Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Empatia espiritual: mandamento de Cristo


Não é sempre fácil colocar-se na posição do outro, porém, é uma ação necessária para que possamos entender e atender quem necessita da nossa mão amiga.

Exercite sua mente. Por determinado tempo, faça esforço mental, pense viver a mesma situação daquela pessoa que tem fome, sente sede, está com medo, demonstra fraqueza, e, às vezes, até parece ser alguém que nunca desejará conviver com você. Após a mentalização, ore para que Deus torne você um ser humano mais sábio nesta questão de intervir de maneira certa e positiva na vida de quem necessita de ajuda.

Tente olhar as situações problemáticas pelo ângulo de visão de quem está sofrendo. Mesmo que este sofrimento, ao nosso modo de encará-lo, é um obstáculo extremamente pequeno. Um transtorno na área de saúde; um contratempo de ordem financeira; um embaraço no campo das relações interpessoais... Uma inconveniente atrapalhação espiritual.

Exercitemos o cérebro, todos nós juntos. Queiramos abraçar a nobre tarefa de nos identificar com o próximo, pois foi exatamente isso que Jesus Cristo fez ao estar na cruz em nosso lugar. Ora, somos discípulos de Cristo, o que se espera de quem segue o Filho do Altíssimo é que o imite. Assim como Paulo imitava Jesus, imitemos ao Salvador também (1 Coríntios 11.1).

Precisamos ter o coração pulsando no mesmo ritmo de todos os nossos semelhantes, porque o mandamento que recebemos do Senhor é que possuamos empatia pelas pessoas de nossos círculos sociais, gente que vive na geração em que vivemos.

Jesus pronunciou a seguinte ordem aos cristãos: "Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros" - João 13.34-35.

Vale a ênfase: "Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros" - João 13.35.

A prova cabal de amar a Deus é praticar o bem em favor do próximo.

Amar a Deus, assim como dizer que tem fé nEle, implica em ações efetivas, não apenas discursos. Assim como ter fé sem ação é ter fé morta, a declaração de amor ao Senhor sem ações coerentes são apenas falas inconsistentes. Amar de verdade a Deus implica em fazer o bem. O crente que ama a Deus realmente - e demonstra adorá-lo cantando ou com outras expressões - deve fazer o bem ao próximo e sempre evitar qualquer espécie de prejuízo. Medite: o amor não faz o mal, é benigno (Romanos 13.10; 1 Corintios 13.4).

E.A.G.

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.