Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

terça-feira, 22 de junho de 2010

DUNGA - O TÉCNICO DA SELEÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL QUE A REDE GLOBO NÃO QUER ENGOLIR

Talvez, esta Copa do Mundo de Futebol entre para a história com episódios e desfechos atípicos, dentro e fora dos gramados.

Estamos vendo ângulos novos de câmeras, movimentações de imagens que se assemelham aos jogos do videogamens de última geração, os super slowmotion são ovacionados nos quatro cantos do planeta. E já estão testando a transmissão de partidas em 3D.

Neste Mundial de Futebol, a Rede Globo de Televisão tenta fazer do treinador da Seleção Brasileira a sua "bola da vez". Esquece-se que os maiores "inimigos" da emissora são a Rede Bandeirantes de Televisão e a ESPN Brasil, duas emissoras menones em tamanho mas com grandeza enorme no profissionalismo. Elas estão "batendo" no locutor Galvão Bueno, os microfones delas possuem profissionais mais bem preparados e despojados. Luciano do Valle está fazendo escola!

Enquanto a Globo perde o foco das lentes e das pautas do jornalismo, o Galvão Bueno é rejeitado por movimentos de twiteiros e torcedores, com a palavra uma palavra de ordem: cala a boca, Galvão.

E o treinador Dunga, nome de um personagem anão no Conto de Fadas dos irmãos Grimm, na vida real é um gigante que a Globo terá que engolir, caso a Seleção Brasileira de Futebol volte ao Brasil carregando a taça de campeão.

E.A.G.

2 comentários:

Marcos Wandré disse...

Graça e Paz!

Bem, Dunga é um "gigante" em falta de educação e derespeito aos jornalistas (não só da Globo).

Na última vitória brasileira, xingou o jornalista da Globo, Alex Escobar, com palavrões impublicáveis. Este jornalista é profissional sério.

Tratou outro jornalista, com o dedo em riste, o ameaçando.

Sua atitude foi criticada veementemente, inclusive pelo diretor de jornalismo da ESPN Brasil, José Trajano.

A reprovação não veio só da Globo, mas também das outras emissoras.

Sinceramente, enaltecer o técnico Dunga, depois daquele papelão na coletiva de domingo, é no mínimo muito estranho.

Ninguém de bom senso, tem que engolir quem trata a imprensa com palavrões e ameaças.

Mas como os evangélicos tratam a Globo como inimiga nº 1,numa paranóia iurdiana, não condenam a atitude do treinador da seleção, já que seus impropérios foram dirigidos a um funcionário desta emissora. E ainda o enaltecem...

Lamentável...

Um abraço em Cristo!


Marcos Wandré

Eliseu Antonio Gomes disse...

Marcos Wandré

Se você reler meu texto, notará que não emiti posicionamento. A briga é deles, sou imparcial.

O que eu fiz foi apenas mostrar o risco que a Rede Globo está correndo ao criticar uma pessoa que possui um currículo de vencedor, e que poderá retornar ao Brasil como o campeão mundial.

A Rede Globo sempre pressiona para ter furos de reportagens, acessos maiores que a concorrência não tem. É essa a razão do desavença. Já houve entre os técnicos da Seleção Brasileira de Futebol, em copas passadas, a mesma pressão da emissora. Porém, os outros técnicos se curvaram. Dunga não se curva. Esta é a razão da hostilidade da Rede Globo contra ele. Por parte da emissora, não há motivo de interesse coletivo, apenas o interesse próprio!

A reação do treinador é a questão atípica nesta copa. Ele usa os microfones, durante as coletivas de imprensa, para reagir. As críticas que você assisti na tela da Globo não é jornalismo sério.
É o antijornalismo, é uma produção mascarada da defesa de interesses próprios. A Globo tem esta mancha em seu histórico contra muita gente, neste momento Dunga é "a bola da vez".

Não estou defendendo o palavreado chulo do Dunga, apenas relatei o confronto dele com a emissora dos Marinho.

Abraço.

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.