Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

terça-feira, 22 de junho de 2010

DUNGA - O TÉCNICO DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL QUE A REDE GLOBO NÃO QUER ENGOLIR (PARTE 2)

Não emito posicionamente. A briga é deles. Sou imparcial.

O que faço é apenas mostrar o risco que a Rede Globo está correndo ao criticar uma pessoa que possui um currículo de vencedor, e que poderá retornar ao Brasil como novo campeão mundial.

Não é novidade, a Rede Globo sempre pressiona para ter furos de reportagens, não se contenta em ser tratada igual a sua concorrência. Fátima Bernardes teria recebido um "não" para uma solicitação de entrevista exclusiva ao Jornal Nacional e esta seria a principal razão da hostilidade da Rede Globo contra Dunga. As críticas duras da emissora são motivadas pelo ego ferido, e mesquinhos interesses próprios (mercadológicos).

Já houve entre os técnicos da Seleção Brasileira de Futebol, em copas passadas, a mesma pressão. Porém, os outros técnicos se curvaram. Dunga não se curva, mantém o mesmo tratamento para todos os profissionais da mídia.

Para o jornalista, buscar exclusividade não é um erro, é uma virtude. A Rede Globo erra quando faz birra e joga no ar matérias tolas contra o técnico, sem nenhum profissionalismo. Equivoca-se ao tomar atitudes sem nenhuma compatibilidade com o ofício da Imprensa, pois se assemelha a um bebezão mimado e com sua fralda suja. Emite matérias críticas revidando por não conseguir privilégios, é só um choro chato do bebezão fétido. As críticas que assistimos na tela da Globo contra Dunga não é jornalismo sério. Não é compatível com a atuação do bom jornalista. É o antijornalismo, são produções mascaradas, supostamente sobre futebol, mas que na verdade são a defesa de interesses próprios. Os patrocinadores deveriam reclamar!

A Globo tem este cacoete. Emite editoriais como se fossem matérias de praxe. É uma grande mancha em seu histórico. Fez isso contra muita gente: Lula, na eleição contra Collor; Tim Maia; Leonel Brizola; Edir Macedo. Neste momento, Dunga é "a bola da vez".

A reação de Dunga contra esta birra global é a questão atípica na Copa Mundial de Futebol 2010. Ele aproveita-se dos microfones, durante as coletivas de imprensa, quando quase todo o mundo está vendo-o e ouvindo-o, e reage a seu modo.

Não defendo o palavreado chulo do Dunga, apenas relato o confronto dele com a emissora dos Marinho. Acho tudo isso muito interessante.

Na minha opinião, a Rede Globo, levando essa situação para o lado pessoal, vai “quebrar a cara”, pois é ela quem mais tem a perder. Entramos na era da TV digital, quando o som e a imagem de transmissão possuem exatamente a mesma qualidade para todas as televisões. Então, o telespectador das transmissões abertas passarão a ser mais exigentes quanto ao desempenho do elemento humano por trás das câmeras. O chuvisco e o chiado saem de cena e todas as emissoras estarão em pé de igualdade quanto às programações. No passado, a Globo tinha a seu favor as antenas que lhe davam maior e melhor visibilidade. Agora isso acabou. Acredito que a Rede Globo será desprezada ainda mais pelos brasileiros, caso Dunga traga o caneco

E.A.G.

4 comentários:

Luciana P. disse...

Muito bom, concordo contigo. Tanto está se falando no palavreado chulo do Dunga. Em contrapartida, esquecem o comportamento infantil da Globo. São uns bebês chorões, sim. Sempre querem ser melhores que as outras emissoras.
O Dunga não é sinônimo de rapaz educado, nunca foi, é uma pessoa de personalidade forte, tentando fazer um bom trabalho, só isso. Não sabe lidar com a imprensa de maneira imparcial, mas eles não tem aliviado em nada. Imprensa é imprensa e todo mundo sabe que eles são um pé no saco.
Abraços, muito boa a sua análise.

JT Ollemhebb disse...

É verdade, Eliseu. A Globo tem realmente esse comportamento e a coisa tende a isso aí que você expôs no último parágrafo.

Agora, acho que a mídia em geral (outras emissoras, revistas, jornais, websites) também êem esse comportamento da Globo: sede por exclusividade, notoriedade, furos de reportagem etc.. Também acho em mídia em geral uma coisa que carece de regulagem, pois eles querem produzir e vender informação aos montes sem se questionar se ela é útil e necessária. Falar, porém, de 'regulagem' a quem trabalha em veículos de informação é quase como querer obrigar um ateu a ter fé em algo. Alguém aí também acha isso?

Eliseu Antonio Gomes disse...

Luciana

Na copa passada, o Dunga trabalhou como comentarista de uma emissora de TV. Não lembro se era a ESPN Brasil ou a Band Sport. Ele viu como a Globo era bem tratada pela CBF e como as outras eram desprezadas. Acho que foi aí que ele começou a indignar-se.

Abraço.

Eliseu Antonio Gomes disse...

JT Ollemhebb

Pois é, os tempos mudaram. E a Globo está se comportando como se a vida continasse a mesma do século 20. O panorama dos tempos da Ditadura quando os generais eram os melhores amigos de Roberto Marinho.

Eu não considero que a sede por exclusividade, notoriedade, furos de reportagens, seja um desejo ruim. Acho que é uma meta natural para todos os profissionais em todas as profissões. Estar no topo é salutar, mas quando se alcança a posição de maneira ética.

A Globo poderá continuar tendo tudo isso, porém, será mais bonito se ela conquistar isso pelos mesmos meios que as concorrentes. Deve ser por méritos próprios, sem acordos duvidosos.

Abraço.

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.