Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

segunda-feira, 28 de junho de 2010

VOCÊ ME AMA?


Jeter Blaas

Até que ponto estamos declarando o nosso amor, e de que forma o expressamos pelo ministério, pelas vidas, e até mesmo por Cristo? Ele foi até a cruz por nós, tornando-se a oferta perfeita e vitálicia, fazendo-se sacrifício em nosso lugar. Não cabe a nós irmos até a cruz, mas até onde temos ido por Ele? Será que temos compreendido nosso chamado?

O chamado é muito mais do que uma vocação, ele é divino, vem da parte de Deus. Pedro o recebe para ser um pescador de almas, e mais do que isto, apascentar ovelhas. Veja que no texto de João 21.15-17 Jesus pergunta a Pedro se ele o amava. Essa pergunta é feita no nível de amor mais profundo, o incondicional, absoluto, o da entrega, amor "ágape". Porém, Pedro responde em "fileo", que é o amor fraterno e amigo. Jesus repete a pergunta em ágape e Pedro novamente responde em "fileo". Por fim, Jesus pergunta se Pedro o amava com amor "fileo" e Pedro entristecendo-se diz que Jesus sabia de tudo, e que sim, o amava com amor "fileo". Essa tristeza certamente se deve ao fato de lhe faltar uma disposição maior de entrega, de se doar a serviço do reino.

Deus nos escolhe! Independente de nossas limitações, ele nos chama. Apascentar ovelhas não é tarefa fácil. Muitos podem pensar que o amor incondicional se relaciona somente a Cristo, mas Deus em Sua palavra nos diz que "Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda este é o que me ama e o que me ama será amado de meu Pai e eu também o amarei e me manifestarei a ele" - João 14.21.

O mesmo acontece em 1ª Coríntios 13. Todas essas expressões nesse texto se referem a "ágape". Um líder chamado por Deus para servi-lo, nessa tão importante missão de apascentar ovelhas, deve buscar de Deus e desenvolvê-lo a cada dia.

A partir do momento que Pedro passou a ser cheio do Espírito Santo, isso se tornou presente em seu ministério. Posso citar 1ª Pedro 1.22: "Tendo vos purificado as vossas almas na obediência, na verdade que nos leva ao amor fraternal (filadelfian) não fingido, amai-vos (agapésate) ardentemente uns aos outros de coração". Ele ensina a viver tanto o amor fraterno quanto o ágape. Toda vez que se refere em suas epístolas "aos amados", essa expressão se deriva de ágape. Ele chega a fazer dez citações referêntes ao assunto.

Creio que ele aprendeu a viver esse amor. Nós também podemos manifestá-lo! Assim como Pedro aprendeu, cada um de nós deve desenvolver um nível de identidade maior, e esse amor se tornará consequência no ministério. É o que nos fará conquistar vidas e apascentá-las para Cristo.

Fonte: Vitrine Cristã, edição 4, ano 2010, página 30.
__________

Artigo publicado, originalmente, com o título "Tu me amas?".

Jeter Blaas é Bacharel em teologia com concentração exegética em grego e hebraico pelo Seminário Batista Independente em Campinas, pastor da Igreja Quadrangular da Vila Rami em Jundiaí - SP, músico, líder de louvor do ministério Adoração Viva, compositor e produtor musical.

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.