Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

KURT COBAIN - A CARTA DE DESPEDIDA DE UM SUICIDA

Aos fãs do cantor, digo o seguinte: apresentamos o presente artigo respeitando a história do movimento grunge, e da pessoa de Kurt Donald Cobain e a trajetória da banda Nirvana.

Apesar do autor deste artigo não ser o legítimo “poser” do Nirvava, não está alienado. Observa, vê e ouve, o que se passa no meio artístico sem fazer uso de preconceito. Gosta de boa música sem se ater a um só estilo musical.

O artigo tem como objetivo expressar a fé cristã sem ser ofensivo contra ninguém.

Apesar de ser agraciado em sua geração com o reconhecimento de seus talentos, só enxergou como solução à agonia interior tirar sua própria vida.

"Tudo fez Deus formoso no seu devido tempo; também pôs a eternidade no coração do homem, sem que este possa descobrir as obras que Deus fez desde o princípio até o fim" - Eclesiastes 3.11.

O Criador colocou no coração dos seres humanos a consciência de que existe algo mais além do que é visto, ouvido e tocado, algo maior e além dessa esfera física, maior do que eles mesmos. Esse saber não responde todas as perguntas, mas indica qual é o Caminho da solução às crises da alma.

É em Jesus Cristo que o ser humano encontra a alegria. Nesta vida e também no porvir. Ele disse: "Não se turbe o vosso coração; crede em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito" - João 14.1-2.

Nos momentos em que uma pessoa sente depressão emocional, o melhor a fazer é buscar ajuda espiritual. Conversar com Deus em oração, ler a Bíblia Sagrada, procurar uma igreja.
__________

"Para Boddah ( * )

Falando como um simplório experiente que obviamente preferia ser um efeminado, infantil e chorão. Este bilhete deve ser fácil de entender.

Todas as advertências dadas nas aulas de punk rock ao longo dos anos, desde minha primeira introdução a, digamos assim, ética envolvendo independência e o abraçar de sua comunidade, provaram ser verdadeiras. Há muitos anos eu não venho sentindo excitação ao ouvir ou fazer música, bem como ler e escrever. Minha culpa por isso é indescritível em palavras. Por exemplo, quando estou atrás do palco, as luzes se apagam e o ruído ensandecido da multidão começa, nada me afetava Freddie Mercury, que costumava amar, deliciar com o amor e adoração da multidão – o que é uma coisa que totalmente admiro e invejo.
Diga não às drogas - a carta de adeus do fliho viciado ao seu pai


O fato é que não consigo enganar vocês, nenhum de vocês. Simplesmente não é justo para vocês e para mim. O pior crime que posso imaginar seria enganar as pessoas sendo falso e fingindo que estou me divertindo 100 por cento. Às vezes acho que deveria acionar um despertador antes de entrar no palco. Tentei tudo que está em meus poderes para gostar disso (e eu gosto, Deus, acreditem-me, eu gosto, mas não o suficiente).

Me agrada o fato de que eu e nós atingimos e divertimos uma porção de gente. Devo ser um daqueles narcisistas que só dão valor às coisas depois que elas se vão.

Eu sou sensível demais. Preciso ficar um pouco dormente para ter de volta o entusiasmo que eu tinha quando criança.

Em nossas últimas três turnês, tive um reconhecimento por parte de todas as pessoas que conheci pessoalmente e dos fãs de nossa música, mas ainda não consigo superar a frustração, a culpa e a empatia que tenho de todos. Existe o bom em todos nós e acho que eu simplesmente amos as pessoas demais, tanto que chego a me sentir mal. O triste, sensível, insatisfeito, pisciano, pequeno homem de Jesus. Por que você simplesmente não aproveita? Eu não sei!

Tenho uma esposa que é uma deusa, que transpira ambição e empatia, e uma filha que me lembra demais como eu costumava ser, cheia de amor e de alegria, beijando todo mundo que encontra porque todo mundo é bom e não vai fazer mal a ela. Isto me aterroriza a ponto de eu mal conseguir funcionar. Não posso suportar a ideia de Frances se tornando triste, autodestrutivo e mórbido roqueiro que eu virei.

Eu tive muito, muito mesmo, e sou grato por isso, mas desde os sete anos de idade passei a ter ódio de todos os humanos em geral. Apenas porque parece muito fácil se relacionar e ter empatia. Apenas porque eu amo e sinto demais por todas as pessoas, eu acho.

Obrigado do fundo de meu nauseado estômago queimado por suas cartas e sua preocupação ao longo dos anos.

Eu sou um bebê errático e triste! Não tenho paixão, então lembrem, é melhor queimar do que se apagar aos poucos.

Paz, Amor, Empatia.

Kurt Cobain.

Frances e Courtney, estarei em seu altar. Por favor, vá em frente, Courtney, por Frances. Pela vida dela, que vai ser tão mais feliz sem mim. EU TE AMO, EU TE AMO!"
__________

* Boddad era o amigo imaginário de Kurt Cobain.

E.A.G.

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.