Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Apologistas da fé cristã versus letras musicais usando o substantivo "sonho"

Primeiro, o dicionário:

"so.nho: sm (lat somniu) 1 Representação em nossa mente de alguma coisa ou fato, enquanto dormimos. 2 Coisa imaginada, mas sem existência real no mundo dos sentidos. 3 Coisa ou pessoa vista ou imaginada durante o sono. 4 Imaginação sem fundamento, seqüência de idéias vãs e incoerentes, às quais o espírito se entrega; devaneio, fantasia, ilusão, utopia. 5 Ficções comparáveis a um sonho e a que muitas pessoas se entregam mesmo acordadas. 6 Coisa vã, fútil, transitória, sem consistência, sem alcance, sem duração. 7 Coisa vaporosa e inconsistente; visão. 8 Recordação de coisa efêmera e que pouca impressão deixou na alma. 9 Idéia com a qual nos orgulhamos; idéia que alimentamos; pensamento dominante que seguimos com interesse ou paixão".

O que temos aqui? Encontramos nove sentidos distintos para um só substantivo (sonho). Cada sentido é diferente um do outro. Não estranhe isso, pois a maioria das palavras têm mais de um significado, é um fenomeno existente em todos os idiomas, em todos os tempos.

A Bíblia e o sonho de Deus

Que espécie de sonho teria o Criador, se Ele não dorme? Vamos fazer a conexão entre o dicionário e o texto bíblico:

"Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais" - Jeremias 29.11.

Antecipando aos argumentos que desprezam a Palavra de Deus nos textos do Antigo Testamento, criticando a aplicação da primeira parte das Escrituras Sagradas, relembro que os livros desde Gênesis ao Zacarias foram usados por Jesus Cristo e os apóstolos. Os Evangelhos e as Cartas estão repletos de citações veterotestamentárias

O apologista que não quer sonhar e nem aceitar o sonho de Deus

Eu sei que a atitude da maioria dos apologistas são derivadas de ótimas intenções.

Os leitores alfabetizados e os analfabetos funcionais

Ao fazer uso da leitura, é preciso puxar pela memória e raciocinar, é necessário observar o vocabulário sem pressa para entender os textos lidos. Neste caso que tratamos (sonhos), o termo que se encaixa perfeitamente com a Bíblia Sagrada é o nono, encontrado no dicionário.

É preciso levar em conta que toda literatura tem seu estilo e regras próprias. Para interpretar o texto corretamente o leitor deve identicar completamente qual tipo de texto lê e considerar seus parâmetros e seu contexto. Só assim é possível entender a proposta do autor.

A letra musical está sempre perto do estilo poema/poesia. Tanto é assim que se você quiser registrar uma letra de música na Biblioteca Nacional (para proteger o direito autoral), o registro será dirigido ao estilo poema/poesia.

Sobre poesia: quem escreve em versos tem maiores recursos de linguagem do que quem escreve em prosa. O poeta tem liberdade para escrever, a extensão da liberdade dele é infinita, a criatividade é o seu limite!

O apologista cristão, então, que não queira se passar por ridículo, deve ater-se a isso, se deseja continuar se prestando ao papel hemeneura da poesia contemporânea, encontrada nos CDs e DVDs evangélicos.

A licença poética em letras evangélicas e na Bíblia

Sobre "sonhos clamarem", temos aí uma figura de linguagem personificando o sonho. Bem, nem posso dizer que seja um grande achado criativo. Na Bíblia encontramos esta figura também. Salomão escreveu que a sabedoria clama nas praças.

"A sabedoria clama lá fora; pelas ruas levanta a sua voz" - Provérbios 1.20.

"Não clama porventura a sabedoria, e a inteligência não faz ouvir a sua voz?" - Provérbios 8.1.

Todos nós sabemos que o sonho e a sabedoria não são pessoas. Então, é necessário contextualizar para entender a proposta do autor. Tanto a sabedoria quanto o sonho possuem sua força para determinar o que fazemos ou deixamos de fazer.

Pela linha da crítica textual dos apologistas de então, que abominam letras com o recurso da personificação, fica a pergunta retórica: Será que Salomão errou ao fazer uso da licença poética?

E.A.G.

Um comentário:

Moisés Carneiro disse...

Amado no Senhor, a paz.
Alterei o endereço de domínio do meu blog. Em razão disso, perdi todos os contatos do meu blog.
Por isso, convido você para se juntar a mim. Passe pelo meu blog e siga-me. Podemos fazer uma troca de links, se desejar.
Se o nobre amigo, aceitar, ficarei grato.

Abraço

Novo endereço:
http://moisespedrosa.blogspot.com/


Em Cristo,
Nele somente!

Pr. Moisés Carneiro
EsperancaemDeus.org
MoisesPedrosa.blogspot.com
InstitutoBelem.org

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.