Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

sexta-feira, 18 de junho de 2010

A MORTE DO ATEU: ERA UMA VEZ JOSÉ SARAMAGO...

"Há quem me nega o direito de falar de Deus, porque não creio. E eu digo que tenho todo o direito do mundo. Quero falar de Deus porque é um problema que afeta toda a humanidade." - José Saramago, em uma de suas entrevistas ao El Pais.
Passa para a eternidade mais uma alma por quem Jesus Cristo morreu.

Segundo o comunicado da Fundação José Saramago, o escritor morreu às 12h30 (horário local, 7h30 em Brasília) na residência dele em Lanzarote, onde morava desde 1993, "em consequência de uma múltipla falha orgânica, após uma prolongada doença. O escritor morreu estando acompanhado pela sua família". Houveram complicações com leucemia e complicações respiratórias.

Nos últimos anos, Saramago foi hospitalizado várias vezes, após sofrer uma grave pneumonia no final de 2007 e início de 2008.


Saramago era ateu e comunista, nasceu em 16 de novembro de 1922, em Azinhaga, uma aldeia ao sul de Portugal. Filho de agricultores sem terra que imigraram para Lisboa, abandonou a escola aos 12 anos para receber formação de serralheiro, profissão exercida durante dois anos. No início de sua vida, trabalhou como mecânico, desenhista industrial e gerente de produção em uma editora. Ao passar do tempo, atuou como crítico literário em revistas e trabalhou no Diário de Lisboa. Em 1975. Foi diretor-adjunto do jornal Diário de Notícias. Viveu de seus escritos a partir de 1976, de início como tradutor. Ganhou em 1998 o único Prêmio Nobel da Literatura em língua portuguesa, apesar de nunca ter cursado universidade.
Suas obras literárias estiveram entre os estilos do poema, crônicas e romances. Em 1993, escreveu a peça teatral chamada In Nomine Dei.
Seus livros:
1980 - Levantando do chão

1982 - Memorial do Convento

1984 - O Ano da Morte de Ricardo Reis


1986 - A Jangada de Pedra

1991 - O Evangelho Segundo Jesus Cristo (livro censurado pelo governo português, fazendo com que Saramago exilasse-se na ilha espanhola Lanzarote, onde viveu até o dia da morte.

1995 - Ensaio sobre a Cegueira (transformado em filme pelo diretor brasileiro Fernando Meirelles em 2008)


1997 - Todos os Nomes

1994 / 1997 - dois volumes de diários recolhidos nos Cadernos de Lanzarote
2002 - O Homem Duplicado

2009 - Caim (sarcasmos sobre o Velho Testamento).

Fonte: UOL Notícias | compilação com bases na atualização de 16h06 - 18/06/2010

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.