Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

MILAGRES NO HAITI? HAITIANO SOTERRADO DURANTE 17 DIAS É ALIMENTADO POR HOMEM DE BRANCO - UMA REFLEXÃO SOBRE A SOBERÂNIA DE DEUS SOBRE TUDO E TODOS


Cerimônia Vodu. Pintura de 1965 do artista haitiano Jacques Richard Cherry (Galeria Mona Lisa, Paris).

"Equipes de resgate que trabalham no Haiti ficaram surpresos ao encontrar um sobrevivente 27 dias depois do terremoto que atingiu o país. Evan Muncie, de 28 anos, foi resgatado dos escombros de um supermercado de Porto Príncipe onde trabalhava vendendo arroz.
Desidratado e desnutrido, Muncie foi levado para o Centro Médico de Miami. Segundo os médicos, ele apresentava sinais de confusão mental. Uma enfermeira que o atendeu disse que ele ainda não havia se dado conta de que havia sido resgatado e achava que ainda estava soterrado.
As equipes ainda não sabem como o haitiano se hidratava. Aos médicos, o sobrevivente relatou que uma pessoa vestida de branco levava água para ele periodicamente".
O texto entre àspas foi extraído do blog Holofote, de Paulo Teixeira.
__________
Deste fato, me lembrei do ministério do profeta Elias, como Deus cuidou da subsistência dele e se mostrou soberano diante da natureza e dos governos deste mundo.
Elias, na primeira vez em que esteve com sua vida em risco, sob a ameaça do rei Acabe, deprimido, se escondeu próximo ao ribeiro de Querite, e de maneira sobrenatural, ali ele foi alimentado por corvos durante a longa seca que durou três anos e meio, seca que ele mesmo havia profetizado que aconteceria, avisando de seu início e fim a Acabe (1º Reis 17.1-6; 19.5).
Na segunda vez em que houve risco de morrer assassinado, o profeta ao se ver ameaçado pela rainha Jezabel, foi esconder-se sozinho no deserto, e deitou-se e dormiu debaixo de uma árvore chamada zimbro. Um anjo deu-lhe de comer. Acordando, teve forças para caminhar por 40 dias e 40 noites até o monte Horebe, hoje conhecido como Sinai.
Elias entrou numa caverna para pernoitar em segurança. Ouviu a voz de Deus ordenar-lhe ir ao cume do monte para estar diante dEle. Permanecendo no interior da caverna, viu um vento forte passar e destruir morros e despedaçar rochas. E constatou que Deus não estava no vento. Depois do vento, veio um terremoto. O profeta constatou que Deus também não estava no terremoto. Seguido ao terremoto, apareceu o fogo, que poderia ser erupção vulcânica, e não encontrou o Senhor nele.
Após tudo isso, Elias ouviu um sussuro e entendeu ser de Deus e tampou seu rosto em reverência. "Elias, o que faz aqui?", interrogou-o a voz sussurrante na entrada da caverna, porque o profeta deveria estar no cume do monte e não estava. Elias contou de seu medo e da certeza de ser o único profeta que O servia com fidelidade, apesar da desobediência na qual estava. E assim, Deus lhe mostrou sua soberânia, que estava acima dos governos deste mundo. Pediu-lhe que ungisse dois reis, Hazael para rei da Síria e Jeú como rei de Israel, no lugar de Acabe e Jezabel. E ungisse a Eliseu, como profeta que o substituiria.
Nada foge do controle de Deus, mesmo que a situação pareça ser incontrolável para nós, seja pelas catástrofes naturais, governos déspotas e pagãos, e lideranças religiosas inconstantes ou desviadas.
E.A.G.

Um comentário:

Anderson Alexandre disse...

Muito bom o texto. Mais uma prova de que Deus não muda e continua a operar em nossos dias, com sinais e maravilhas. Deus seja louvado.

www.conversadc.blogspot.com

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.