Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

O FRUTO DO ESPÍRITO E OS FALSOS PROFETAS

Atentemos à questão de que as profecias nem sempre são a previsão de fatos que estão por acontecer. A pregação da Palavra, sem previsões, também é uma maneira de profetizar.

Embora no passado tenha existido muitos profetas que falaram como porta-vozes de Deus, também está registrado nas Escrituras Sagradas as ações de profetas falsos. Eles agiram por inspiração humana e/ou inspiração demoníaca. A mesma afirmação é válida para hoje.

No Antigo Testamento

“Disse-me o SENHOR: Os profetas profetizam mentiras em meu nome, nunca os enviei, nem lhes dei ordem, nem lhes falei; visão falsa, adivinhação, vaidade e o engano do seu íntimo são o que eles vos profetizam” - Jeremias 14.14.

“Os seus profetas lhes encobrem isto com cal por visões falsas, predizendo mentiras e dizendo: Assim diz o SENHOR Deus, sem que o SENHOR tenha falado” - Ezequiel 22.28.

A falsa aparência dos maus

Nunca espere que os falsos profetas apareçam e confessem quem eles são e o que querem. As suas intenções interesseiras jamais serão confessadas publicamente. Eles não terão aparência suspeita, farão com que todos pensem que são gentes boas, sempre justas.

“Porque os tais são falsos apóstolos, obreiros fraudulentos, transformando-se em apóstolos de Cristo. E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus próprios ministros se transformem em ministros de justiça; e o fim deles será conforme as suas obras” - 2ª Corintios 11.13-15.

A falta de humildade dos falsos profetas

Não acredite em quem conheça e ao mesmo tempo pisa na Palavra de Deus!

Não se contente em apenas observar o discurso. Procure conhecer quem discursa. O falso profeta demonstra quem realmente é por não viver aquilo que prega, ele não se submete à vontade do Senhor. O fruto do Espírito, catalogado em nove características em Gálatas 5.16-23, não é presente em sua conduta.

Como chamar de profeta quem fala de amor e não ama? Como pensar que uma pessoa é profeta, se ela prega sobre alegria do Espírito mas produz tristeza no meio cristão? Como conviver com quem prega a paz mas vive em contendas? Como descrever o pregador que espera longanimidade no próximo mas é impaciente com todos em sua volta? Como continuar ouvindo alguém que ensina que devemos nos comprazer em fazer o bem, mas ele mesmo não é benigno? Como chamar de profeta quem não tem histórico de bondade? Como classificar de profeta quem não tem fidelidade a Deus, é mentiroso, não honra os contratos que assina? Como chamar de cristão quem não é manso como Jesus Cristo? Como chamar de profeta quem não domina a si mesmo?

São muitos que usam as Escrituras Sagradas em benefício próprio. Agem por interesse pessoal ou de seu grupo. Eles não trabalham objetivando o crescimento do reino de Deus, pensam no crescimento da instituição eclesiástica que estão vinculados. Assim sendo, são incapazes de pregar a Palavra com imparcialidade. Ao usá-la na pregação, as motivações que geram sua oratória são voltadas para “puxar o tapete” da concorrência.


O alerta de Jesus Cristo para você

“Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores. Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos? Assim, toda árvore boa produz bons frutos, porém a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa produzir frutos maus, nem a árvore má produzir frutos bons. Toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo. Assim, pois, pelos seus frutos os conhecereis. Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade”
- Mateus 7.15-23.

“...surgirão falsos cristos e falsos profetas operando grandes sinais e prodígios para enganar, se possível, os próprios eleitos” - Mateus 24.24.

Os verdadeiros profetas do Senhor falam e vivem de acordo com a Palavra do Senhor

Não basta ser um pregador educado e simpático. Não basta ter uma oratória bonita e uma homilética admirável.

Ser ministro é ser servo, portanto, o profeta de Deus é alguém humilde. Sua vida é marcada por ações que objetivam engrandecer o nome do Senhor e também promover o bem-estar do próximo em todos os sentidos possíveis.

Os profetas verdadeiros não se importam em ter suas mensagens confrontadas com as Escrituras Sagradas, sabem que é certo avaliar se o seu discurso é ou não segundo a Palavra de Deus. Na verdade, eles se alegram ao ver que quem o ouve faz exatamente assim, pois têm a intenção que todos sigam a Jesus Cristo e não a eles!

"Amados, não creiais a todo espírito, mas examinai os espíritos para ver se eles são de Deus, porque muitos falsos profetas se têm levantado no mundo" - 1ª João 4.1.

"Examinai tudo, retende o que é bom" - 1ª Tessalonicenses 5.21.

E.A.G.
__________

Artigo liberados para cópias, desde que seja, citados o link (HTML) da comunidade Assembleia de Deus - Belém e o nome do autor.

O presente artigo foi escrito com o objetivo de servir de subsídio à revista Lição Bíblica - O Ministério Profético na Bíblia; lição 7– Falsos Profetas; comentadas pelo Pr. Esequias Soares (CPAD).

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.