Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

quarta-feira, 10 de maio de 2017

O dia em que Sérgio Moro colocou Lula frente a frente com ele


Três mil homens fazem a segurança no quadrilátero do prédio da Justiça Federal em Curitiba
 Daniel Derevecki/.Foto Arena/Estadão Conteúdo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é acusado de ser beneficiário de um tríplex no Guarujá, no litoral de São Paulo. De acordo com denúncia da força-tarefa da Operação Lava Jato, o imóvel foi oferecido a ele pela empreiteira OAS como cota do pagamento de subornos referente a três contratos obtidos pela empreiteira junto à Petrobras. No mesmo processo, também é acusado de ter aceitado outras vantagens indevidas por parte da construtora, que teria assumido com os gastos do transporte e armazenamento de seu acervo presidencial.

Lula, réu em cinco processos e investigado em mais dois casos que está na responsabilidade da Polícia Federal, chegou em Curitiba. aproximadamente às 9h30 para prestar depoimento ao juiz Sergio Moro, no prédio da Justiça Federal em Curitiba a partir de 10 horas. A audiência foi longa, durou quatro, teve seu término às 18h20.

Imagem transmitida pelo Jornal da Band, edição de 10/05/17.
Assista ao depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro (completo)

Para ser interrogado por Moro, o réu na Lava-Jato foi transportado pelo jatinho particular Cessna Aircraft prefixo PR BIR, que pertence ao ex-ministro Walfrido Mares Guia, ex-titular de Relações Institucionais e Turismo, entre 2003 e 2007. A aeronave está em nome da Samos Participações, empresa que tem o ex-ministro como sócio. Em 2007, enquanto era ministro de Lula, Mares Guia foi acusado de participar do esquema conhecido como Mensalão Mineiro, que envolvia a arrecadação irregular para a campanha ao governo de Minas Gerais do tucano Eduardo Azeredo.

Algumas quadras antes do prédio da Justiça Federal, o petista desceu do carro para tirar fotos com manifestantes lulistas, usando bonés vermelhos, ligados ao MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra), gente portando bandeiras do PT e com cerca de 20 deputados correligionários. Segundo Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, será aplicado uma sanção caso não haja justificativa plausível dos deputados faltosos aos trabalhos na Câmara dos Deputados. O ponto dos parlamentares ausentes no Congresso Nacional será descontado.

Com certeza, o brasileiro que não foge ao serviço honesto espera que estes 20 parlamentares não sejam remunerados neste dia em que dão apoio ao réu petista. Pergunta-se se estes políticos que faltaram ao ofício em que seus eleitores lhes confiaram, viajaram para a capital paranaense se locomovendo com recursos próprios ou custeados com verba parlamentar. Se o dinheiro não saiu do próprio bolso, que volte aos cofres públicos.

De acordo com a liderança do PT, pelo menos 30 deputados da legenda não compareceram ao legislativo em Brasília para cumprindo seus deveres. A bancada tem 58 parlamentares.

Ausentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal e outros parlamentos, hoje, com a finalidade de participar do movimento de apoio a Lula em Curitiba: senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR); senadora Vanessa Graziotin (PCdoB-AM); senador Lindbergh Farias (PR-RJ); deputada federal Maria do Rosário (PT-RS); deputada Jô Moraes (PCdoB-MG); Alice Portugal (PCdoB-BA); Jandira Feghali (PCdoB-RJ); deputado estadual Anísio Maia (PT-PB), Frei Anastácio (PT-PB); Jeová Campos (PSB-PB). Entre outros nomes não apurados.

Enquanto Lula foi ouvido em ação penal, devido a presença de segurança reforçada na região - apenas servidores do Judiciário, equipes credenciadas do jornalismo, comerciantes e moradores têm trânsito livre em Ahú, o bairro onde está situada a sede da Justiça Federal em Curitiba -, manifestantes pró-Lula e a favor da Lava-Jato estão afastados em cerca de 3 km de distância, mantidos separados por cercas preparadas para este evento peculiar.

Embora aconteceram manifestações contra e a favor de Lula, ao longo do dia houve clima de tranquilidade na região. Pela manhã, faca e facões foram retirados de manifestantes pró Lula. Por volta de 16 horas, um, repórter da Globo News foi hostilizado por manifestantes em favor de Lula e obrigado a se afastar do meio da concentração, realizada com ares de política-partidária.

Antes do início do depoimento prestado por Lula ao juiz Sérgio Moro, celulares foram postos em sacolas plásticas, para que não houvesse vazamentos de informação sobre o andamento da audiência. Os vídeos do interrogatório começaram a ser divulgados pela Justiça de Curitiba por volta de 20 horas.

Após o depoimento, manifestantes se concentraram a favor do ex-presidente e réu da Lava-Jato na Praça Santos Andrade, no centro de Curitiba. O lugar foi tomado como palco para um discurso de Lula, visando apresentá-lo para a opinião pública como vítima de perseguição política e candidato às eleições presidenciais de 2018. O discurso teve 10 minutos de duração. Deus livre o Brasil de Lula ser presidente da república outra vez!

E.A.G.

Com informações de:
El Pais - brasil . elpais . com/ brasil/ 2017/ 05  /10/politica/ 1494422343_911700 . html 
Estadão - politica . estadao . com.br/ noticias/ geral,jatinho-usado-por-lula-na-viagem-a-curitiba-e-do-ministro-waldrido-mares-guia , 70001772120 

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.