Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

domingo, 9 de outubro de 2011

O Apóstolo Paulo e a pedra de Erasto (arqueologia bíblica)


Não sabemos muito sobre a pessoa chamada Erasto (em grego: Amado), mencionada no Novo Testamento. Não temos informação de quando nasceu e onde morreu, sua nacionalidade, se foi homem casado e pai de família. A certeza sobre ele é que viveu em Corinto, era diretor de obras públicas e amigo do apóstolo Paulo.

“E, cumpridas estas coisas, Paulo propôs, em espírito, ir a Jerusalém, passando pela Macedônia e pela Acaia, dizendo: Depois que houver estado ali, importa-me ver também Roma. E, enviando à Macedônia dois daqueles que o serviam, Timóteo e Erasto, ficou ele por algum tempo na Ásia” - Atos 16.21-22.

“Erasto ficou em Corinto, e deixei Trófimo doente em Mileto” – 2ª Timóteo 4.20.
“Saúda-vos Gaio, meu hospedeiro, e de toda a igreja. Saúda-vos Erasto, procurador da cidade, e também o irmão Quarto” - Romanos 16.23..

Em Atos 19.22 lemos que dois auxiliares do ministério de Paulo são enviados para a Macedônia, sendo Erasto um deles; em 2ª Timóteo 4.20 lemos que Erasto ficou na Grécia, mais precisamente em Corinto; e em Romanos 16.23 – época da terceira viagem missionária, em meados dos anos 50 - ficamos sabendo qual era a ocupação de Erasto em Corinto, ele era procurador, cargo também chamado de diretor de obras públicas e tesoureiro da cidade.

Descobertas arqueológicas 

O fato fascinante sobre Erasto é que seu nome tem elo entre o Novo Testamento e a História. A informação extrabíblica vem do achado arqueológico. Em 1929, entre as ruínas escavadas da Corinto antiga foi descoberta uma inscrição em um bloco de mármore usado para calçamento de uma praça, contendo uma inscrição em latim que declara ser ele o encarregado de obra pública. Está escrito "ERASTVS. PRO. AED. SP STRAVIT", uma abreviatura de "Erasto PRO AEDILITATE SUA pecunia STRAVIT".  Traduzido: "Erasto, comissário de obras públicas, custeou as despesas dessa pavimentação". A pedra, doada por Erasto, possivelmente foi assentada com muitas outras nos anos da década de 50 do primeiro século. Erasto teria doado fundos para projetos como a construção de prédios e ruas públicas. .

O cargo de "aedilis" era o comissário de obras públicas e, por este motivo, um funcionário público de alto escalão que pertencia à classe dirigente romana em uma cidade.

Paulo menciona um Erasto de Corinto, na sua Carta aos Romanos (16.23) e identifica-o como "o tesoureiro da cidade" (oikonomos).

"Oiko" é uma palavra que significa morada num sentido abrangente, e, também, "parentesco". E "nomos", significa regra ou lei. Então, oikonomos" pode ser entendido como um governador, administrador /fiscal público, um tesoureiro da cidade. O Léxico Strong descreve como "alguém que administra uma função pública; um administrador, ministro; agente; agente sobre o agente fiscal de uma cidade ou estado." Assim sendo o termo usado por Paulo pode ser considerado uma palavra em equivalência com palavra latina "aedilis". 

Tendemos a pensar que o Erasto de Romanos 16.23, pode ser identificado com o homem da inscrição do achado arqueológico, ele deve ter vivido uma carreira profissional em um cargo público que possivelmente alcançou a esfera política de Corinto.

Conclusão

Deixamos aqui registrado também que arqueólogos apontam que "Erasto" era um nome comum durante os dias de Paulo e que estas três referências bíblicas podem não ser referências à mesma pessoa.  E as referências não podem ser identificadas por datas. Talvez, o Erasto citado em 2ª Timóteo 4.20 não seja a mesma pessoa de Corinto. Mas é muito interessante saber que havia alguém no círculo de amizades de Paulo, com certeza também cristão, que fosse uma figura de grande importância e responsabilidade no governo de Corinto.

O fato relevante é que Paulo conhecia um cristão chamado Erasto que era o diretor de obras públicas / tesoureiro da cidade de Corinto, um homem que teria sido rico, cidadão influente. E mais relevante ainda é que tanto Paulo, escrevendo a carta aos crentes de Roma, e a inscrição encontrada na pedra da calçada de Corinto concordam que alguém chamado Erasto teve um cargo público em Corinto nos anos 50 do primeiro século.

Enfim, assim concluímos que o pavimento de pedra é uma prova histórica da veracidade dos textos da Bíblia.


E.A.G.

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.