Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

terça-feira, 13 de junho de 2017

O que você pode fazer para ajudar o adolescente viciado em pornografia?

Conselheira espiritual mostra o caminho de saída da epidemia que põe milhões de
adolescentes em escravidão  devido a maneira peculiar que seus cérebros se ligam a ela.
(Unsplash | Rachel Crowe).

Por Tracey Bickle 
Tradução livre: Eliseu Antonio Gomes

Hoje em dia, assistir vídeos pornográficos se transformou em uma atitude demasiadamente comum que faz parte dos hábitos na faixa-etária dos adolescentes? Este é um dos muitos raciocínios e base de perguntas, motivadas pela curiosidade sincera, que são dirigidas a mim por adolescentes, sobre questões do uso da pornografia acessada via internet.
• Realmente falar sobre isso é importante?
• Não conheço nenhum rapaz que não acesse, então só eu tenho que ignorar?
• Amo o Senhor. Ele não me constrange a parar de assistir, então penso que isso não o incomoda.
• Todos os meus amigos. veem.
• Se assistir a cada duas semanas, isso não é um problema "real", ou é? Por que devo mudar de atitude?
• Posso parar quando quiser.
• Nós, garotas, estamos assistindo as mesmas coisas que os garotos assistem há bastante tempo.
• Não encontrei nada que funcionasse para me impedir de assistir, então parei de resistir e agora vejo.
• Não posso revelar a ninguém - ficariam perturbados ao saber que assisto por tempo tão longo e o quanto  já assisti. Não posso contar aos meus pais, se souberem tiram de mim o celular e o computador; e não quero que isso aconteça.
• Estive assistindo por tanto tempo que já nem lembro mais quando foi a primeira vez. Meu pai também assiste e ele vive um bom relacionamento no casamento.
• É realmente tão ruim para você?
Tais declarações sinceras e perguntas, muitas vezes estão misturas com sentimentos confusos, vergonha e falta de esperança, juntamente com o desejo real de encontrar respostas para o que se tornou uma epidemia de proporções monumentais em nossa sociedade. Embora saibamos que Deus tem a resposta, muitas vezes elas parecem estar encobertas por muitos fatores existentes na situação. Essa nebulosidade é uma das razões pelas quais a pornografia não é abordada dentro dos círculos de amizade, relacionamentos românticos, famílias e nem sequer nas igrejas.

Lembre-se da bondade do Senhor

Primeiramente, olhemos para a narrativa em nossas cabeças, como pensamos que Deus nos observa em nossas fraquezas e/ou quebrantamento. Essa verdade nos ajudará a determinar o próximo passo a ser dado, pois se sabemos e compreendemos que a Bíblia nos ensina que Deus nos ama apesar de nossas fraquezas, teremos a tendência de ir até Ele nos momentos de queda.

"Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo" - 1 João 2.1b.

Jesus é nosso Advogado quando procuramos  e procedemos em liberdade nessas áreas difíceis. Ele sempre intercede em seu favor diante do Pai, lá no céu. Esta é uma realidade sublime, para ser lembrada em momentos de fracassos.

Observamos a bondade de Deus na vida de personagens bíblicos de grande destaque, como Davi (homem virtuoso), Sansão (homem forte) e Salomão (homem sábio). Todos eles eram vulneráveis e falharam em manter os princípios de Deus na área sexual. Além destas figuras, a Bíblia destaca mulheres que também falharam cedendo aos apetites sexuais, para quem Jesus foi o Advogado por excelência: a mulher samaritana junto ao poço de Jacó e a mulher que estava na iminência de ser apedrejada sob a acusação de ser adúltera. Este modo de Jesus lidar com os corações e o comportamento equivocado de alguns que se queixam entristecidos por  causa pecado sexual em suas vidas sexualidade, pode nos trazer coragem. Nós também podemos nos aproximar dEle, apresentar a Ele aquelas situações problemáticas que aparentemente não temos como superá-las.

Para sair deste problema, em primeiro lugar precisamos entender como funciona a bondade de Deus para com o ser humano, e só então existirá condições de levar em consideração os efeitos da pornografia na vida de quem se envolve com ela.

A Ciência examina

Recentemente, pesquisas da Neurociência nos mostrou que a força de vontade é uma função dos lobos pré-frontais do cérebro. Estudos científicos também confirmaram que a ação repetida de um comportamento, motivado pela pressão da dependência do vício, reorganiza essa área do cérebro, literalmente, destrói a força de vontade e a bússola moral.

Quando o lóbulo pré-frontal funciona naturalmente, sem o comportamento tocado pelo vício - da pornografia, por exemplo - na sequência há o que é chamado de controle executivo sobre os processos cerebrais em andamento. Quando o cérebro está nesta situação normal, a pessoa é capaz de usar o senso moral, estabelecer metas, solucionar problemas, sustentar comportamento equilibrado. Assim, o estado emocional e os impulsos dos desejos se apresentam disciplinadamente.

Isto significa que a cada momento que alguém aceita ver conteúdos pornográficos, prejudica a sua capacidade de dizer "não" e afeta a capacidade para viver a vida bem. O conteúdo pornográfico passa a agir como a droga metanfetamina para a sexualidade, sequestra completamente a personalidade em nível biológico e psicológico e empurra e personalidade para uma condição ruim que Deus nunca quis que ela fosse.

Pense sobre a intenção original de Deus para sua sexualidade antes do pecado no jardim do Éden. O plano do Criador era que todo ser humano pudesse viver despido, em companhia do sexo oposto todos os dias da sua vida, sem se sentir envergonhado por causa da nudez. E assim deveria estar se relacionando, visual e fisicamente, com a pessoa com quem está compromissado pelo laço de um lindo matrimônio.

Porém, durante uma sessão pornográfica são selecionadas centenas de imagens em questão de minutos. Alguém pode considerar jocoso Salomão e seu harém de mil "esposas", mas se comportar
|totalmente diferente ao permanecer ligado às tantas imagens ilusórias em alta definição, cujo conteúdo é erótico e sexualmente explícito? Lamentável. Viver assim enfraquece  o coração em relação ao Senhor e provocar o enfraquecimento das relações dos outros com quem se mantém vinculado com a pornografia Tal envolvimento impede que a pessoa se ofereça ao Senhor plenamente - corpo, alma e espírito.

Como proceder?

• Uma das atitudes mais sábias que podemos adotar em favor de nós mesmos é falar sobre este assunto com um líder da igreja, alguém que seja confiável, relatar o fato de maneira responsável. Dizer a situação para alguém que seja digna da sua confiança é importante, pois ela manterá sua confidência em segredo e assim você não terá motivos para fechar o seu coração quanto ao compartilhamento das sua dificuldades sobre esta questão.
• Todos nós necessitamos de sensatez em nossas vidas. Viver acompanhado de alguém pelo laço matrimonial é o modo que Deus planejou para que vivêssemos.
Providencie um filtro de bloqueios para seu smartphone, tablet e computadores. Sim, funcionará à contento se for. bom, e bloqueará toda pornografia. Permita que outra pessoa administre este filtro, não poderá ser você. Caso tenha dificuldade em lidar com estes aparelhos após passar a administração deles, se esforce para continuar ignorante quanto às senhas de acesso ao aplicativo bloqueador.
• Troque seu hábito de manter-se online com outras atividades, procure a convivência das pessoas, gaste o tempo em ocupação profissional estendida. Os homens precisam de um escape para este problema que seja de caráter recatado e frustante para a testosterona.
Evite os filmes que desencadeiam sua vontade de assistir coisas de teor pornográfico.
Leia a Palavra de Deus de uma forma mais substanciosa. Reflita que , em Efésios 5.25-26, Paulo aconselha aos maridos a amar suas esposas como Cristo ama a igreja e se entregou por ela, que o apóstolo afirma que fez isso para a santificar, tendo-a purificado pela lavagem de água com a palavra.

Eu tenho trabalhado com muitos, muitos homens e mulheres nesta área do aconselhamento e sou testemunha de diversas pessoas que não desistiram de tentar  e se libertaram deste vício e alcançado a liberdade. Se você enfrenta este problema e parar de tentar ser livre. Se você desistir de se empenhar e dizer que não é possível sair dessa situação, não ficará livre dela. Esforce-se até se ver em liberdade total. Eu incentivo você a permanecer desde agora disposto viver longe de todo tipo de pornografia para que possa experimentar a bondade do Senhor em sua vida.

A pornografia pode ser danosa ao cérebro, pesquisa do Instituto Max Planck feita por Simone Külhn 
A espiritualidade e a sexualidade do cristão
Elegância versus vulgaridade: a importância da escolha da veste feminina adequada para...
O sexo na Bíblia Sagrada
Pedro Cardoso: a pornografia é necessária na televisão?
Quando a internet controla o internauta
Sete pedras de tropeço à pureza sexual das mulheres

E.A.G.

Fonte: Charisma Magazine - charismamag . com/ life/ women/ 32926-what-you-can-do-to-help-your-porn-addicted-teen 
Tracey Bickle trabalha na equipe de liderança sênior da International House of Prayer da cidade do Kansas. Foi diretora do Restoration and Recovery no departamento de Apoio Pastoral por 16 anos. Ensina e equipa pessoas a viver livre de vícios. Ela tem três filhos casados e tem cinco netos encantadores. Afirma que seu coração está voltado ao auxílio da remoção de tudo que impede o exercício do amor na vida das pessoas. É autora do livro Chaos Beneath the Shade: How to Uproot and Stay Free from Bitterness. 

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.