no Espírito Santo.

Jesus Cristo em seu início de ministério recebeu o batismo nas águas, ministrado por João Batista e em seguida ouviu a voz de Deus, que lhe disse: "este é o meu filho amado em quem tenho muito prazer" (Lucas 9.35).

Sobre os batismos, é preciso entender que nem o primeiro nem o segundo salvam o ser humano. Para ser salvo é necessário reconhecer a Jesus Cristo como Salvador e Senhor e haver comprometimento da alma em abandonar o pecado e viver a fé praticando todos as orientações do Senhor (Tiago 2.20, 26; Hebreus 11.6).

Conclusão

São muitas almas que são tementes a Deus mas ainda não receberam o batismo com o Espírito Santo. Quem conhece de fato os corações é o Senhor. Só Ele sabe quem são os salvos e quem não são – independente se serem ou não batizadas no Espírito.

Não é prudente afirmar que pessoas não batizadas com o Espírito Santo, que não falam em línguas estranhas, são carnais e não são salvas. Muita gente assim são bons cristãos, ativos e úteis na Igreja de Cristo. 

Jesus Cristo orienta a que todos se convertam de seus maus caminhos, neguem a vontade da carne para ser seu seguidor (Mateus 10.37-38; 16.24; Lucas 14.33). É só Ele quem conhece os corações, sabe perfeitamente quem tomou uma verdadeira decisão de recebe-lo como Senhor. 

A fé do cristão deve ser enfática, ele não deve ter ânimo dobre. Só quem procurar a Deus com todo o coração o encontrará (Jeremias 29.13).

Para terminar, ratifico: Quem afirma que o batismo no Espírito credencia a alma para a salvação não possui bases bíblicas contextualizadas. As Escrituras afirmam que para ser salvo é preciso crer em Jesus como Salvador e curvar-se à Ele aceitando-o como Senhor. Tal postura de servo é descrita pelo apóstolo Paulo como caminhar produzindo o fruto do Espírito.

E.A.G.

2 comentários:

Luis Dorneles de Oliveira disse...

A paz do Senhor querido irmão em Cristo. Parece-nos que o assunto do momento é mesmo a sua excelência "o Espírito Santo". Falar sobre Ele é uma temeridade o qual temos que ter todo o cuidado para não entristecê-lo. Gostei do seu post sobre o assunto. Eu acredito até então que o nobre Espírito Santo segundo o santo livro é o nosso intercessor, interlocutor, revestidor e inquestionável guia dentre tantas outras beneficências. Quanto ao transgressor da cruz: Vemos que o principal simbolo "dos" batismos É A MORTE PARA O MUNDO. Quando ele reconhece ao Senhor Jesus como Rei eterno o aceitando, sendo perdoado os seus pecados implícitos neste ato, e como certamente não iria pecar mais, pois morreria em poucas horas, ELE alcança a salvação (o salário do pecado é a morte, mas o ...). Para terminar este jornal, vemos que o Espirito Santo e o seu Ministério no Livro de Atos dos Apóstolos, que ELE é o comandante da igreja primitiva até os dias de hoje; é Ele quem escolhe, reveste, capacita, dirige, guia e encaminha (dentre tantos outros Atos 13 e 16,...). Por isso é que quem não nascer da água e "do Espírito" não pode ver o reino de Deus (joão 3). PRECISAMOS SER GERADOS ESPIRITUALMENTE, dai o nascer do Espírito. Se não formos "do novo" gerados, não seremos criaturas espirituais, mas ainda dirigidos pelos nossos próprios instintos. UMA COISA É CERTA: "Todo ministro do evangelho do Senhor deverá esforçar-se (buscar com zelo os melhores dons, I Cor 12)para o melhor desempenho ministerial seu. Acredito que do Senhor em todos os sentidos é o juízo, pois só Ele conhece o nosso coração. Com isso a salvação é como bem nos mostra a parábola daquele que ajusta jornaleiros para a sua vinha em diversas horas do dia e a todos paga o mesmo preço (salvação). No entanto já o galardão difere principalmente das almas que apresentou ao Senhor da seara. Amém. desculpe a intromissão. Deus o abençoe. Já sou seguidor do seu blog. Luis Oliveira Blog "É hora de Despertar"

Carolina Tavares disse...

Excelente texto!!
Fique na Paz!

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.