Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

sábado, 29 de novembro de 2008

UMA CRÔNICA DAS FILAS NAS AGÊNCIAS BANCÁRIAS DAS GRANDES CIDADES



Peça a sua senha nas agências bancárias, nunca entre direto na fila, fazendo isso você ganha tempo e faz valer seu direito de cidadão.

Vivi hoje uma experiência que confirmou uma suspeita. Há cerca de um mês eu entrei no Banco Itaú para fazer um pagamento e,quando vi o tamanho da fila, pensei: 'Vou ficar horas aqui dentro'. Foi quando me lembrei da lei, que entrou em vigor em todo país, regulando o tempo máximo de espera em fila bancária. São 15 minutos em dias normais, 30 minutos para quinto dia útil do mês, 30 minutos no dia 10 ou no primeiro dia útil seguinte e 30 minutos no primeiro dia útil seguinte ao de feriado prolongado, seja nas sexta ou na segunda- feira.

Solicitei a um funcionário a senha com o horário de entrada na fila,pois se o tempo excedesse eu encaminharia o papelucho para a prefeitura multar o banco.Entrei na fila,e notei que repentinamente aquele apito que sinaliza caixa desocupado começou a tocar com maior freqüência, e a fila foi diminuindo mais rápido. Quando cheguei ao caixa, o funcionário solicitou a senha para autenticar, e eu fiquei intrigada. No meio de tantos clientes omo ele sabia que a senha estava comigo?

Examinei, então, os dois horários,entrada e saída e constatei...Foram 14 minutos de fila. Ótimo! Eu esperava ficar mais de uma hora...Percebi que quando eu pedi a senha, o gerente colocou mais caixas e o atendimento fluiu rapidamente.

Hoje, fui novamente ao mesmo banco e dei de cara com a mesma fila imensa.Não tive dúvida. Procurei um funcionário e pedi a senha. Ele, fazendo cara de..., perguntou: “Que senha? Não tem senha. Entre na fila.” Eu insisti. Ele disse que não sabia de senha alguma... Procurei os caixas e notei uma plaquetinha discreta que dizia:Se necessitar senha solicite ao caixa. Pedi a senha ao caixa, e ele fez outra cara de...e disse: “Que senha?” Parece que os funcionários já estão treinados a NÃO fornecer a senha. Então eu exigi: “A senha que diz o horário que eu entrei na fila. É lei...”.

O caixa meio contra vontade forneceu a senha e eu entrei na fila. No início continuou lenta, quase não andava. De repente,o mesmo fenômeno,começou a apitar que não parava mais,e a fila foi rapidamente diminuindo. Quando cheguei ao caixa, desta vez não foi surpresa,ele pediu a senha pra autenticar, e após a autenticação, ele se virou para uma senhora que circulava por trás dos caixas,com cara de "Patroa", e em resposta à pergunta dela de...'E aí? Tudo bem?' O caixa respondeu. 'beleza'. Matei a charada! 'beleza' foi a constatação que o caixa fez.

Fui atendido em 11 minutos.

E a tal "Patroa",então, deu um sinal que eu entendi que seria para alguns dos caixas voltarem para os locais de onde foram retirados para atender ao público.
.
Moral da história: Existe sim um número suficiente de funcionários nos bancos, para atender dignamente o público, porém, eles são desviados para outras funções mais lucrativas, como vender seguro por telefone, enquanto os idiotas dos clientes ficam na fila por horas.

Eu não fico mais... Cada vez que entrar em um banco, seja na capital ou em qualquer outro município eu peço a senha com o horário. Vamos lutar por esse direito obtido... Não sejamos bobos... É só a gente divulgar e insistir para a lei pegar. Afinal, os donos de bancos não nos pupam de nenhum juro, cobram todos os serviços e ganham dinheiro com o nosso dinheiro.


Autoria desconhecida

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.