Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

SBB: a Almeida Revista e Corrigida - 4ª edição e o texto de João 21.15-17

 
É claro que o poder do Espírito Santo é essencial para transmitir a Palavra de Deus. Se só o conhecimento do idioma original bastasse, então, TODOS os cidadãos que dominavam o idioma grego, contemporâneos de Paulo e dos apóstolos que escreveram o Novo Testamento, teriam sidos salvos. Acho importante buscar o conhecimento bíblico, como também considero de igual importância ter experiência espiritual com Deus.

Meu objetivo é evidenciar que no idioma original, o grego, existe algo à mais, que não está vertido ao português na tradução Almeida Revista e Corrigida - 4ª Edição. 

Sem deixar de honrar o trabalho de gente séria que se dedica às traduções dos textos das Escrituras e sem deixar de reconhecer a submissão deles à orientação Deus em seus ofícios, não posso deixar de dizer que sabemos que nenhuma tradução bíblia é perfeita, inclusive a mais amada por todos nós, que é a Almeida Revista e Corrigida - 4ª edição, cuja mais recente correção é de 2.009, editada pela Sociedade Bíblica do Brasil. A última atualização nesta tradução foi importantíssima, pois corrigiu os termos "caridade" por amor em 1 Coríntios 13 e nos tempos verbais de passagens de 1 João 4.6, 8, 9 ("não peca / não vive pecando"). Mas, ainda penso que devem ir um pouco mais além...

Um exemplo de falha que se mantém na ARC - 4ª Edição está em João 21.15-17. Trata-se do texto que apresenta o diálogo de Jesus com Pedro. O tradutor não se aprofundou no texto grego.

Nos originais é percebido com clareza a nuance do termo AMOR. "Tu me amas?", perguna Jesus usando agape/amor de Deus. "Sim, te amo", responde Pedro, usando o termo phileo/ amizade. Então Jesus manda-o apascentar seus cordeiros e pela segunda vez faz a mesma pergunta, respondida pela segunda vez da mesma maneira pelo discípulo. E outra vez Jesus retoma a perguntar, na terceira vez usando phileo. A insistência de Cristo faz com que Pedro abale-se e afirmar que o sentimento do amor no estilo phileo. Jesus manda-o apascentar as ovelhas.

O leitor da Almeida Revista e Corrigida - 4ª Edição não tem a informação que motiva Jesus a insistir com Pedro. O discípulo responde que ama a Jesus com amor de amigo, sentimento humano.
Não está esclarecido ao leitor da ARC a sutileza do texto original, pois o tradutor não teve o devido cuidado de verter ao nosso idioma os vocábulos gregos exatos. Existe uma gama muito grande de ensino neste trecho bíblico, que se perde por não haver aprofundamento das palavras-chaves dessa narrativa, inclusive direcionadas ao chamado ministerial do pastorado. 

Link:  http://www.sacrednamebible.com/kjvstrongs/index2.htm  Vamos ao texto, com uso do dicionário Strong online.  As referências númericas 25 e 5368 são relativas aos verbetes de Strong.
João 21.15 - E, depois de terem jantado, disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de Jonas, amas-me ( [25] agapao ag-ap-ah'-o ) mais do que estes? E ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo ( [5368] phileo fil-eh'-o ). Disse-lhe: Apascenta os meus cordeiros. 
João 21.16 - Tornou a dizer-lhe segunda vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? ( [25] agapao ag-ap-ah'-o ). Disse-lhe: Sim, Senhor, tu sabes que te amo ( [5368] phileo fil-eh'-o ). Disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas. 
João 21.17 - Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me?( [5368] phileo fil-eh'-o ) Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me?( [5368] phileo fil-eh'-o ) E disse-lhe: Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo ( [5368] phileo fil-eh'-o ). Jesus disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas. 
Ao apontar a situação de João 21.15-17 na ARC 4ª Edição, não pretendo tirar o alto valor que a tradução possui à fala portuguesa. Ela é riquísima, continuemos a usá-la. Essa falha de tradução está em quase todas as traduções ao português, se minha memória estiver certa, exceto a tradução Nova Bíblia Viva da editora Mundo Cristão é fiel aos originais neste trecho bíblico.

Com a palavra, os revisores da SBB.

E.A.G. 

7 comentários:

Elizeu Rodrigues disse...

Meu grande amigo, meu Xará, farei apenas uma observação, pq depois do meu acidente em 2006 aprendi algo aqui.

Veja, Jesus perguntas 2 vezes, usando o verbo transliterado "agapas" me?. E as duas respostas de Pedro usam o verbo "philo" se. Mas Jesus pergunta novamente, e aqui com o respeito que tenho por vc, faço uma correçao. Veja:

Pedro era judeu, e como judeu, o que é divino é divino, o q é de Deus é de Deus e o judeu nao mistura isso. Veja como Jesus faz a 3 pergunta: "Phileis" me? Jesus muda o tipo de verbo, no sentido q Pedro vinha respondendo. E nessa 3 pergunta a resposta de Pedro continua igual: su ginoskeis oti "philo" se.

Jesus mudou a maneira de perguntar, e Pedro ficou, apesar de perplexo com as perguntas, pronto p/ a vida de pastor.

Vlw querido

fonte: The Greek New Testament, 4 revised edition, DeutschebBibelgesellschaft, onde eu transliterei o original.

DANNILO STELIO disse...

Esse é um belo exemplo de como ainda estamos longe de bem traduzir as Sagradas Escrituras de suas línguas originais, o que só vem a corroborar nosso caráter falho, e dependente da ação do Espírito Santo para evitar a criação de heresias e modismos baseados numa tradução incorreta de alguma passagem bíblica. NO mais, continua valendo a regra hermenêutica/exegética: "a Bílbia se interpreta por si mesma". Graça e Paz.

Mateus Emilio Mazzochi disse...

Paz do Senhor amado irmão, como ficaria esta passagem em sua opinião?

Eliseu Antonio Gomes disse...

Elizeu

Meu objetivo é evidenciar que no idioma original, o grego, existe algo à mais, que não está vertido ao português na tradução Almeida Revista e Corrigida - 4ª Edição.

Vamos ao texto, com uso do dicionário Strong online. Link: http://www.sacrednamebible.com/kjvstrongs/index2.htm

As referências númericas 25 e 5368 são reletivas aos verbetes de Strong.

João 21.15 - E, depois de terem jantado, disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de Jonas, amas-me ( [25] agapao ag-ap-ah'-o ) mais do que estes? E ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo ( [5368] phileo fil-eh'-o ). Disse-lhe: Apascenta os meus cordeiros.

João 21.16 - Tornou a dizer-lhe segunda vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? ( [25] agapao ag-ap-ah'-o ). Disse-lhe: Sim, Senhor, tu sabes que te amo ( [5368] phileo fil-eh'-o ). Disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas.

João 21.17 - Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me?( [5368] phileo fil-eh'-o ) Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me?( [5368] phileo fil-eh'-o ) E disse-lhe: Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo ( [5368] phileo fil-eh'-o ). Jesus disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas.

Abraço.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Danillo

Ao apontar a situação de João 21.15-17 na ARC 4ª Edição, não pretendo tirar o alto valor que ela possui à fala portuguesa. Ela é riquísima, continuemos a usá-la.

Abraço.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Mateus.

A resposta que eu escrevi ao Elizeu vale como resposta para você também.

Além disso, aproveitei a resposta para atualizar o artigo.

Fique com Deus.

Elizeu Rodrigues disse...

eu concordo com a igualdade na tradução para o português em palavras que no original tem outro sentido, como nesse caso amor/amizade.

O que vale mesmo é um olhar crítico, e não muito hermenêutico, pois os hermenêuticos do passado usavam esta tradução Almeida (antigas) para formularem seus ensinos.

No caso de Pedro, eu disse ao meu professor de apologia crista em 2007 que Jesus ficaria perguntando inúmeras vezes, mas a resposta de Pedro seria sempre no sentido de amizade.

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.