Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

SESSENTA ANOS DE TELEVISÃO BRASILEIRA - HÁ O QUE COMEMORAR?

No sábado passado a TV brasileira completou 60 anos.

Neste pouco mais de meio século, ela tem sido a babá eletrônica da criançada, a companhia de senhoras solitárias, a arma da desinformação de empresários sem escrúpulos. Mas, não deveria ser assim, não é?

As Escrituras Sagradas nos recomendam viver em moderação, sem fanatismos. Trocando em miúdos, é o caso de assistir sem fanatizar.

O meio para conquistar uma vida feliz é ser uma pessoa moderada. Na moderação encontramos o equilíbro necessário para se manter em pé. A pessoa sem moderação é sempre muito exagerada, para mais ou para menos. Ela mergulha de corpo inteiro ou é ausente completamente de coisas e atitudes.

Quanto a televisão, assistamos. Mas sendo telespectadores ponderados e criticos. Assistir sem se deixar prender pela programação é o segredo para continuar no âmbito da normalidade, fora das massas de manobras dos programadores.

Hoje em dia algumas emissoras tentam manipular a opinião pública. Acredito que o efeito da tentativa dessa manipulação já não é mais o mesmo. É o tiro no pé ou pela culatra.

Estamos na era digital, quando todos os canais são postos no mesmo nível quanto à qualidade de som e imagem. Então, a nova geração está mais seletiva e dispersa. Tem opções, há oportunidade que não havia para os brasileiros de sessenta anos atrás.

Creio que hoje existam mais de 300 canais no Brasil, entre os abertos e por sistema de assinatura via satélites e cabos. Neste cenário, a Rede Globo - que deteve a atenção do povo brasileiro por mais de duas décadas - cai vertiginosamente nos índices de audiência há anos. Nos últimos meses, em alguns praças importantes, inclusive a carioca, onde a cota de patrocinador vale muito dinheiro, ela perdeu o posto de liderança nos domingos para a Rede Record. Situação inimaginável alguns anos atrás.

Além disso, existe a concorrência da Internet, faz tempo que a rivalidade entre os canais gira mais além da televisão, os telejornais noturnos não conseguem mais trazer furos de reportagens: quase tudo sai primeiro nos portais de Internet, como Terra, IG, R7, entre outros. Na questão de entretenimento, a Rede Mundial de Computadores se expande em sucessos audiovisuais como o site YouTube, por exemplo - fazendo com que os programadores tenham que brigar contra o comportamento da petizada que não sabe quem foi Assis Chateaubriand mas conhece Bill Gates.

Hoje, também, os canais seculares disputam a preferência do telespectador com canais cujos editoriais são cristãos Existe segmentos evangélicos por meio de aluguel de horários nos canais seculares e também os canais cujos donos são evangélicos.

Diante deste cenário, podemos dizer que a TV brasileira melhorou. É verdade que ainda está longe de ser a ideal para quem é cristão, mas progrediu um pouquinho.

E.A.G.

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.