Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Irã - pastor Yosef Nadarkhani sentenciado a morrer na forca


Na quarta-feita, dia 28, o site Portas Abertas, e até o portal UOL, mídia secular, deram a notícia que Yosef Nadarkhani, pastor evangélico, foi sentenciado a morrer na forca pelo crime de apostasia - afastar-se das doutrinas do islamismo - pelo tribunal da província de Gilan, no Irã.

Por três vezes os juízes, em audiência, o pressionaram a negar sua fé em Jesus Cristo e voltar a ser muçulmano. Yosef respondeu: “Arrependimento significar voltar. Eu devo voltar para o quê? Para a blasfêmia que vivia antes de conhecer a Cristo?” Os juízes responderam: “você deve voltar para a religião dos seus antepassados, deve voltar ao Islã”. Yousef insistiu: “Eu não posso fazer isso.”

Ontem, quinta, 29, foi a última audiência. Segundo a lei do Islã (a Sharia), foi concedido ao pastor três oportunidades para "arrepender-se" de ser cristão e abandonar o islamismo. Nas três vezes ele manteu-se firme em sua fé em Jesus Cristo. Agora os advogados de defesa tentarão apelar ao Tribunal Supremo para que revejam a sentença, e assim estender a pena de Nadarkhani na prisão. Existe a informação de que o Supremo Tribunal Federal do país deseja que essa situação seja resolvida o quanto antes.

O ministério Portas Abertas pede que ore por Yosef Nadarkhani para que Deus o proteja e o livre da morte e o liberte da prisão.

“Yousef é conhecido como um herói, se ele for libertado, o governo será visto como derrotado. Se eles o deixarem na prisão, haverá mais pressão internacional. Provavelmente não irão matá-lo hoje, mas podem fazer isso quando quiserem. Podem enforcá-lo ao meio dia ou então daqui a 10 dias. Às vezes entregam o corpo para a família junto com o veredito. Eles têm ultrapassado as fronteiras da lei” disse uma fonte para o Compass.

A mesma fonte disse que a esposa de Nadarkhani está muito apreensiva com relação a decisão do tribunal. Eles tem dois filhos: Joel, 7 anos, e Daniel, 9 anos. “A mulher dele está em depressão e preocupada. É uma situação difícil para toda a família.”

Fontes: Portas Abertas via Compass Direct, com tradução de Lucas Gregório.

4 comentários:

Sami disse...

Aqui no Brasil respeitamos os muçulmanos e até alguém que de uma outra religião abandone sua prática para se converter ao islamismo. Alguma autoridade brasileira poderia tentar intervir. Que Deus dê sabedoria e levante alguém por esses dias para interceder pelo nosso irmão que não deixou de ser humano apenas por ter abandonado sua religião anterior. Pastor Douglas.

Siqueira Raimundo disse...

Ésta é a grande diferença entre cristianismo e islanismo: Deus respeita nossas escolhas; Um dia responderemos por elas. Uma fé que é imposta pela força, não condiz com a vontade de Deus

Pastor Edson Sobreira Alves disse...

O pastor Yosef Nadarkhani é um exemplo de um verdadeiro cristão. Diante desta situação somente uma pessoa nascida de novo poderia dizer que não negava sua fé diante da morte eminente. Louvamos a Deus vida dele e seu testemunho e rogamos ao nosso Criador que a vida dele seja poupada, mas sempre fique na memória o exemplo deste cristão.

Anônimo disse...

Graças a DEUS que temos exemplos como esse do pastor Yosef Nadarkhaní,nos revela as proximidade da volta de CRISTO,eu acho que perseguição ainda esta sendo pouco,pelas palavras de Jesus CRISTO.No sermão da montanha ele nos afirma muitas perseguições,inclusive até a morte.Evangelio de são Matheus cap5 verss;10 ja vemos sobre as perseguições.Quem conhece o altêntico Cristianimo em uma situação como essa morre glorificando o nome do ALTISSMO DEUS,GLÓRIA DEUS,GRAÇAS ADEUS ESTÁ CHEGANDO O GRANDE DIA DIA DO SENHOR...

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.