Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Comportamento de cristão fora do ambiente de culto (3): Oração, testemunho e fé - reflexão em Efésios 5.14


"Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá" - Efésios 5.14.

No Novo Testamento, além do aspecto físico do descanso, o verbo "dormir" tipifica a ausência da prática de oração consciente, do conhecimento bíblico e da esperança nas promessas contidas nas páginas bíblicas. 

Acordado em oração

Estar acordado em oração é orar com consciência e fé, tendo a noção de estar diante do Criador, dialogando com o Ser Supremo. Confessar os pecados disposto a deixá-lo; glorificar ao Senhor; agradecer por todas as bênçãos recebidas; interceder pelos irmãos e irmãs. Desperto do sono espiritual, é não fazer do ato de dobrar os joelhos e fechar os olhos apenas mais um hábito entre tantos outros hábitos das 24 horas do dia. É, ao se levantar e abrir os olhos, não se esquecer do conteúdo que apresentou a Deus em oração, porque sabe que este momento é um momento de valor incomensurável.

Acordado diante da Palavra

Para mim, dormir em relação à Palavra não significa apenas desconhecer o texto bíblico. Também é conhecê-la e desprezá-la, tal qual o filho desobediente que ignora os conselhos dos pais e faz apenas aquilo que tem vontade. Infelizmente, existe muita gente com nível teológico exuberante, mas sem praticar o mandamento do amor ao próximo, gente crente incapaz até de amar de verdade quem o ama, quanto mais amar os inimigos, como Jesus ordena que amemos.

Acordado para testemunhar a fé em Jesus

Dormir o sono do bom testemunho e autoridade espiritual, no meu modo de entender, é o mesmo que tropeçar nos dois erros acima. Além disso, deixar de usar a autoridade que há no nome de Jesus Cristo, conforme o próprio Jesus Cristo manda. 

O Filho de Deus nos autoriza repreender os males usando seu nome: “sujeitai-vos a Deus e resisti ao diabo e ele fugirá de vós”, e, “em meu nome expulsarão os demônios”. Repare, está escrito em Tiago 4.7 e Marcos 16.17-18, que é da competência do crente obedecer ao Senhor e resistir ao diabo, repreender demônios e enfermidades. Assim sendo, creio que em momentos de adversidades nunca é suficiente dobrar os joelhos e clamar pelo socorro divino. Deus é sempre o socorro presente em tempo de angústia, porém, deu à Igreja poder de ação, então, é preciso orar e agir em conformidade com a determinação bíblica. 

Alguns crentes acreditam, equivocadamente, que é preciso ser uma pessoa batizada no Espírito Santo para ter condições de expulsar demônios e orar por curas divinas. Tal pensamento equivale a dormir na fé, porque na ocasião em que Jesus enviou os discípulos para anunciar que o reino de Deus estava próximo (Lucas 10.3-12), ordenou que eles curassem enfermos e repreendessem o maligno. Eles fizeram isso com sucesso. Na ocasião, nenhum deles havia sido revestido com o poder, não havia passado pela experiência do Pentecoste no Cenáculo, não tinham dons espirituais – bastou usar o nome Jesus Cristo para o sobrenatural acontecer no ministério deles. 

Estamos acordados na fé quando não estamos desatentos e vivemos em acordo com Deus e as Escrituras Sagradas.

2 comentários:

suely ceruci disse...

Que ótima postagem de alerta!..gostei!
Suely
http://sbertoncini.zip.net

Michelle Ramos disse...

JESUS pagou um alto preço;as portas do inferno não prevalecem contra nós!!!...amei o texto.

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.