Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

sábado, 2 de janeiro de 2016

Apologista cristão ou apologeta cristão, o que é isso?

As palavras enfáticas do apóstolo Paulo, dirigidas para  pessoas que agiam como apologistas no seio da congregação em Corinto, e o acusavam de apregoar heresias, sendo que os verdadeiros hereges eram seus acusadores: 


"Todavia, a mim mui pouco se me dá de ser julgado por vós, ou por algum juízo humano; nem eu tampouco a mim mesmo me julgo. Porque em nada me sinto culpado; mas nem por isso me considero justificado, pois quem me julga é o Senhor" -  1 Coríntios 4.3,4.

A Bíblia e o Espírito Santo na apologéticaValmir Nascimento Milomen escreveu o seguinte sobre este tema: "O ponto de partida para uma apologética sadia é o estudo sistemático das Escrituras. De pouco adianta dominar técnicas de argumentação e de raciocínio lógico se você não tiver conhecimento bíblico suficiente para embasar a sua crença. Infelizmente, muitos que se dizem defensores do evangelho acabam invertendo esses fatores, colocando a técnica na frente do conhecimento bíblico; o que resulta numa apologética espiritualmente deficiente, narcisista e  absolutamente racionalista." ¹

Postagens relativas ao assunto:

Como fazer apologia cristã de acordo com a Bíblia?  "Eu pauto meu comentário a partir da análise do exercício da apologia cristã, que está registrada no Novo Testamento. Lendo Atos dos Apóstolos, e as Cartas Pastorais, observamos a ação de crentes na Igreja Primitiva em duas etapas interligadas e ao mesmo tempo distintas. Eles atuavam como evangelistas e como discipuladores. Conforme os registros neotestamentários, o papel de apologetas ficou restrito às lideranças de apóstolos e pastores. Sim, a defesa do Evangelho (ensino/crítica aos hereges) era feita por pastores, nos limites de suas congregações. Os apóstolos Paulo, Pedro e Tiago foram fundadores de congregações, e realizaram ensinos e alertas contra propagadores de heresias dentro da área em que possuíam liderança. A ação apologética deles limitava-se aos cristãos que eles evangelizaram, era dirigida aos que se converteram por meio do trabalho evangelístico que empreenderam. Paulo não interferiu nas congregações sob liderança de Pedro ou João, e vice-versa. Timóteo não interferiu na congregação de Tito e Judas e não houve interferência de ambos na doutrina de Timóteo. Todos eles fizeram combates apologéticos contundentes em seus respectivos ministérios." ²

Apologia cristã ou denominacional? | "Sou um observador. E nessa característica, inerente, tenho pesquisado os alvos das críticas de alguns apologetas pentecostais... Por nenhum motivo especial, apenas para satisfazer a mim mesmo, estar por dentro do assunto. .Posso estar errado nas conclusões do que tenho encontrado. Até o momento o que pude notar é que os apologetas cristãos têm criado muitas terminologias: unção do leão, a unção do riso, a unção da queda, a unção do paletó, aviõezinhos... São termos inventados pelos próprios críticos, não são invenções dos criticados. Tem-se passado a noção errada de que essas coisas são novas doutrinas... E vi que não são. .Há, sim, alguns maneirismos, cacoetes, por parte dos alvos das críticas. Porém, é necessário levar em consideração se ferem a fé no Evangelho de Cristo ou apenas o código da etiqueta denominacional do apologeta. E, é preciso levar em alta consideração que não existe obrigação em seguir as regras exigidas, por parte de quem é alvo da crítica, se o mesmo não pertencer a denominação do crítico. Aliás, os apologetas erram quando apitam em terreno alheio, ferem a ética cristã, pois não possuem nenhuma autoridade para ditar normas de conduta quando não há árvore hierárquica." ³

Por que estudar apologética? | Alguns cristãos não se interessam em estudar as seitas, não busca conhecer as outras religiões, suas doutrinas, como surgiram e outras informações sobre elas. Quando são visitados por pessoas de outras religiões não sabem como responder, refutar suas afirmações e preferem não atender. Esquecem que tais pessoas também necessitam de conhecer a verdade e que nós cristãos temos a obrigação de procedermos devido esclarecimento dos assuntos espirituais da fé (1ª Pedro 3.15). . O que devemos fazer? Deixar que elas continuem no caminho que estão ou conversar educadamente sobre a Palavra de Deus mostrando a verdade que liberta. Para quem escolheu a segunda opção, existe um preço a pagar - estudar a Palavra do Senhor.**

__________

1. CPAD News, Valmir Nascimento, A Bíblia e o Espírito Santo na apologética,19 de janeiro de 2013 -  cpadnews . com . br/blog/valmirnascimento/enfoque-cristao/80/a-biblia-e-o-espirito-santo-na-apologetica.html
2. Belverede, Eliseu Antonio Gomes, Como fazer apologia cristã de acordo com a Bíblia?, 14 de janeiro de 2014, belverede.blogspot.com.br/2014/01/como-fazer-apologia-crista-de-acordo-com-a-biblia-sagrada-apologetas-de-internet.html 
3.  Belverede, Eliseu Antonio Gomes, Apologia cristã ou denominacional?, 22 de junho de 2008, belverede.blogspot.com.br/2008/06/apologia-crista-ou-denominacional.html 
4. CACP - Ministério Apologético, Alexandre Colares, setembro de 2009, www . cacp. org.br/por-que-estudar-apologetica/ 

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.