Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

sábado, 28 de julho de 2012

Jesus disse: poucos serão salvos

Por caminho, entenda-se modo de viver.

"Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; e porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem" - Mateus 7.14. 

"Mas também tens em Sardes algumas pessoas que não contaminaram suas vestes, e comigo andarão de branco; porquanto são dignas disso" - Apocalipse 3.4. 

Por essas afirmações de Jesus Cristo, entendemos que realmente são poucas almas que acertam suas escolhas quanto ao caminho estreito, que conduz à salvação. Na cidade de Sardes, a maioria das pessoas que se diziam cristãos eram frequentadores do templo mas as vestiduras delas estavam contaminas com as manchas do pecado. 

Parecido com os dias do passado, hoje em dia também encontramos muita gente confundindo o termo santidade (que significa "separação do pecado") e pecado (quer dizer "erro"). 

Seguir a Jesus Cristo é fazer o que Ele mandou. Quem não faz, peca. Então, erra o caminho estreito e mancha as suas vestes espirituais cometendo ações erradas. 

Sobre esse erro, lembro-me que muitos anos atrás eu assisti uma reportagem sobre turistas no Rio de Janeiro. Naquela época, traficantes dominavam áreas de morro, exigiam permissão para entrar em determinados lugares. Desavisados ou descrentes do perigo iminente que havia, os estrangeiros subiram o morro e o carro deles foi alvejado com muitos tiros e morreram. Existe muitos cristãos agindo parecidos, não se dão conta dos alertas das Escrituras e caminham em direção ao inimigo, dão lugar a ele, quando deveriam fugir em direção contrária (Efésios 4.7; 1 Tessalonicenses 5.22). 

Qual é o caminho estreito para eu andar? 

• Entender que precisamos estar de acordo com a Lei de Cristo (1 Corintios 9.21; Gálatas 6.2); 

• É chamar Jesus Cristo de Senhor e realmente viver como servo dEle (Mateus 7.21-22; Lucas 6.46); 

• É obedecer a ordem de Jesus Cristo: Amar a Deus de todo o coração, alma e entendimento e amar ao próximo como a você mesmo (Mateus 22.37; João 15.4; 15.14, 17; 1 João 4.7, 12, 21); 

• É amar quem se comporta como seu inimigo, é fazer o bem para quem te faz mal, é falar bem de quem é maldizente contra você (Mateus 5.44; Lucas 6. 27, 35). 

• É entender que os verdadeiros inimigos do ser humano não têm sangue e nem carne, são agentes espirituais da maldade em lugares espirituais. É escolher nunca usar as estratégias malignas contra o próximo, pois o próximo é imagem e semelhança de Deus, assim como nós somos (Efésios 6.12; Gênesis 1.26). 

Diante dessas referências bíblicas, estudemos os textos sagrados dentro deste assunto e ponderemos sobre nossa maneira de ser um cristão. Caminhamos pela estrada larga e espaçosa ou pelo caminho estreito? Estamos dando mais valor para a placa denominacional pendurada na fachada do templo ou valorizamos o mandamento de Cristo? Estamos destacando mais a liturgia das reuniões no templo ou estamos fazendo de nossas vidas um culto racional a Deus?

Os cristãos da Igreja Primitiva demonstraram não estar desatentos, e disseram: "Porém, respondendo Pedro e os apóstolos, disseram: Mais importa obedecer a Deus do que aos homens" - Atos 5.29.

Infelizmente, constato que muitos cristãos parecem dispostos a desobedecer ao que Cristo mandou. Demonstram grande interesse em prestigiar a liturgia das reuniões religiosas que participam e por conta disso desobedecem ao mandamento do amor ao próximo. Defendem a denominação evangélica que frequentam demonstrando estimar mais as regras da instituição religiosa do que estimam a Palavra de Deus. Aparentemente, não se importam em agir diferente do que Jesus mandou. 


Texto liberado para cópias, desde que informado nome de autoria e fonte da coleta, com html / link e não seja usado para fins de comercialização. Eliseu Antonio Gomes, Belverede - http://belverede.blogspot.com.br

2 comentários:

Lucilene Batista de Brito Shirota disse...

A paz do Senhor Irmão Eliseu! Ótimo post. Infelizmente muito de nós estão virando joio, estão indo a igreja apenas por ir, olham para a Bíblia e a carregam apenas como um livro histórico, agem como se o arrebatamento ou a morte fosse algo impossível para ela.
Enquanto lia seu artigo, me lembrei de João 1:10-12 que diz que Cristo criou o mundo, estava nele e o mesmo não o conheceu mas todo aquele que o aceitou pode agora ser chamado filho de Deus. Acredito que temos que aceitar Jesus todos os dias, enquanto nos despojamos de nossas vestes de pecado, que todos os dias também, acabamos por vestir. Que despertemos do sono enquanto ainda há esperança! Que Deus abençõe o blog, a UBE e dê uma passadinha lá no www.jovensemcristobrasil.blogspot.com
Fique com Deus!

leonildo vianna lameo disse...

É verdade Jesus está voltando e muitos estão despreocupados, eu vejo entre nós crentes, pessoas que estão a muitos anos na igreja e ainda não se converteu,sei que eu também preciso a cada dia me converter buscando a santificação, é como a irmã disse,muitas vezes tiramos as vestes do pecado e depois tornamos a vestir,mas tudo isso é chamado de guerra espiritual, sem ela não seriamos crentes em Jesus, e se fossemos perfeitos não haveria necessidade de existir a Graça de Deus, a Graça de Deus só existe porque nós pecamos, e não somos dignos de nada que vem de Deus, tudo que recebemos é pela misericórdia do Senhor, portanto nós temos que lutar até o fim em busca da perfeição, que é saber pedir perdão pelo nossos erros, ser humilde, e nunca querer ser mais do que os outros,porque Deus está de olho no menor, no mais simples e no mais humilde da igreja.

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.