Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

A lua pode causar moléstias a noite?

Por Claudionor de Andrade

É sabido que o sol pode causar males à pele e molestar o homem. Mas o que entender quando a Bíblia diz que a "lua não te molestará de noite" (Salmos 121.6)?

Certa vez, um amigo, perguntou-me exatamente isso: se a Lua pode molestar alguém. Achei a questão pertinente, e pus-me a pesquisar o assunto. De início, adianto que não podemos ignorar os efeitos que o satélite dos namorados exerce sobre a Terra. Sem ela, o planeta seria inviável, pois a força gravitacional dá-nos estabilidade. Em relação a nós, ela funciona como um pêndulo, facultando-nos perfeito equilíbrio. Na antiguidade, porém, acreditava-se que a Lua causava loucura. Por isto, os deficientes mentais eram chamados impropriamente de lunáticos.

Jesus, a Estrela da Manhã


"Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos testificar estas coisas às igrejas. Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a brilhante Estrela da manhã" - Apocalipse 22.16.

Jesus Cristo é a Luz do Mundo. Quem caminha com o Mestre anda muito bem acompanhado e iluminado. A força de seu brilho ofusca até a intensidade do brilho do sol.

E.A.G.

A questão da ordem no culto e o verdadeiro culto a Deus




É importante ir ao templo e seguir a ordem do culto, conforme o apóstolo Paulo ensina em 1 Coríntios 14.

Além disso, também é de grande importância refletir o seguinte:

O que é culto?

Culto não é, tão-somente, a reunião de crentes. É mais que isso. É a disposição sincera de adorar a Deus seguida da voluntária adoração ao Senhor. Seja sozinho ou na companhia de outras pessoas, dentro do templo ou em outro ambiente.

Muitos frequentam, assiduamente, reuniões nos templos evangélicos. Participam de liturgias, vão ao microfone e apresentam mensagens com oratória e exposição hermenêutica perfeitas; cantam louvores e tocam instrumentos afinados, porém, seus corações não estão ali cultuando ao Senhor.

Esta situação traz à memória o texto de Isaías, no capítulo 29 e versículo 13: "O Senhor diz: Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A adoração que me prestam é feita só de regras ensinadas por homens" (NVI).

E.A.G.

O cristão e o sucesso financeiro


É importante considerar que o crente fiel ao Senhor está sujeito a viver a realidade de Deus em diversas circunstâncias diferentes, mesmo que não tenha a compreensão exata destas nuances em referência a si mesmo. Em momentos que a compreensão humana não alcança o entendimento sobre o propósito divino com relação às situações, favoráveis e desfavoráveis, que o Altíssimo permite ao crente viver, a atitude correta é permanecer crendo que o Senhor sabe o que faz e sempre quer o bem-estar de seus servos, tanto na esfera física, quanto psicológica e espiritual.

Sucesso financeiro

São faladas muitas coisas sobre as etapas para ser alguém bem-sucedido financeiramente. O conceito mais transmitido associa o sucesso ao ato de ajuntar dinheiro e posse de patrimônios. No entanto, a acumulação de dinheiro e bens materiais são apenas meros detalhes de um cenário complexo quando o assunto é finança.

Atualmente, aqui no Brasil, sem qualquer margem de dúvida, o que mais se observa são pessoas sonhando em alcançar o sucesso financeiro, são vistas à beira do desespero correndo atrás de dinheiro, se esforçando cada vez mais para adquirir bens e melhorar de vida. 

Contrariedades

Em meio ao sofrimento, o coração do homem não consegue ver com nitidez perfeita a razão de existir adversidades. Apenas quando o peso do impacto diminui, é mais fácil ao indivíduo perceber claramente que, apesar de todos os pesares, o Senhor cumpre suas promessas, fazendo "todas as coisas cooperarem juntamente para o bem” (Romanos 8.28).

É muito comum passar pela cabeça de alguns crentes a pergunta sobre a razão de ser alguém fiel a Deus e concomitantemente sofrer com situações de extrema dificuldade na área financeira, e outras áreas, quando tanta gente em volta vive em depravação e está próspera.   Esta também era a pergunta que atormentava o salmista Asafe, situação parecida que sobreveio repentinamente sobre a vida do patriarca Jó.

A indignação que abateu Asafe ao observar a saúde física e condição financeira de pecadores, sentimento registrado no Salmo 73, é uma sensação perigosa. Impressionado com o contraste entre a qualidade de vida de malfeitores e justos, vacilou em sua fé. É desconcertante ver perversos distantes de aflições e preocupações, demonstrando gozar de felicidade plena enquanto zombam de Deus e de servos através de atos e palavras, mas aparentemente livres do juízo do Senhor. No entanto, Asafe não raciocinava que aquele estado de coisas era temporário.

O cristão é tentado a desanimar quando vê os malfeitores prosperando, enquanto ele não encontra a recompensa por agir de maneira honesta. Neste caso, é necessário considerar a perspectiva espiritual. O apóstolo Paulo escreveu que "se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida, somos os mais infelizes de todos os homens" (1 Coríntios 15.19). Haverá um dia em que todas as almas comparecerão perante o Justo Juiz para o acerto de contas (Apocalipse 20.11).

A Bíblia

A Bíblia Sagrada contém meios para diagnosticar e resolver toda espécia de problemas que o ser humano enfrenta.

Todo cristão sabe e crê que Deus não faz acepção de pessoas. Todas as respostas de Deus estão nas páginas bíblicas. Assim sendo, o leitor da Bíblia Sagrada pode recorrer às páginas do Livro Sagrado, manuseá-lo e meditar sobre seus textos sem opiniões preestabelecidas, para receber as instruções que desvendam quais são as etapas, a direção que o leva a provar o sucesso financeiro, que está ao alcance de todas as pessoas e não apenas de alguns felizardos que conseguem chegar ao tão sonhado objetivo.

A Palavra nos dá a garantia, inclusive quando o dia está desesperador, de que é possível  experimentar a volta por cima, pois “o choro pode durar uma noite, mas a alegria virá pela manhã” (Salmos 30.5). Para vencer as crises amparados pela mão do Senhor, devemos ser coerentes em relação ao que cremos, vivemos e dizemos. Havendo coerência entre discurso e prática, somos abençoados.

A necessidade da adoção de princípios proativos

Com o propósito de abençoar o leitor, os ensinos contidos nas Escrituras agregam uma base sólida que o leva a  entender que o sucesso financeiro está ligado a prática de vários princípios que, associados com a fidelidade a Deus, farão dele um vencedor.

Para ganhar dinheiro e chegar ao sucesso, experimentar uma nova e vibrante condição de vida, é necessário ter disposição de reverenciar ao Senhor em todas circunstâncias, adotar atitudes sensatas como cidadão. Dinheiro não cai do céu e nem brota em galhos de árvores como se fossem folhas, portanto, para dar um basta à relação indesejável com o dinheiro, é preciso estudar com esmero trabalhar com dedicação, investir parte do salário, tratar as dívidas com muito cuidado, gastar com sabedoria e reconhecer o valor dos relacionamentos interpessoais.

Se adotamos atitudes corretas em relação às finanças, podemos aguardar o cumprimento das promessas de bênçãos para nós. No momento em que a prosperidade chega, os objetivos mais desejados são alcançados. No tempo da virada de situação ruim para boa, é necessário manter-se vigilante para não ser dominado pelos sentimentos da presunção, ganância e egoísmo. Não se deixar levar pela má administração financeira.

Conclusão

A fonte geradora da insatisfação na alma não é o fato de sofrer com momentos em que existem poucos recursos - embora esses momentos também causem muita aflição. A falta de tranquilidade é causada pela atitude da pessoa em não atender ao convite de Jesus, que o chama para segui-lo. Obviamente, quando o ser humano segue o Salvador, ele é salvo da aflição que o corrói de dentro para fora.

E.A.G.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

O luto pelas vítimas da Chapecoense



Chapecó, Santa Catarina, todo o Brasil e muitas partes do mundo, em perplexidade e tristeza coletiva, presta solidariedade às famílias e amigos que estão em luto por causa do acidente ocorrido com a aeronave que transportava a Associação Chapecoense de Futebol (ACF), time catarinense, que saiu do Brasil rumo à Medelin, Colômbia, para participar da Copa Sulamericana.

Às 0h30 da Colômbia, 1 hora no Brasil, a aeronave, modelo AVRO RJ 85, caiu em uma região montanhosa de Medelin. Dentro dela estavam 81 pessoas. dirigentes do clube, jornalistas, convidados e os jogadores. Nunca tantos atletas de um só clube de futebol, 19 jogadores, morreram em um mesmo desastre. É inédita uma tragédia que tenha vitimado 20 profissionais de imprensa de uma só vez em um acidente aéreo.

As investigações procurarão respostas. A maior suspeita é que tenha havido uma pane seca, tenha faltado combustível nos tanques do avião. Segundo especialistas, sua capacidade de autonomia de voo era de três horas e esta viagem era de 3 horas; presume-se que não havia estoque reserva de combustível.

E.A.G.

A história de como surgiu a ideia do Cartão de Natal

 Cartão de Natal , feito por Henry Cole,1843.
Não existe apenas uma versão sobre como surgiu a ideia de confeccionar cartões natalinos. 

A primeira versão que eu conheci é a seguinte:

No ano de 1644, William Dobson de Birmingham, na Inglaterra, famoso artista, teria utilizado seu talento para pintar cenas natalinas e passado a escrever mensagens para presentear seus amigos na época de Natal.

Aqueles primeiros cartões teriam alcançado muito sucesso. No ano seguinte, Dobson teria copiado, por método litográfico seus cartões e continuado a presentear seus amigos.

A ideia de Dobson teria se espalhado rapidamente.

Segunda versão

O modelo de Cartão de Natal moderno, também pode ter sua origem em dezembro de 1843. Naquela época, Sir Henry Cole, diretor do Victoria and Albert Museum, em Londres, pretendia escrever saudações e os melhores votos para sua família, amigos e conhecidos. As opções para fazer isso, eram comprar folhas comuns de papel decorados com temáticas natalinas, e redigir a mensagem sobre eles, ou Cartões de Feriado, que continham espaço vago para inserir de modo manuscrito algo relativo ao evento celebrado - espação aberto para celebrações das mais variadas.

Tais possibilidade não o agradava. Então, Cole teria solicitado a um amigo para produzir um cartão especial, com a mensagem específica de Natal impressa, cujo exemplar pudesse ser duplicado para todas as pessoas de sua lista. O artista designado a desenvolver este projeto chamava-se John Callcott Horsley, amigo de Cole e membro da Royal Academy.

As matrizes dos  primeiros cartões de Natal, seriam litogravuras contendo desenho colorido. Os exemplares teriam sido enviados aos destinatários a partir do escritório Felix Summerly - pseudônimo de Cole, usado para projetos de designer industrial.

Os modelos de cartões não presenteados por Cole, teriam sido comercializados em uma loja, ao preço de um xelim cada.

Conclusão

A proclamação dos anjos, por ocasião do nascimento de Jesus Cristo, foi também um espalhar da mensagem de salvação, descrevendo o real sentido do Natal: "O anjo, porém, lhes disse: Não temais; eis aqui vos trago boa-nova de grande alegria, que o será para todo o povo: 11 é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor" - Lucas 2.10-11. 

Os cartões de Natal, então, nos lembram o espalhar dessa Boa Nova!

E.A.G.

Fonte:
Lar Cristão, nº 16, edição especial de Natal, dezembro de 2012,  página 25 (Sociedade Religiosa Lar Cristão),
http://frederic.copeland.tripod.com/history/cards.htm

Fidel e Lula citados em sites e redes sociais




Após a notícia da morte do revolucionário cubano, as redes sociais estão cheias de publicações sobre ele. Duas postagens, entre inumeráveis que eu vi, conquistaram minha atenção com maior interesse.

 1ª - “Morre Fidel Castro, ditador que tratava cristãos como criminosos.”

Matéria do site Gospel Prime. Fui atraído por esta matéria pelo fato de as principais agências de notícias do mundo todo não destacar os assassinatos movidos por perseguição religiosa, quando as vítimas são pessoas evangélicas. Não se cogita nem lembrar os Direitos Humanos.

  2ª - Uma “perola”, sem nexo, criada pelo ex-presidente Lula.

Frase repercutida no Facebook. Lula disse: “Nos piores momentos, quando ditaduras dominavam as principais nações de nossa região, a bravura de Fidel Castro e o exemplo da revolução cubana inspiravam os que resistiam à tirania. (…) Sinto sua morte como a perda de um irmão mais velho, de um companheiro insubstituível, do qual jamais me esquecerei. (…) Hasta siempre, comandante, amigo e companheiro Fidel Castro”.

Ora, Fidel Castro foi governante em Cuba sem nunca ter sido eleito. Tratou oponentes com paredão e chumbo grosso. Houve a derrubada da ditadura de Fugêncio Batista pela ditadura Castro. Castro nunca foi democrático, com descaramento boçal mostrou-se ao mundo como ditador implacável.

Se a Democracia fosse oxigênio, há muito tempo todo o povo cubano teria se acabado sufocado.

Lula deve, mesmo, piamente, acreditar, naquela máxima idiota que afirma que a mentira dita repetidamente se torna verdade. É provável que se comportará feito um papagaio aos delegados da Operação Lava Jato, e pense que repetindo mentiras se livrará da cadeia e ainda volte para casa depois que receber a chave da cidade de Curitiba, ovacionado pelos paranaenses.

Enfim, duas particularidades que envolvem Fidel e Lula: ambos começaram a carreira pública sem a ideologia comunista. Fidel foi "discipulado" ao comunismo por Che Guevara e Lula pela atriz Lelia Abramo.

E.A.G.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

A gravidez de Sara


Abrão e Sarai se casam em Ur dos Caldeus. 

Gênesis 11.29-31. O nome Abrão significa "pai exaltado". Mais tarde, seu nome foi mudado para Abraão, cujo significado é "pai de multidão". A significação de Sarai é "livre"; o sentido de Sara é "princesa".

"Abrão casou com Sarai, e Naor casou com Milca. Milca e Iscá eram filhas de Harã. Sarai não tinha filhos, pois era estéril. Tera saiu da cidade de Ur, na Babilônia, para ir até a terra de Canaã, e levou junto o seu filho Abrão, o seu neto Ló, que era filho de Harã, e a sua nora Sarai, que era mulher de Abrão. Eles chegaram até Harã e ficaram morando ali"

♦ ♦ ♦

As circunstâncias da origem de Ismael

Gênesis 16.1-6:

"Sarai, a mulher de Abrão, não lhe tinha dado filhos. Ela possuía uma escrava egípcia, que se chamava Agar. Um dia Sarai disse a Abrão:

 – Já que o SENHOR Deus não me deixa ter filhos, tenha relações com a minha escrava; talvez assim, por meio dela, eu possa ter filhos. Abrão concordou com o plano de Sarai, e assim ela lhe deu Agar para ser sua concubina. Isso aconteceu quando já fazia dez anos que Abrão estava morando em Canaã. Abrão teve relações com Agar, e ela ficou grávida. Quando descobriu que estava grávida, Agar começou a olhar com desprezo para Sarai, a sua dona.

 Aí Sarai disse a Abrão:

– Por sua culpa Agar está me desprezando. Eu mesma a entreguei nos seus braços; e, agora que sabe que está grávida, ela fica me tratando com desprezo. Que o SENHOR Deus julgue quem é culpado, se é você ou se sou eu!

 Abrão respondeu:

– Está bem. Agar é sua escrava, você manda nela. Faça com ela o que quiser.

Aí Sarai começou a maltratá-la tanto, que ela fugiu."

♦ ♦ ♦

Angustiada, Agar recebe amparo

Gênesis 16.7-12:

"Mas o Anjo do SENHOR a encontrou no deserto, perto de uma fonte que fica no caminho de Sur, e perguntou:

– Agar, escrava de Sarai, de onde você vem e para onde está indo?

– Estou fugindo da minha dona – respondeu ela.

Então o Anjo do SENHOR deu a seguinte ordem:

– Volte para a sua dona e seja obediente a ela em tudo.

E o Anjo do SENHOR disse também:

“Eu farei com que o número dos seus descendentes seja grande; eles serão tantos, que ninguém poderá contá-los. Você está grávida, e terá um filho, e porá nele o nome de Ismael, pois o SENHOR Deus ouviu o seu grito de aflição. Esse filho será como um jumento selvagem; ele lutará contra todos, e todos lutarão contra ele. E ele viverá longe de todos os seus parentes.” 

♦ ♦ ♦

Abraão é informado sobre o fim da esterilidade de Sara 

Gênesis 17.1-8:

"Quando Abrão tinha noventa e nove anos, o SENHOR Deus apareceu a ele e disse:

– Eu sou o Deus Todo-Poderoso. Viva uma vida de comunhão comigo e seja obediente a mim em tudo. Eu farei a minha aliança com você e lhe darei muitos descendentes.

Então Abrão se ajoelhou, encostou o rosto no chão, e Deus lhe disse:

– Eu faço com você esta aliança: prometo que você será o pai de muitas nações. Daqui em diante o seu nome será Abraão e não Abrão, pois eu vou fazer com que você seja pai de muitas nações. Farei com que os seus descendentes sejam muito numerosos, e alguns deles serão reis. A aliança que estou fazendo para sempre com você e com os seus descendentes é a seguinte: eu serei para sempre o Deus de você e o Deus dos seus descendentes. Darei a você e a eles a terra onde você está morando como estrangeiro. Toda a terra de Canaã será para sempre dos seus descendentes, e eu serei o Deus deles.

♦ ♦ ♦

O anúncio do nascimento do filho de Sara e Abraão

Gênesis 17.15-22. O nome Isaque significa "riso".

"Depois Deus disse a Abraão:

– De hoje em diante não chame mais a sua mulher de Sarai, mas de Sara. Eu a abençoarei e darei a você um filho, que nascerá dela. Sim, eu a abençoarei, e ela será mãe de nações; e haverá reis entre os seus descendentes.

Abraão se ajoelhou, encostou o rosto no chão e começou a rir ao pensar assim: “Por acaso um homem de cem anos pode ser pai? E será que Sara, com os seus noventa anos, poderá ter um filho?”

Então Abraão disse a Deus o seguinte:

– Quem dera que Ismael vivesse abençoado por ti!

Mas Deus respondeu:

– O que eu disse foi que Sara, a sua mulher, lhe dará um filho. E você o chamará de Isaque. Eu manterei a minha aliança com ele e com os seus descendentes, para sempre. Também ouvi o seu pedido a respeito de Ismael; e eu o abençoarei e lhe darei muitos filhos e muitos descendentes. Ele será pai de doze príncipes, e eu farei com que os descendentes dele sejam uma grande nação. Mas a minha aliança eu manterei com Isaque, o seu filho, que Sara dará à luz nesta mesma época, no ano que vem. 

Quando acabou de falar com Abraão, Deus subiu e o deixou."

♦ ♦ ♦

Os visitantes ilustres

Gênesis 18-1-15: Neste episódio, encontramos um fato que é descrito como teofania. As três figuras, revestindo a forma humana masculina, eram Jeová (18.1) e os outros dois eram anjos (19.1).

"O SENHOR Deus apareceu a Abraão no bosque sagrado de Manre. Era a hora mais quente do dia, e Abraão estava sentado na entrada da sua barraca. Ele olhou para cima e viu três homens, de pé na sua frente. Quando os viu, correu ao encontro deles. Ajoelhou-se, encostou o rosto no chão e disse:

– Senhores, se eu mereço a sua atenção, não passem pela minha humilde casa sem me fazerem uma visita. Vou mandar trazer água para lavarem os pés, e depois os senhores descansarão aqui debaixo da árvore. Também vou trazer um pouco de comida, e assim terão forças para continuar a viagem. Os senhores me honraram com a sua visita; portanto, deixem que eu os sirva.

Eles responderam:

– Está bem, nós aceitamos.

Abraão correu para dentro da barraca e disse a Sara:

– Depressa! Pegue uns dez quilos de farinha e faça pão. 

Em seguida ele correu até onde estava o gado, escolheu um bom bezerro novo e o entregou a um dos empregados, que o preparou para ser comido. Abraão pegou coalhada, leite e a carne preparada e pôs tudo diante dos visitantes. Ali, debaixo da árvore, ele mesmo serviu a comida e ficou olhando.

Então eles perguntaram: 

– Onde está Sara, a sua mulher?

– Está na barraca – respondeu Abraão.

Um deles disse:

– No ano que vem eu virei visitá-lo outra vez. E nessa época Sara, a sua mulher, terá um filho.

Sara estava atrás dele, na entrada da barraca, escutando a conversa. Abraão e Sara eram muito velhos, e Sara já havia passado da idade de ter filhos. Por isso riu por dentro e pensou assim:

– Como poderei ter prazer sexual agora que eu e o meu senhor estamos velhos?

Então o SENHOR perguntou a Abraão:

– Por que Sara riu? Por que disse que está velha demais para ter um filho? Será que para o SENHOR há alguma coisa impossível? Pois, como eu disse, no ano que vem virei visitá-lo outra vez. E nessa época Sara terá um filho.

Ao escutar isso, Sara ficou com medo e quis negar.

– Eu não estava rindo – disse ela.

Mas o SENHOR respondeu: 

– Não é verdade; você riu mesmo."

♦ ♦ ♦
O milagre da concepção

Gênesis 21.1-12. Deus faz com que o deserto se transforme em oásis, transforma o útero infértil em fonte de grande contentamento. Foi assim no passado, é assim nos dias atuais.

"De acordo com a sua promessa, o SENHOR Deus abençoou Sara. Ela ficou grávida e, na velhice de Abraão, lhe deu um filho. O menino nasceu no tempo que Deus havia marcado, e Abraão pôs nele o nome de Isaque. 

Quando Isaque tinha oito dias, Abraão o circuncidou, como Deus havia mandado. Quando Isaque nasceu, Abraão tinha cem anos. 

Então Sara disse:

– Deus me deu motivo para rir. E todos os que ouvirem essa história vão rir comigo. 

E disse também:

– Quem diria a Abraão que Sara daria de mamar? No entanto, apesar de ele estar velho, eu lhe dei um filho. 

O menino cresceu e foi desmamado. E, no dia em que o menino foi desmamado, Abraão deu uma grande festa. 

Certo dia Ismael, o filho de Abraão e da egípcia Agar, estava brincando com Isaque, o filho de Sara. Quando Sara viu isso, disse a Abraão:

 – Mande embora essa escrava e o filho dela, pois o filho dessa escrava não será herdeiro junto com Isaque, o meu filho.

Abraão ficou muito preocupado com isso, pois Ismael também era seu filho. Mas Deus disse:

– Abraão, não se preocupe com o menino, nem com a sua escrava. Faça tudo o que Sara disser, pois você terá descendentes por meio de Isaque."

♦ ♦ ♦
Agar no deserto, novamente

Gênesis 21.13-21.

"O filho da escrava é seu filho também, e por isso farei com que os descendentes dele sejam uma grande nação. No dia seguinte Abraão se levantou de madrugada e deu para Agar comida e um odre cheio de água. Pôs o menino nos ombros dela e mandou que fosse embora. E Agar foi embora, andando sem direção pelo deserto de Berseba. 

Quando acabou a água do odre, ela deixou o menino debaixo de uma arvorezinha e foi sentar-se a uns cem metros dali. Ela estava pensando: “Não suporto ver o meu filho morrer.” Ela ficou ali sentada, e o menino começou a chorar. 

Deus ouviu o choro do menino; e, lá do céu, o Anjo de Deus chamou Agar e disse:

– Por que é que você está preocupada, Agar? Não tenha medo, pois Deus ouviu o choro do menino aí onde ele está. Vamos! Levante o menino e pegue-o pela mão. Eu farei dos seus descendentes uma grande nação. 

Então Deus abriu os olhos de Agar, e ela viu um poço. Ela foi, encheu o odre de água e deu para Ismael beber. Protegido por Deus, o menino cresceu. Ismael ficou morando no deserto de Parã e se tornou um bom atirador de flechas. E a sua mãe arranjou uma mulher egípcia para ele."

♦ ♦ ♦
Sara é sepultada por Abraão

Gênesis 23.1.20

"Sara viveu cento e vinte e sete anos. Ela morreu na cidade de Hebrom, também chamada Quiriate-Arba, na terra de Canaã. E Abraão chorou a sua morte.

Depois saiu do lugar onde estava o corpo e foi falar com os heteus. Ele disse:

– Eu sou um estrangeiro que mora no meio de vocês. Portanto, me vendam um pedaço de terra para que eu possa sepultar a minha mulher.

Os heteus responderam:

– Escute, senhor! O senhor é para nós um chefe poderoso. Sepulte a sua mulher na melhor sepultura que tivermos. Nenhum de nós se negará a dar-lhe a sua sepultura. 

Aí Abraão se levantou, se curvou diante dos heteus e disse:

– Se vocês querem que eu sepulte a minha mulher aqui, por favor, peçam a Efrom, filho de Zoar, que me venda a caverna de Macpela, que fica na divisa das suas terras. Eu pagarei o preço total e assim serei dono de uma sepultura neste lugar. 

Efrom estava assentado ali entre eles, no lugar de reunião, perto do portão da cidade. Ele falou em voz alta, para que todos pudessem escutar:

– De jeito nenhum, meu senhor. Escute! Eu lhe dou o terreno de presente e também a caverna que fica nele. A minha gente é testemunha de que eu estou lhe dando o terreno de presente, para que o senhor possa sepultar a sua mulher. 

Mas Abraão tornou a se curvar diante dos heteus e disse a Efrom, de modo que todos pudessem ouvir:

– Escute, por favor! Eu quero comprar o terreno. Diga qual é o preço, que eu pago. E depois sepultarei a minha mulher ali. 

Efrom respondeu:

– Escute, meu senhor! O terreno vale quatrocentas barras de prata. O que é isso entre nós dois? Vá e sepulte ali a sua mulher. 

Abraão concordou e pesou a quantidade de prata que Efrom havia sugerido diante de todos, isto é, quatro quilos e meio, de acordo com o peso comum usado pelos negociantes. Assim, Abraão se tornou dono da propriedade de Efrom em Macpela, a leste de Manre, isto é, do terreno, da caverna e de todas as árvores, até a divisa da propriedade. Todos os heteus que estavam naquela reunião foram testemunhas dessa compra. Depois disso Abraão sepultou Sara, a sua mulher, na caverna do terreno de Macpela, a leste de Manre, lugar também conhecido pelo nome de Hebrom e que fica na terra de Canaã. Assim, o terreno que pertencia aos heteus e também a caverna que havia ali passaram a ser propriedade de Abraão, para servir como lugar de sepultamento.


♦ ♦ ♦
Abraão e Quetura

Gênesis 25.1-6:

"Abraão casou com outra mulher, que se chamava Quetura, e ela lhe deu os seguintes filhos: Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Isbaque e Sua. 

Jocsã foi o pai de Seba e de Dedã. Os descendentes de Dedã foram os assureus, os letuseus e os leumeus. Os filhos de Midiã foram Efa, Éfer, Enoque, Abida e Elda. Todos esses foram descendentes de Quetura. 

Abraão deixou tudo o que tinha para Isaque, mas deu presentes para os filhos das suas concubinas. E, antes de morrer, separou-os de Isaque e mandou que fossem morar na terra do Oriente.


♦ ♦ ♦

Abraão é sepultado pelos filhos Isaque e Ismael 

Gênesis 25.7-11:

Abraão viveu cento e setenta e cinco anos. Ele morreu bem velho e foi reunir-se com os seus antepassados no mundo dos mortos. Os seus filhos Isaque e Ismael o sepultaram na caverna de Macpela, que fica a leste de Manre, no campo de Efrom, que era filho de Zoar, o heteu. Este era o campo que Abraão havia comprado dos heteus; Abraão e Sara foram sepultados ali.

 Depois da morte de Abraão, Deus abençoou Isaque, o filho dele, que morava perto do “Poço Daquele que Vive e Me Vê”.

♦ ♦ ♦

Postagens paralelas:
Isaque, o sorriso de uma promessa
A providência de Deus no monte do sacrifício 
Mães Cristãs

Porções bíblicas: Nova Tradução na Linguagem de Hoje (Sociedade Bíblica do Brasil - SBB).

E.A.G.

Será que o estilo de vida de Sodoma pode existir no coração de um cristão?


A esposa de Ló olha para trás e é transformada em estátua de sal.

Kent Hughes
Tradução livre: Eliseu Antonio Gomes


Se tivéssemos acesso apenas a história da vida de Ló, conforme narrada no livro de Gênesis, jamais teríamos a possibilidade de saber que Ló era uma pessoa crente. Entretanto, de acordo com três descrições em 2 Pedro, ele era um homem justo, comprometido e perturbado. Além disso, era "afligido" pela vida em Sodoma. A explicação que encontramos, no capítulo 2 e versículos 7 e 8, escrita de maneira minuciosa por Pedro, é a seguinte:
"... o justo Ló, afligido pelo procedimento libertino daqueles insubordinados (porque este justo, pelo que via e ouvia quando habitava entre eles, atormentava a sua alma justa, cada dia, por causa das obras iníquas daqueles) ..." - (RA)
Ironicamente, apesar de Ló revoltar-se por causa do estilo de vida das pessoas em Sodoma, a cidade de Sodoma estava em sua alma. Então, podemos concluir que, apesar de um crente sentir aflição por causa das coisas que presencia neste mundo, inconscientemente, ao mesmo tempo ele corre o risco de sentir-se atraído e aceitar o sentimento de afeição pelo mundo.

Não existe nenhum indício de que Ló tenha sido um agente influenciador para os habitantes de Sodoma. Conquanto tenha morado por muitos anos naquela sociedade, fosse um morador de destaque ali, agiu de modo decepcionante, pois não foi uma pessoa influente entre seus amigos. Ló foi uma decepção total. Quando o julgamento divino sobreveio sobre Sodoma, nenhuma pessoa justa foi achada fora de sua família. Não havia conhecidos, vizinhos, ninguém entre os seus servos sabia quem era o Senhor. Seu apelo aos sodomitas diante de sua porta não foi respeitado por eles. Suas palavras não eram ouvidas como sérias, não eram recebidas como algo que merecesse atenção.

A tragédia maior; o exemplo de Ló não colaborou para levar sua família e parentes ao céu. Nenhum indivíduo dos seus círculos familiar e de amizades temia a Deus. Ao avisar aos genros que deveriam escapar da iminente destruição das cidades, pensaram que ele agia como "zombador". As palavras de Ló não possuíam conteúdo porque ele era vazio. Além disso, os hábitos de Ló não inspiraram sua esposa a desapegar-se da cultura de Sodoma. Ao afastar-se daquela localidade, seu coração permaneceu lá, portanto, não conseguiu resistir a olhar para trás e por este motivo foi destruída junto com Sodoma e Gomorra. A mulher que gerou suas filhas, a pessoa mais íntima de Ló, que conhecia muitos detalhes de sua alma, não enxergou nada nele ou em sua fé que indicasse a ela a direção da terra ao céu.

Inclusive, não há dúvida que o modo que Ló escolheu para viver causou à anexação do espírito de Sodoma no coração de suas duas filhas. A maneira dissimulada de agir que ambas demonstraram ter, era conduta comum em Sodoma. Ló tinha sua parcela de culpa nisso. Este comportamento disfarçado era movido por natureza espiritual negativa, portanto, concentrava em seu âmago efeito mortal.

Segundo descreve Pedro, particularmente Ló estava "afligido" por causa das ações depravadas dos ímpios e sua alma estava angustiada, mas guardava para si este estado interior, porque era uma personalidade de destaque na cidade. Usar a sinceridade prejudicaria a sua imagem perante aquela comunidade. Assim, Ló acostumou-se a fazer-se de cego, surdo e mudo quanto ao que via, não manifestava opinião quando via atos de abusos sociais e transgressões sexuais em Sodoma. Apesar de abominar, não praticar e abominar, nunca marcou posicionamento algum contra os pecados que eram cometidos. As blasfêmias e as conversas obscenas tiveram com reação de Ló um sorriso falso, a estratégica mudanças de assunto e de ambientes, com todo o cuidado de manter a aparência "politicamente correta".

As filhas do sobrevivente Ló conviveram com a figura de um pai que possuía grande habilidade de esconder suas opiniões, elas não esqueceram de sua negligência em seu dever paternal de educá-las, tinham na memória sua deslealdade torpe ao lhes oferecer como objetos sexuais para uma turba de homens inflamados de Sodoma, torpeza esta com a finalidade de apaziguar seus ânimos exaltados. Então, quando aconteceram as sucessivas seduções incestuosas, as filhas apenas usaram o método do engano, que receberam de herança. Nas profundezas de uma caverna,foi servido a Ló um copo escuro que continha vinho misturado com fraude e deslealdade. A desonra que Ló foi vítima por parte de suas filhas é uma situação incomum, numa circunstância de ironia cruel, pois ele realizou o ato vergonhoso que havia sugerido que os homens de Sodoma fizessem. Realmente, ele havia plantado no coração de suas duas filhas as sementes de Sodoma.

A postura insensata de Ló foi esta: embora o mundanismo de Sodoma afligisse sua alma justa, preferiu continuar vivendo o mais próximo possível de tudo que lhe causava aflição, até o último momento de seu final amargo. E a sequela foi que, apesar de Deus ter julgado os moradores de Sodoma, com exceção de Lós e as filhas, Sodoma renasceu em suas vidas.

Constata-se, assim, que é provável acontecer na vida de crentes como nós, gente realmente incomodada com o curso deste mundo, a adoção de atitudes pertencentes a cultura de Sodoma, é possível renascer tais atitudes na vida de crentes porque no coração do crente pode haver alguma espécie de relação com o sistema de vida mundano.

E.A.G.

Fonte: Westminster Theological Seminary | Título original: Does Sodom Live in our Souls?

domingo, 27 de novembro de 2016

Lucas 1.37 - A definição de milagre


Adorando a Deus em meio a calamidade

Por Eliseu Antonio Gomes

Quem foi Josafá (1 Crônicas 22.41-50; 2 Crônicas 17.3, 7-11).

Josafá foi o quarto rei de Judá depois de Asa, seu pai, que reinou por quarenta anos.

Aos 35 anos de idade, Josafá se tornou co-regente com seu pai, até a morte deste. Quando Asa veio a falecer, foi sucedido pelo filho Josafá, que governou por 25 anos (870 a 848 a.C.). A mãe de Josafá chamava-se Azuba, filha de Sili.

A perigosa aliança com Acabe e o casamento de Jeorão com Atalia (2 Reis 8.18). 

Josafá era contemporâneo de Acabe, rei de Israel, homem perverso, sem temor ao Senhor em seu coração, responsável pela desgraça que se abateu sobre o povo de Deus. Desejando que houvesse paz entre Judá e Israel, Josafá fez uma aliança com a casa de Acabe casando seu filho Jeorão com Atalia, a filha de Acabe e Jezabel. A rainha Jezabel, adoradora dos deuses fenícios, tinha fortes influências sobre o marido e os filhos, o que consequentemente trouxe derrota moral, física e espiritual sobre o povo de Judá. Quando Atalia tomou posse do trono de Judá, induziu Israel à apostasia por seis anos.

Apesar do ato de aliança militar equivocada, selada por meio de um matrimônio que caracteriza um jugo desigual que abriu a porta à adoração a Baal no reino de Judá, Josafá foi considerado um bom rei, pois Deus conhecia Josafá, sabia que havia temor em seu coração.  

A amizade ruim e a repreensão do Senhor (2 Crônicas 19.1-2; 22.1-38).

Fazendo valer a aliança, em 853 a.C., Acabe persuadiu Josafá a se juntar a Israel e entrar em uma guera, com o objetivo de desarraigar os tiros e tomar Ramote-Gileade da Síria. Acabe tinha um plano perverso contra Josafá nesta ocasião, planejava sua morte durante  a batalha. Mas Josafá sobreviveu e Acabe foi fatalmente ferido enquanto pelejava (2 Crônicas 18.33).

Após este fato, Deus levantou ao profeta Jeú, que em sua profecia condenou duramente o acordo com Acabe. Ao receber a repreensão do Senhor através da mensagem entregue por Jeú, Josafá humilhou-se, despertou-se para restabelecer o lugar de Deus na vida do povo e implementou as reformas estruturais no governo das cidades de Judá.

A ira do Senhor foi desviada de Josafá quando ele resgatou a ordem de justiça no território de Judá, e deu um novo estado de segurança, de justiça, de prosperidade material e espiritual às famílias que compunham o seu reinado.

A prosperidade e o avivamento espiritual no reino de Josafá.

Diz o texto de 2 Crônicas que Josafá andou nos primeiros caminhos de Davi e não praticou idolatria. O rei Josafá entendeu de início que o seu reino só prosperaria se servisse a Deus. Por causa desta consciência, podemos classificar o reino de Josafá como instrumento muito importante ao reavivamento espiritual para a nação de Israel.

No terceiro ano de seu reinado, Josafá estabeleceu um sistema para administrar a justiça em todos os lugares em que imperava o seu governo. Visando estabelecer a ordem entre o povo, nomeou juízes capazes de julgar as causas conflitantes em todo o reino. Eram seus melhores oficiais, os quais deveriam  administrar a justiça sem temor, sem favores e sem suborno. Josafá também conduziu algumas reformas para melhorar a situação religiosa, instruindo pessoalmente o seu povo acerca do Deus de Israel  e enviando os sacerdotes e levitas de cidade em cidade, aos sábados, para ensinarem ao povo a obedecer e respeitar à Lei e os mandamentos do Senhor, e o modo correto de cumprir seus deveres para com o próximo. O resultado foi o temor do Senhor sobre as nações e sobre os reinos ao redor de Judá (2 Crônicas 17.7-10).

A crise política que o rei Josafá teve que enfrentar (2 Crônicas 20.6-12).

Em meio às alterações positivas que Josafá realizou em seu reino, surge uma crise política externa, provocada pelos moabitas, que declararam guerra contra Judá. A invasão estava em curso dalém do mar, pela região do mar Morto.

Josafá havia fortificado as cidades de seu reino. Mas visto que os moabitas, amonitas e edomitas (povo "das montanhas de Seir") haviam unido forças com os amonitas e os dois exércitos rumavam no sentido de cruzar o Mar Morto em direção de En-Gedi, com cavalos, armas de guerra poderosas, a invasão era difícil de ser impedida. Ele sabia que não tinha condição de escapar, usando apenas estratégia e força humanas. Então, perante o iminente ataque de nações inimigas a Judá, em aflição e desespero, invocou o nome do Senhor e convocou novamente o povo para uma consagração em todo o território nacional, a ser realizada com jejum e oração a Deus, com a finalidade de buscar a ajuda e a direção de Deus, clamando para que o Senhor interferisse naquele ataque das três nações inimigas.

Deus é o nosso socorro

Deus respondeu ao clamor, enviou a voz profética de Jaaziel, declarando: "Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão, pois a peleja não é vossa, mas de Deus. Amanhã, descereis contra eles; eis que sobem pela ladeira de Ziz; encontrá-los-eis no fim do vale, defronte do deserto de Jeruel. Neste encontro, não tereis de pelejar; tomai posição, ficai parados e vede o salvamento que o SENHOR vos dará, ó Judá e Jerusalém. Não temais, nem vos assusteis; amanhã, saí-lhes ao encontro, porque o SENHOR é convosco" (2 Crônicas 20.16-17).

Deus colocou emboscadas contra os inimigos de Israel para os confundir, de modo que os soldados moabitas e amonitas, ao invés de atacarem Judá, atacaram os soldados edomitas, que vinham com eles para invadir Israel. E, confusos, guerrearam entre si até que todos eles caíssem mortos. Diante da vitória contra seus inimigos, Josafá exaltou e adorou ao Senhor. Seu coração foi afligido pelo temor, e toda a população de Judá entendeu que era chegado o tempo de cantar, e louvaram a Deus cantando. 

A chave da vitória

A narrativa bíblica da história de Josafá nos traz preciosas lições que nos mostram uma liderança espiritual, sujeita a falhas como qualquer outra liderança, mas alicerçada em princípios de temor a Deus. As lições dessa liderança são úteis para a igreja de Cristo nos tempos de hoje, quando travamos luta contra potestades espirituais desestabilizadoras. Também, aprendemos com Josafá, princípios com os quais crescemos em nossa fé em Deus.

O mundo da atualidade vive momentos difíceis. No século 21, o cenário que se vê é de assustar. Crise econômica, atentados terroristas, terremotos, desastres ambientais, os quais deixam centenas de desabrigados, hospitalizados e vítimas fatais. O povo brasileiro vê, tanto na política quanto na economia, muitos motivos para desanimar e perder a esperança, A previsão de especialistas para o futuro próximo não é nada otimista. Segundo eles, deverá haver queda de investimentos das empresas e desemprego. Assim, aqueles que têm a mente conformada com este mundo, são afetados pelo clima de desânimo e desesperança. No entanto, todo pessimismo passa longe das pessoas que têm fé no Senhor.

Em momentos de crise, a oração é uma fonte de força sobrenatural. Judá e seu povo se depararam com o tipo de dilema que todos nós enfrentamos mais de uma vez na vida; e não sabemos como resolver. Em tempos de crise, façamos como Josafá fez, busquemos ao Todo-Poderoso, uma vez que esta iniciativa é a garantia do favor de Deus. Não tentemos resolver as situações difíceis sozinhos. Oremos, jejuemos, pois ao reconhecermos a soberania de Deus, experimentamos uma reforma verdadeira e segura em nossas vidas. somos abençoados com o livramento do Senhor,

As portas de escapes para vencer as crises são o conhecimento de Deus e a confiança nEle. Através do conhecimento e da prática da Bíblia Sagrada - que contém a Palavra de Deus em suas páginas mostrando a vontade do Senhor para nós -, o cristão é capaz de tratar corretamente os problemas que o fustigam, ganha condições de superar a crise financeira, e outras espécies de crises. Conhecendo o que Senhor determina para sua vida, o crente em Cristo faz uso da sabedoria que vem do alto para opor-se às circunstâncias aflitivas. A confiança no Altíssimo o habilita a tratar qualquer adversidade com a superioridade da autoridade espiritual. Ele vive de acordo com a doutrina de Jesus, sabe que é possível ter muitos depoimentos de vitórias para contar, pois controlado pelo Espírito, alimenta expectativas certas, realiza as coisas certas em momentos oportunos.

Para aqueles que estão com receio quanto ao seu futuro, em meio das péssimas previsões econômicas para o Brasil e outros países, a saída é seguir à orientação da Palavra do Todo Poderoso. Então, como praticante do ensino de Jesus, tenha bom ânimo, esforce-se, siga adiante. Caso seja empresário, gere e mantenha empregos, incentivando a economia; se é professor, apesar das dificuldades dessa profissão, busque ensinar com o máximo de esmero. Independente da sua área profissional, aprimore-se em suas atividades, esteja sempre confiante na decisão de Deus em abençoá-lo. Agindo com fé no Senhor, você terá inúmeras conquistas nos momentos inseguros que atravessar.

Conclusão

Temos a tendência de diminuir nossa devoção ao Senhor quando usufruímos de momentos de paz e prosperidade, quando não falta dinheiro no bolso, quando temos saúde abundante, quando tudo está aparentemente em paz. Não devemos agir assim, mas praticar a sabedoria do apóstolo Paulo, que sabia viver em fidelidade em todas as circunstâncias: sabia estar satisfeito com muito e com pouco, estar alegre durante a fome ou quando alimentado, com as mãos vazias ou cheias de recursos financeiros (Filipenses 4.10-14).

Em tempos de bonança, nunca esqueça de agradecer a Deus. E em momentos de crise, deixe nas mãos de Deus as suas preocupações, apresente seus problemas. Peça-lhe que indique a direção para seus caminhos e confie no amor dEle, que aperfeiçoa os objetivos que você tem.

Usufrua do amor do Senhor por você. Tudo o que Deus concede ao cristão é importante. Por intermédio de ações simples do cotidiano, o Senhor usa o crente em Cristo para falar do seu amor a alguém e para que muitos reconheçam que Ele é o Salvador de todo aquele que nEle crê. Diante de quem tem este tipo de entendimento e ação, não há dificuldade que permaneça resistente por muito tempo, nem aflição interminável. Faça uso do seu conhecimento em Deus e esteja preparado para receber bênçãos, para viver dias melhores, afinal, a fé em Jesus nos conduz em triunfo (2 Coríntios 2.14).

A oração e o louvor a Deus constituem a arma poderosa do crente na luta contra o inimigo. Assim, como Deus deu o livramento a Josafá e todo o povo de Judá, Ele também dará o livramento a você, sempre que precisar.

E.A.G.

Compilações:
Ensinador Cristão, ano 17, nº 68, outubro - dezembro de 2016, página 41, Rio de Janeiro (CPAD).
Lições Bíblicas - Professor - O Deus de toda Provisão, Esperança e sabedoria divina para a Igreja em meio às crises, Elienai Cabral, 4º trimestre de 2016, páginas 71 a 75, Rio de Janeiro (CPAD).
O Deus de Toda Provisão - Esperança e sabedoria divina para a Igreja em meio às crises; Elienai Cabral; páginas 113 a 121; 1ª edição 2016; Rio de Janeiro (CPAD).

sábado, 26 de novembro de 2016

Russell Phillip Shedd - Morre um dos mais importantes teólogos entre os brasileiros


Russell Phillip Shedd: uma vida de amor à Palavra de Deus Com enorme pesar, informamos que nosso fundador e presidente emérito, o dr. Russell Phillip Shedd, faleceu na madrugada de hoje.

O velório será a partir de amanhã (27/11) na Igreja Bíblica Evangélica da Comunhão, Rua Tito 240, Vila Romana – São Paulo. Haverá um culto às 10h deste domingo. O enterro será na próxima quarta-feira (30/11) às 14h no Cemitério da Paz, Rua Doutor Luiz Migliano, 644, São Paulo.

Juntamente com a igreja brasileira, lamentamos profundamente a perda deste servo valoroso, que deixará uma lacuna irreparável. Ainda assim, alegramo-nos no Senhor por saber que ele, tal como o Apóstolo Paulo, combateu o bom combate, terminou a carreira, guardou a fé e tem reservada para si a coroa da justiça.

Fiel mensageiro da Palavra, o dr. Shedd foi incansável em seu ministério, tendo percorrido todo o Brasil como conferencista e professor, pregando e palestrando em congressos, igrejas, seminários e faculdades de Teologia. Foi exemplo extraordinário de uma vida de amor à Palavra. A literatura e o ensino teológicos no Brasil devem muito à incansável, inspiradora e comovente dedicação desse grande servo de Deus.

Ele deixa a esposa, dona Patricia Shedd, com quem foi casado por 59 anos, além de 5 filhos (Timothy, Nathanael, Pedro, Helen e Joy), 14 netos (Laura, Kelley, Rebecca, Katherine, Leander, Cayenne, Henry, Jonathan, Michael, Stephanie, Evelyn, Scott, Susan e Katie) e uma bisneta (Izabella).

O velório será a partir de amanhã (27/11) na Igreja Bíblica Evangélica da Comunhão, Rua Tito 240, Vila Romana – São Paulo. O enterro será na próxima quarta-feira (30/11) no Cemitério da Paz, Rua Doutor Luiz Migliano, 644, São Paulo.

Em breve daremos mais detalhes.

Um breve relato da vida e da obra de Russell Shedd. Nasceu em Aiquile, pequena cidade boliviana, no ano de 1929. Aos dez anos de idade, já falava espanhol, inglês e aprendera também o dialeto local. A semente de seu amor à Palavra germinou já na mais tenra infância, quando o menino acompanhava os pais, Leslie e Della Shedd, ambos missionários, em percursos evangelísticos pelas aldeias da Bolívia.

No início da adolescência, volta com os pais e irmãos para os Estados Unidos e cursa o segundo grau em duas instituições: Westervelt Home e Wheaton College Academy. Depois disso, a profunda sede pelo conhecimento da Palavra leva o jovem Shedd a uma intensa jornada de cursos. Primeiro, estuda Teologia no Wheaton College, onde recebe o grau de bacharel com especialização em Bíblia e Grego. Depois, decide fazer um mestrado em estudos do Novo Testamento na Wheaton College Graduate School. Muda-se então para o estado da Filadélfia e matricula-se no Faith Seminary, onde adquire o título de mestre em Teologia, em 1953. Dois anos depois, aos 25 anos de idade, conquista o grau de doutor em Filosofia (PhD) na renomada Universidade de Edimburgo, na Escócia. Em 1955, volta para os Estados Unidos e aceita o cargo de professor no Southeastern Bible College, em Birmingham, no estado do Alabama, onde conhece uma aluna, Patricia Dunn, com quem viria a se casar em 22 de junho de 1957.

Tendo os olhos e o coração voltados para a obra missionária, em 1959 o jovem casal é enviado pela Conservative Baptist Foreign Mission Society (CBFMS) para Portugal. Ali, Russell Shedd recebe com grata satisfação o encargo de acompanhar um ministério de literatura em formação. Denominado “Edições Vida Nova”, esse ministério fora fundado com o propósito de fornecer textos teológicos básicos e obras de referência bíblica para estudantes, professores e pastores.

Passados três anos, Russell Shedd e os demais missionários notaram que o programa de publicações sofria duas sérias limitações: os altos custos de impressão e a baixa e lenta demanda dos livros na minúscula comunidade evangélica portuguesa. Após muitas orações e deliberações, os olhos dos missionários voltam-se para um país do outro lado do Atlântico, com uma comunidade evangélica maior e em franco crescimento, contando ainda com a possibilidade de baixos custos na produção editorial. O plano inicial era que Russell Shedd ficasse dois anos no Brasil com o objetivo de implantar uma ação editorial em São Paulo e depois voltasse para Portugal. Em agosto de 1962, o casal Shedd chega ao Brasil, onde permanece, sem retornar a Portugal, e onde Russell Shedd passa a ensinar e a inspirar amor à Palavra de Deus, dando continuidade ao ministério de Edições Vida Nova. Ele sempre se dedicou de corpo e alma ao estudo e ao ensino das Escrituras, seja na área do ensino teológico, seja na área de publicação de livros evangélicos que facilitassem a compreensão e o conhecimento das Escrituras, sendo mais de 25 deles de sua autoria. Por muito tempo esteve à frente do ministério de Edições Vida Nova e, embora há vários anos tivesse passado a presidente emérito, jamais deixou de amar e participar dessa obra. Também atuou como consultor da Shedd Publicações. Sua influência perdura até hoje mesmo depois de aposentado, sendo um ativo influenciador de líderes e membros da igreja brasileira.

Na Faculdade Teológica Batista de São Paulo foi professor de Novo Testamento e diretor do Departamento de Novo Testamento e Exegese. Lecionou também em outras renomadas instituições ao redor do mundo.

Somos profundamente gratos a Deus pela forma maravilhosa em que usou o dr. Shedd para influenciar e impactar a todos a quem ele teve a oportunidade de discipular, usando-o também por meio de aulas e palestras e dos muitos livros escritos ou editados por ele. Com certeza, seu exemplo e ensino serão seguidos por muitos anos. Todos os que o conheceram só podem dizer, juntamente com ele, Soli Deo gloria!

Fonte: Editora Vida Nova

Fidel Castro morreu



Esta notícia sobre a morte de Fidel Castro, pela avançada idade dele, porque em julho de 2006 passou suas funções de comandante supremo das Forças Armadas, secretário-geral do Partido Comunista de Cuba e de presidente do Conselho de Estado ao irmão, Raúl Castro, e por ele ter renunciado ao posto de maior mandatário da ilha em fevereiro de 2008 - transferindo a função ao irmão Raúl - e estar afastado totalmente do Partido Comunista desde de 2012, não deve ter surpreendido muita gente. Ele estava doente, uma doença que não declarou publicamente.

O líder da Revolução Cubana, que conquistou o poder em Havana em 1959, aplicando um golpe de estado contra o então presidente Fulgêncio Batista, contando com a ajuda de Che Guevara e de Raúl.

Ele permaneceu no poder por 49 anos. Casou-se duas vezes, foi pai de sete filhos com três mulheres. Ao morrer, estava com 90 anos. O irmão anunciou a morte do ditador através da televisão estatal cubana.

Com este acontecimento, talvez, a declarada ideologia marxista-leninista, tida como base ideológica do governo de Fidel, também tenha seu fim em Cuba. Creio que seria ótimo ao paupérrimo povo cubano respirar Democracia e experimentar o capitalismo.

Nascimento: 13 de agosto de 1926. Falecimento: 25 de novembro de 2016. Seu  óbito ocorreu por volta de 22 horas, horário local (3h29 no Brasil).

Julio Severo, em seu perfil pessoal no Facebook, hoje: "Se Fidel se arrependesse, Jesus o perdoaria e salvaria. Mas é preciso lembrar que todas as pessoas que morrem sem Jesus vão para o inferno. Por isso, é tão importante que os seguidores de Jesus preguem o Evangelho. Por isso, Jesus morreu na cruz. Mesmo que uma pessoa não tenha cometido os pecados de Fidel, mesmo que ela tenha lutado a vida inteira contra o comunismo, se ela não conheceu o Salvador Jesus, o destino eterno dela é o inferno."

E.A.G.

Bom senso no uso da roupa e preços baixos sempre serão bem-vindos


Garotinha loura de cabelos cacheados brinca em balanço olhando para o alto.

Lindas e seminuas ou nuas

O mundo, que despreza o amor e sabedoria de Deus, está cheio de loucos da pior espécie, com apetites descontrolados. A exagerada exibição da beleza feminina, projeção sem qualquer critério, encanta mais do que gente sensata, acende a libido de multidões de doidos. E esta mesma beleza exposta, às vezes provoca mais do que admiração e elogio de muitos corações masculinos, é a ponte que arrasta essas mulheres indiscretas ao grande sofrimento, dor e lágrimas.

Só a Black Friday?

Diante de tamanha crise econômica no Brasil, quisera Deus abrir a cabeça e o coração de lojistas brasileiros para criarem diversas outras promoções, além de tantas que já inventaram. Abertura da cabeça, para haver não só a sexta-feira negra, mas também a black monday; black thursday; black wednesday... Coração aberto, para se desapegarem de lucros absurdos, para que se contentem com preços justos.

Falando em dinheiro e fama

Um amigo se queixa de que alguém ficou famoso e revelou-se pessoa orgulhosa e fria, agindo como se não o conhecesse mais. Disse ele: "Há pessoas mais chegadas a nós do que um irmão; até que o vírus da fama as alcance". Respondi-lhe: "Algumas pessoas nos surpreendem, negativamente, não apenas com a mudança de comportamento por causa da fama, basta a elas subirem alguns degraus no patamar de poder aquisitivo. Algumas, inclusive, se esquecem até de quem lhes estendeu as mãos nos tempos de vacas magras. Mas, deixa estar, oremos em favor dessa gente indiferente, afinal, todos somos falhos em alguma coisa...".

Impeachment ao Temer?

A fracassada turma de deputados federais, aliada da ex-presidente Dilma Rousseff, quer tirar Michel Temer da presidência da república. Ivan Valente, que está líder do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) anunciou na sexta-feira passada (25) que protocolará a solicitação na próxima segunda, na Câmara dos Deputados.

O Brasil não aguenta um impedimento atrás do outro. Se acontecesse de o processo obter êxito. sairíamos vivos, porém, aturdidos demais, sofridos como cães famintos virando latas de lixo por aí. Que a vida siga seu curso, mesmo que este curso não tenha mais o traçado natural que deveria ter. Aguardemos as eleições em data já agendada, e que nesta data votemos com sabedoria no próximo presidente, futuros governadores e senadores, torcendo para que nenhum político ficha-suja (sujeira ainda não descoberta) ocupe vaga que deve ser ocupada por gente de bem.

E.A.G.

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Você perdeu a audição?

Era uma vez um homem que desafiou Deus a falar. Ele orou assim:

- Faz a sarça ser consumida pelo fogo como fizeste por Moisés, Deus. E eu te seguirei.

- Derruba os muros como fizeste por Josué, Deus. E eu lutarei.

- Acalma a tempestade como fizeste na Galileia, Deus. E eu ouvirei.

E o homem sentou-se ao lado de uma sarça, junto a um muro, perto do mar e esperou Deus falar.

E Deus ouviu o homem, portanto Deus respondeu.

Enviou fogo, não para uma sarça, mas para uma igreja. Derrubou um muro, não de tijolos mas de pecado. Acalmou a tempestade, não do mar, mas de uma alma.

E Deus esperou a resposta do homem.

E esperou...

E esperou...

E esperou...

No entanto, por estar olhando para sarças, não para corações; para tijolos, não para vidas,; para mares, não para almas. O homem concluiu que Deus hão havia feito nada.

Finalmente, ele olhou para Deus e perguntou:

- Perdeste o poder?

E Deus olhou para o homem e disse:

Você perdeu a audição?

Extraído do livro "Na Jornada com Cristo - o roteiro de Deus para a realização pessoal", autoria de Max Lucado, página 36, 2ª reimpressão 2011, Editora Mundo Cristão.

Juiz Sérgio Moro, delegados da PF e procuradores pedem apoio de brasileiros para darem prosseguimento às investigações da Lava Jato e Zelotes



Juiz Sérgio Moro, delegados da Polícia Federal e procuradores pedem apoio ao honesto povo brasileiro em favor da continuidade da operação Lava Jato e repúdio contra a prática de corrupção política no Brasil.

Projeto de lei é do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado.

Com a mudança lei de abuso de autoridade (PLS 280/2016), as operações de confronto à corrupção, como a Zelotes e Lava Jato, podem ser prejudicadas, conforme declara a Associação dos Juízes Federais do Brasil (AJUFE). Segundo a entidade, diversos itens do projeto de lei do Senado Federal proporcionam a probabilidade de punição ao juiz pela circunstância de interpretar a lei, chegando ao ponto de criminalizar o trabalho judicial. De acordo com a AJUFE, o projeto tem a finalidade de intimidar juízes, desembargadores, ministros e outras autoridades na aplicação da lei penal, principalmente em casos de corrupção envolvendo a classe política, ocupantes de cargos públicos e empresários.

 "Se esse projeto for aprovado, haverá um efetivo risco às investigações. E eu não digo aqui sobre a Operação Lava Jato, porque isso transcende em muito a Operação Lava Jato. Isso diz respeito à independência da magistratura, isso é válido para toda e qualquer investigação, presente ou futura", afirmou Moro em discurso na tarde desta quinta-feira (28 de julho) em frente à sede da Justiça Federal de Curitiba contra o projeto que altera a lei de abuso de autoridade. [ 1 ]

Manifestação nacional dia 4 de Dezembro

"De repente a gente tem a sensação de que as coisas estão indo pelo ralo. Tantos meses de espera, tantas marchas e panfletagens, a crença de que o Brasil poderia sair da lama da corrupção e aí parece que as coisas avançam. Chegamos ao fundo do poço, mas começamos a voltar. A Operação Lava Jato começou a prender poderosos antes intocáveis. Finalmente, ocorreu o Impeachment. Ficamos todos na expectativa de que avançasse. Mas de repente o Legislativo - sujo, corrupto e cínico - na figura do senador Renan Calheiros, resolve dar fim a todo e qualquer processo que melhore o país. Com a cumplicidade do Executivo e, quem sabe, do Judiciário, desfigura o projeto das Dez Medidas Contra a Corrupção e atira no coração da Lava Jato com projetos de leis que, na prática, inviabilizam a continuidade da Operação. E o povo? Revoltado, desgastado e aviltado, o povo gostaria de ver Renan Calheiros na prisão. Mas, no momento, só nos resta ir às ruas de cada cidade brasileira dias 4 de Dezembro e colocar para fora nossa sede de justiça" - Blogueira Maya Felix em sua rede social, 24/11/16.

Concluindo

Não deixe de falar sobre isso. No ambiente de trabalho, da igreja, na roda de amizades, em casa - até mesmo com seus filhos adolescentes, que já possuem o direito de votar. A conscientização política precisa fazer parte do senso comum. Quando as pragas chegam à lavoura, se o agricultor resignar-se a apenas queixar-se, todo o campo plantado será destruído. Como eleitores, precisamos extirpar o ataque da peste chamada corrupção, para que o Brasil frutifique a atinja toda a potencialidade que ele tem para produzir os bons frutos de honestidade e senso de justiça. O produto exterminador deste mal é, agora, mostrar para a classe política a nossa indignação, e no período eleitoral renovar a turma de senadores e deputados federais fichas-sujas.

Causa em todos que são gente decente um sentimento de repugnância saber que senadores, cujos nomes estão envolvidos em "ações irregulares", todos muito bem remunerados e gozando de muitas regalias às custas de nossos impostos, usam a autoridade da gestão parlamentar legislando em causa própria. Os atos de Calheiros e sua tropa aliada, são dignos de repúdio total. A movimentação deles, com a intenção de safar-se das guarras da lei, tentando adulterar essas leis que os condenam, não são aceitas pelo povo brasileiro. Os eleitores de Alagoas devem ao Brasil o afastamento de Calheiros da vida pública, que no próximo pleito eleitoral os alagoanos o lancem no limbo do esquecimento.

E.A.G.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Falta feijão na mesa. Motorista evangélico no caminhão de cerveja. Protestos de rua em plena tarde de quarta-feira

Acessando, agora há pouco, meu perfil na rede social, encontrei três assuntos que saltaram aos meus olhos. Interagi comentando cada um deles. E compartilho os temas por aqui.

1 Falta feijão na mesa


Uma jovem senhora, nutricionista pernambucana, digitou o seguinte comentário em sua Linha do Tempo:

"Eu já escutei tanto absurdo sobre o feijão que resolvi fazer esse post para ajudar vocês. O feijão é um alimento típico do Brasil e da América Central e muitas vezes é abolido da alimentação diária por diversos mitos' (...). 100 gramas de feijão tem aproximadamente 15 gramas de carboidratos, é rico em fibras, ácido fólico, magnésio, potássio, ferro, fósforo e possui baixo índice glicêmico (...). Feijão azuki, vermelho, branco, verde, bolinha, rajado, carioca, fradinho, preto, jalo, moyashi proporcionalmente tem os mesmos nutrientes e todos podem ser consumidos. (...).

Minha opinião:

Infelizmente, o feijão tem sido comida ausente na mesa de muitas famílias brasileiras, não por opção pessoal, mas por causa da inflação. Está caríssimo!

2. O motorista evangélico dirigindo caminhão de bebidas alcoólicas


Ele revelou: "Sou Cristão, mas o meu emprego é em uma distribuidora de bebidas! Tenho uma esposa e um casal de filhos para sustentar. E então, pastor?

Minha opinião:

Deus é tão grande, tão poderoso, tão maravilhoso! Sendo Ele assim, qual seria a dificuldade, para Ele, em dar ao profissional do volante uma empresa para trabalhar, que não seja distribuidora de drogas (álcool é droga). Observação: não tenho a intenção de debater este tema, apenas expus meu pensamento ao assunto.

3. Protesto em plena quarta-feira, às 15 horas, é coisa de trabalhador ou de vagabundo?



Minha opinião:

Pela situação política que anda o Brasil, principalmente com as atitudes de Renan Calheiros tentando aprovar leis que façam parar o bom trabalho do juiz Sergio Moro, que atrapalhem as investigações da Polícia Federal (principalmente na Operação Lava Jato) e travem o trabalho de Promotores de Justiça - porque estão no encalço de políticos corruptos e os prendendo. Penso que passa da hora de o povo se mobilizar outra vez. Civilizadamente, é preciso sair pelas ruas em protesto, de norte a sul, leste a oeste. E que seja feita a mobilização numa noite de sexta-feira, ou numa bela tarde de domingo.

Entendo que aqueles que protestam no meio de semana, ou são desempregados ou funcionários públicos - escorados na lei que impede de desempregá-los, mesmo que não sejam bons funcionários. 

Muita coisa precisa mudar em nosso país!

E.A.G.

Dicas para não ser vítima e nem propagar boatos da Internet


,
Como não ser vítima de mentiras da internet.

Por mais de uma vez, fui testemunha de pessoas idôneas, que leram determinados conteúdos em redes sociais e, de pronto, acreditaram no conteúdo lido. Compartilharam o boato como se fosse fato. Talvez, porque o momento da leitura fosse de pura descontração, ou faltasse o tempo suficiente para apurar. Então, desprezaram a importância de agir criteriosamente, não cogitaram ser problema repassar a inverdade que receberam. 

• Confira as fontes da notícia.

Pergunte-se: Foi publicado em órgão de imprensa? Está na página oficial da pessoa citada na matéria? Há muitos sites de humor e páginas especializadas em inventar boatos. É sempre bom tomar cuidado para não espalhar o que não é um fato comprovável.

• Preste atenção para saber se o que lê não é notícia antiga.

Algumas notícias são verdadeiras, porém, são velhas, estão desatualizadas. 

• Seja um pouco cético ao que lê.

Use o bom senso. Se a notícia tem o ingrediente da bizarrice e do absurdo, então há alta probabilidade de que não seja informação verdadeira.

Confira se a notícia está assinada por um jornalista sério, que goza de boa credibilidade, veja se este jornalista tem passado profissional probo. Quando for fonte obscura ou anônima, busque a confirmação em outro lugar.

.• Não caia no alarmismo.

Notícias em tom sensacionalista, quase sempre não são verdadeiras, geralmente contam meias-verdades.. Na dúvida, jamais compartilhe.

• Leia a notícia completa.

Às vezes, o título é escrito de maneira distorcida, Distorção fora da ética profissional, com o objetivo de chamar a atenção. Se a matéria é lida, o leitor descobre que é enganado, constata que o conteúdo não tem quase nada a ver com o enunciado.

 Autoria desconhecida.

Quando manter as aparências custa caro


Injustamente, dão ao pavão a reputação de ser uma ave vaidosa  e exibida.
Dão ao pavão a reputação de ser uma ave vaidosa
 e exibida. Será que ele é?

Recentemente, assisti em um telejornal uma notícia interessante sobre uma pesquisa. A apuração feita era sobre os hábitos com o uso de dinheiro pela população da América Latina. O resultado apontava que o povo latino é composto de gente exageradamente gastadora, consumidora de muitas coisas supérfluas.

A produção da reportagem colocou um sociólogo para falar algo a respeito, ele concordou, fazendo o comentário que está no parágrafo abaixo.

"Nem sempre ter muitas coisas significa que a pessoa está indo bem na vida. Muitas vezes ter o celular moderno, ter o tênis de marca mais caro da loja, ter muitas roupas de grifes famosas para vestir, apenas significa que a pessoa sente necessidade de ostentar, porque só ostentando ela sente ser alguém. Em muitos casos, possuir e desfilar com o que tem (para que todos a vejam usando) é um sinal amarelo de alerta ligado, porque ela gasta muito mais do que pode gastar, não sabe poupar, o cartão de crédito vive estourando e as dívidas a perseguem feito uma bola de neve" - Infelizmente, não anotei o nome do sociólogo.

Conheci gente parecida com o comportamento descrito acima. Eu me recordo que, em determinada ocasião, sem querer, descobri que ela dirigia um belo carro novo usando sapato com a sola furada.

É atribuída autoria ao Pastor Claudio Duarte o seguinte conselho: "Não sinta vergonha de usar aparelho celular que não é de última geração, não ter um automóvel novo, precisar repetir roupas porque não possui muitas peças em seu armário. A vergonha que precisamos ter é viver de aparências, tentar passar aos outros a imagem de quem você não é."

E.A.G.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

As obras da carne e o fruto do Espírito


As obras da-carne e o fruto do Espírito. Lição nº 1. EBD - primeiro trimestre de 2017. CPAD - Obras da Carne e o Fruto do Espírito: Como o crente pode vencer a verdadeira batalha espiritual travada diariamente. Comentarista. Osiel Gomes.
Por Eliseu Antonio Gomes

A Carta aos Gálatas é uma das epístolas mais enérgicas que Paulo escreveu. Seu conteúdo nos permite vislumbrar o caráter cristão. Na ocasião da redação, o cristianismo corria o risco de ser transformado numa seita do judaísmo, os opositores do apóstolo tentavam convencer os cristãos, convertidos em seu ministério, a desistirem de seguir a doutrina de Cristo que ele anunciava.

Há duas correntes sobre os destinatários de Gálatas. A primeira teoria afirma que os destinatários seriam os cristãos da região conhecida como Galácia étnica, cujas cidades principais eram Ancina (Ankara, atual capital da Turquia), Pessino e Tavium.  A segunda teoria, mais aceitável, afirma que os destinatários localizavam-se na Galácia do Sul, a região abrangida pelas fronteiras da Licia e da Panfília, que o apóstolo visitou em sua primeira viagem missionária, quando pregou nas cidades de Antioquia da Pisía, Icônio, Listra e Derbe (Atos 13 e 14).

O assunto central da Carta aos Gálatas é "a verdade do evangelho" (1.6-10; 2.5, 14). Porém, o apóstolo teve quatro propósitos relacionados entre si ao escrever.
• Ele defendeu a legitimidade de seu apostolado;
• Redigiu a carta para afirmar, provar que a mensagem do Evangelho, fez tal afirmação com propósito apologético;
• Escreveu para enfatizar que Jesus foi crucificado, ressurgiu de entre os mortos, sendo o único meio de salvação para o ser humano mediante a fé (1.1; 3.1; 1 Coríntios 1.23; 15.1-11). Explicar que não havia "outro evangelho", que a observância de ritos cerimoniais não resultam em salvação (3.3; 4.10; 5.2,3, 6),
• Elaborou a missiva propondo aos leitores que o Evangelho fosse aplicado ao viver diário de cada cristão. É o que está contido no quinto capítulo e este artigo passa a focar nos parágrafos seguintes.
A guerra da carne contra o Espírito (5.17).

Existe, em todas as pessoas cristãs, uma luta diária entre a parte carnal e o Espírito Santo. A carne realiza um grande esforço para fazer oposição vigorosa; sempre reagindo negativamente a todos os movimentos do Espírito, opondo-se a tudo que representa a espiritualidade que agrada a Deus.

É dever de todo cristão impor a si mesmo viver segundo a influência e direção do Espírito Santo. Quando o crente tem esse cuidado, pode ter certeza de que, mesmo existindo conflito entre a nova e a antiga natureza corrompida, está em condições de fazer dura resistência contra ela e vencê-la em suas concupiscências. Embora a essência corrompida ainda esteja em nós, todavia, não tem domínio sobre nós, cristãos convertidos.

Muitos crentes não dão vez ao Espírito e, apesar de serem religiosos, vivem mais segundo os impulsos da carne do que segundo a orientação do Espírito. São religiosos carnais. Por outro lado, os cristãos que se entregam com inteireza de coração ao Senhor, suas vidas estão repletas de atos harmonizados com a personalidade e caráter de Jesus Cristo.

Obras da carne (5.19-21).

Satanás não perde oportunidades, tenta o cristão para que afaste-se da vontade de Deus, Aproveita-se da situação de inimizade entre a carne e o Espírito. Utiliza cada situação - que se consiste em comportamentos pecaminosos - com o objetivo de que o crente queira e pratique o mal. Em momentos de tentação, precisamos ser defensores persistentes do nosso pensamento, retendo a austeridade. 

O pecado possui sintomas e manifestações, da mesma maneira que as doenças apresentam determinados sinais. A enfermidade tem sintoma, entretanto o sintoma não é a enfermidade. Mesmo que o doente elimine o sintoma, ainda continuará com o estado de saúde alterado. O pecado também reúne e mostra sintomas. E Paulo apresenta uma lista deles, em Gálatas 5.19-21. A manifestação dessas coisas, contidas na lista escrita pelo apóstolo, aponta para a situação má, que reside no interior do coração humano: a trágica atitude rebelde de individualidade, que usurpa a autoridade de Cristo.

É evidente que as coisas das quais Paulo escreve são produtos de uma natureza corrupta e depravada. Todas elas são condenadas pela luz das Escrituras Sagradas.
Prostituição e lascívia. Pecados em que estão implícitas não apenas ações grosseiras, mas também pensamentos e palavras;
Idolatria e feitiçaria. Pecados contra o segundo e o primeiro mandamentos;
Inimizades e pelejas. Pecados contrários à lei do amor fraterno e contra o próximo;
Dissensões e homicídios. Pecados não somente contra a vida humana, porém, também, contra o nome e a reputação das pessoas;
Inimizades e pelejas.  Pecados contra o próximo e contra a lei real do amor;
Bebedices e glutonarias. Pecados contra nós mesmos.
Cabalmente, a prática do pecado impede o ser humano de entrar no céu. Deus, que é justo e santo, jamais admitirá que todo aquele que ama e pratica o pecado mantenha-se em sua presença, a não ser que primeiro se arrependa, seja lavado, santificado e justificado no nome de nosso Senhor Jesus Cristo. 

Fruto do Espírito (5.22-23).

Andar no Espírito é uma expressão que descreve a situação quando há uma nova natureza, uma nova criação agindo dentro da pessoa que recebeu a Cristo como Salvador.

Da mesma maneira que o pecado é chamado de obras da carne porque a natureza corrupta é o princípio que leva os homens a pecar, assim a graça é chamada de fruto do Espírito porque a nova natureza espiritual do crente procede do Espírito, tal qual o fruto procede da raiz.
Amor. Podemos criar convívios sadios e vitais - com Deus, nossa família e amigos. É possível satisfazer nossas profundas necessidades de dar e receber amor.
Ao manusear a Bíblia, ler e meditar sobre o fruto do Espírito em seu contexto, nos aprofundamos na exploração do conhecimento à construção de relacionamentos saudáveis: importante, perdoador, durável. Primeiro, precisamos amar a Deus e depois ao próximo por amor a Deus,
O objetivo por excelência da prática do amor na vida do cristão, através da perspectiva bíblica, é permitir que o mundo tenha contato com Deus através de nós e experimente seu amor por meio de nós. "Ninguém jamais viu a Deus; se amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós, e o seu amor é, em nós, aperfeiçoado" - 1 João 4.12.
A maior e a mais sublime de todas as virtudes é o amor, que é o "caminho mais excelente" à vida cristã (1 Coríntios 13). 
Gozo ou alegria. É o profundo sentimento pelo qual pode-se compreender o constante prazer em servir a Deus e também o júbilo na interação com os amigos. A alegria pode ser descrita como um estado emocional benigno que produz o acréscimo de bom ânimo.
Como fruto do Espírito, a alegria é uma emoção que não depende das circusntâncias adversas (1 Tessalonicenses 1.6, 7). Paradoxalmente, está presente nos lugares e momentos mais inesperados desta vida: em leitos de enfermaria  de hospitais, onde há pessoas enfermas; ao redor de uma mesa de jantar, quando o marido anuncia que foi despedido do emprego. Embora situações como estas sejam difíceis, elas podem ser experimentadas com alegria, pois o fruto do Espírito ajuda o cristão a sentir o amparo de Deus em momentos de crises.
É possível ao crente experimentar a alegria em tempos bons e também em meio às provações, pois, conforme declara a Bíblia Sagrada, nada, absolutamente nada, pode nos afastar do amor de Deus (Romanos 8.38-39). 
PazO crente é capaz de experimentar a paz que excede todo o ententimento humano (Filipenses 4.7), está apto a proteger a mente do estresse da vida diária, pois o fruto do Espírito é a fórmula criada por Deus para que enfrente e vença a ansiedade, obtenha segurança sob os cuidados do Espírito e viva relacionamentos de boa qualidade com os outros. 
O vocábulo para "paz" em hebraico é "shalom" e em grego é "eirene". O termo pode ser descrito como a tranquilidade da consciência e o bem-estar em todas as áreas da vida, pois é sinônimo de harmonia, plenitude, prosperidade e firmeza. Resulta das relações misercicordiosas de Deus para conosco. Gera uma personalidade e modo de agir pacíficos para com os outros.
A paz que o Senhor oferece é uma experiência nova a cada desafio, supera conflitos de todas as ordens, com vista a nos fazer crescer em nossa confiança no "Deus, em cuja mão está a nossa vida, e de quem são todos os caminhos" (Daniel 5.23). 
LonganimidadeÉ mais fácil brincar com a longanimidade dos outros do que ser longânimo. Todavia, saiba que Deus desenvolve a longanimidade em sua vida quando você passa po experiências frustrantes; quando outros falham em atender as suas expectativas; quando as pessoas de quem você depende lhe desapontam. Mais que isso: você sabe que está aprendendo a ser longânimo quando clama ao Senhor por ajuda e Ele parece estar de férias.
No entanto, vale a pena esperar pacientemente em Deus. Os benefícios da espera incluem a capacidade de influenciar outros em piedade, a certeza das bênçãos divinas, o conhecimento mais profundo do conteúdo das Escrituras, mais paciência e perdão dos outros e a segura esperança que nos sustenta mesmo em períodos de trevas, entre outras situações (Salmos 40).
Longânimo é a pessoa que tarda em irar-se (Tiago 1.19). Podemos definir a longanimidade como a habilidade de aguentar com paciência a afronta de pessoas contra nós. Também, como a capacidade de suportar e superar danos.
Deus é longânimo para conosco (Êxodo 34.6);
Benignidade. O conceito das palavras "benignidade" e "bondade" são muito próximos, tanto no idioma hebraico como no idioma grego, usados no Antigo e Novo Testamentos.
Define-se como pessoa benígna aquela que é misericordiosa e benevolente, que em sua maneira de ser se dispõe a ser afável e gentil, que continua a ser tratável mesmo quando destratada.
Todos os versículos do Salmo 136 exaltam a benignidade do Senhor. 
Bondade. A história do Bom Samaritano (Lucas 10.30-37) é repetida fora das páginas da Bíblia Sagrada todos os dias. Quer seja uma pessoa sem lar que dorme ao relento, quer seja uma família ao lado da estrada com o carro quebrado, ou um pedinte suplicando por uma esmola. Viramos o rosto para não vê-los ou alcançamos essas pessoas com um gesto de bondade? Tais oportunidades diárias nos estimulam a analisar como está a qualidade do nosso comportamento cristão.
A bondade pode ser explicada como a característica de uma pessoa  boa e clemente. Ela demonstra gentileza, não se recusa a fazer o bem a todos quando surge oportunidade.
A palavra traduzida do Antigo Testamento por bondade é "hesed". Ela é muito rica em significado A Nova Versão Internacional traduz este vocábulo como "amor" (129 vezes), "amor inefável" (32 vezes),"bondade" (quatro vezes), "bondade infalível (três vezes) e "bondade amorável" (uma vez). A palavra equivalente no grego, encontrada no Novo Testamento,  também é rica e variada em significação. É um termo amplo porque a bondade, como fruto do Espírito, expressa o amor de Deus em atitudes. 
No Salmo 143.10, o Espírito Santo é chamado de Bom Espíito;
Fé ou fidelidade. A fidelidade é descrita como lealdade de uma pessoa a outra, é conhecida através de ações francas, inabaláveis e constantes a quem estamos unidos pelo elo de promessa e compromisso. É manifestada em atos de justiça, honestidade e fidedignidade (Salmos 101.6).  
Todos nós precisamos de amigos fiéis, de pessoas que nos aceitam como nós somos, que buscam entrar em sintonia com os nossos melhores interesses, e que permanecem ao nosso lado durante os tempos de crises. Na verdade, é mais importante ser um amigo fiel do que ter um amigo fiel. 
O Senhor é apresentado na Bíblia como Deus fiel (Salmo 100.5; 1 Coríntios 1.9-19).  
• Mansidão. Pela ótica do mundo que jaz no malígno, pessoas mansas raramente são vistas como fortes. Elas preferem dar-se a si mesmas do que se autoafirmarem, preferem fazer uso de uma palavra agradável do que fazer uma observação ríspida, preferem persuadir mas não impor. O fruto do Espírito nos leva a entender que as  atitudes de mansidão revelam força.  
Uma pessoa robusta pode não ser mansa, mas uma pessoa mansa pode ser robusta. Em 2 Coríntios 10.1-11, Paulo é criticado por ser "tímido, "inexpressivo" e fraco como orador em público. Em vez de se defender e mostrar seus "pontos fortes" ele responde falando sobre a humildade e mansidão de Cristo (Mateus 11.29).
A mansidão é manifestada como brandura de gênio, índole pacífica e serena, qualidade que capacita a não ser facilmente provocado à ira (Salmo 37.11). 
Temperança. Nossas paixões carnais exercem uma poderosa influência sobre nós. O Tentador trabalha para nos induzir a utilizar essas paixões desordenadas em atividades que Deus jamais aprovaria. Quanto mais caminhamos nessa direção, mais elas firmam suas garras, nos escravizando.
Temperança também é um vocábulo traduzido ao português como domínio próprio. É a virtude de quem exerce o autocontrole em áreas fundamentais: a língua, o corpo, os desejos desenfreados, os apetites e as finanças. É a característica de quem é moderado, sensato, emocionalmente equilibrado; é a capacidade daquele que domina os ímpetos ruins e nunca é pessoa exagerada ao lidar com os prazeres da vida (Provérbios 19.11). 
Em Romanos 13, Paulo aconselha a nos revestirmos de Cristo, com a finalidade de sermos cristãos não somente na aparência, mas em todos os aspectos de nosso ser. Que de fato sejamos cobertos, pois Jesus nos deixou o exemplo de pessoa temperante diante das mais terríveis adversidades que encontrou em seu ministério (Lucas 9.51-56; 23.28, 35).
Conclusão.

O Espírito trabalha no coração e na vida das pessoas que dão ouvido a sua voz, testemunha ao mundo a respeito do Salvador. Age com a intenção de que as almas perdidas entreguem a vida ao Senhor e deixe-o assumir o controle e dar o suporte que possibilite-lhes vencer os desejos da carne. Concede a possibilidade para todos possuirem os nove ingredientes do fruto espiritual. Age eficazmente para que cada um seja pessoa amorosa, alegre, pacífica, longânima, benígna, bondosa, fiel, mansa e temperante.

A única solução eficaz contra o efeito nocivo do pecado é andar no Espírito, é nos sujeitarmos à instrução e direção da Palavra, pois nela o Espírito revela a vontade de Deus. Se há real tomada de decisão para andar conforme o Espírito, não haverá oportunidade para os desejos carnais. O fruto do Espírito, em quem quer que seja visto, claramente mostra que a pessoa é guiada pelo Espírito, e consequentemente, não mais vive oprimida debaixo da força escravizante do pecado.

O cristianismo não solicita de nós somente a renunciar ao pecado, mas a vivermos em integridade; não somente a desprezar as obras da carne, mas a gerar as nove características do fruto do Espírito. Permanecer na presença do Senhor nos ajuda a dominar os desejos contrários à vida íntegra e decente que Deus pretende que todos vivamos. 

No anseio de livrar-se da opressão do pecado, Deus provê repouso ao ser humano; é nossa escolha aceitar ou recusar sua proposta (Jeremias 6.16). 

E.A.G.

Compilações:

Bíblia com anotações A. W. Tozer, página 1407, edição 2013, Rio de Janeiro (CPAD).
Bíblia de Estudo de Avivamento e Renovação Espiritual, página 1176, comentários Enéas Tognini, edição 2009, Barueri/SP (SBB).
Bíblia de Estudo Matthew Henry, páginas 922, 1923, 1ª edição 2014, Rio de Janeiro, (Editora Central Gospel);
Bíblia do Pescador, Dr. Luis Ángel Diaz Pabón, páginas 786, 1220, 1266, 1346; 1ª edição 2014, Rio de Janeiro (CPAD).
Bíblia do Pregador Pentecostal, página 1782, edição 2016, Barueri/SP (SBB);
Série Fruto do Espírito - seis estudos para grupos ou indivíduos. Amor: Construindo relacionamentos saudáveis, Peter Scazzero. 1997, São Paulo. (Editora Vida).
Série Fruto do Espírito - seis estudos para grupos ou indivíduos. Bondade: Alcançando outras pessoas, Phyllis J. Le Peau. 1997, São Paulo. (Editora Vida).
Série Fruto do Espírito - seis estudos para grupos ou indivíduos. Domínio próprio: controlando nossas paixões. Jack Kuhatschek 1997, São Paulo. (Editora Vida).
Série Fruto do Espírito. - seis estudos para grupos ou indivíduos. Fidelidade: O fundamento da amizade verdadeira. Jacalyn Eyre 1997, São Paulo. (Editora Vida).
Série Fruto do Espírito - seis estudos para grupos ou indivíduos. Gozo: Como alegrar-se em qualquer situação. Phiyllis J. Le Peau. 1997, São Paulo. (Editora Vida).
Série Fruto do Espírito - seis estudos para grupos ou indivíduos. Longanimidade: Os benefícios da espera. Stephen Eyre. 1997, São Paulo. (Editora Vida).
Série Fruto do Espírito - seis estudos para grupos ou indivíduos. Mansidão: Mantendo-se firme na gentileza. Phyllis J. Le Peau 1997, São Paulo. (Editora Vida).
Série Fruto do Espírito - seis estudos para grupos ou indivíduos. Paz: Superando a ansiedade e o conflito. Jack Kuhatschek 1997, São Paulo. (Editora Vida).
Toda a Bíblia em um ano - Mateus a Filipenses, Darci Dusilek, volume 3, página 57 e 58, 9ª edição, 2013, Rio de Janeiro (Horizontal Editora).                        

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

Assuntos abordados em Belverede / clique sobre a palavra para acessar os artigos sobre o tema

.Vida Cristã .Artigo e Comentário .cosmovisão .Comportamento .Televisão .Devocional .Vídeo .CPAD .Política .Líderes e liderados .Blogosfera Evangélica .Lições Bíblicas .Pais e Filhos .Atualidade .Família .Louvores .Charge Tirinha Cartum e Gravura .Motivacional .Fé .Casamento .Dinheiro .Apologia Bíblica .Fruto do Espírito X Carne .Mulher .Sexualidade .Crente Politizado .Música .Silas Malafaia Pr .CGADB .Frases & Imagens Impactantes .Etimologia Bíblica .Saúde .Prosperidade .Profetas .Hermenêutica .Meio Ambiente e Sustentabilidade .Bom humor .Jovens .Livros e Leitores .redes sociais .Ateísmo e Agnosticismo x Fé .Conceitos e Preconceitos .Dupla Cidadania .Você sabia? .Cinema .neopentecostais .Personagens da Bíblia .Salmos .Antigo Testamento .Esporte .Grupo de Colaboradores em Belverede .José Wellington Bezerra da Costa - Pr .Dica de Blogueiro .Verdades e Mentiras .Introspecção .Natal .Soteriologia .Marco Feliciano Pr .Sociedade Bíblica no Brasil .Cosmovisão Cristã .Pérolas .Aborto .Ecologia .Escatologia Bíblica .Internet .Comunicado .Novo Testamento .óbito .pentecostalismo .Samuel Câmara-Pr .Gif .Teologia .Ana Paula Valadão Bessa .UBE .[Fotos Belverede] .Missões .Questões (des)complicadas .Facebook .RR Soares .animal doméstico .Belverede .Daladier Lima .Carlos Roberto Silva Pr:: Blog Point Rhema .Crônicas e fábulas .Namoro .Pneumatologia - A Doutrina do Espírito .Provérbios de Salomão .Fanatismo .Quem sou eu? .Aline Barros .Diante do Trono .Dízimos e ofertas .Poema e Poesia .Bíblia de Estudo .João Cruzue .Billy Graham .Catolicismo .Sermão do Monte .Virtualidade Real e Realidade Virtual .Editora Vida .Educação .Nani Azevedo .Política Brasileira .Páscoa .Gênesis .Guerra e Paz .Mulheres na Bíblia .Hamartilogia - A doutrina do pecado .Julio Severo .Sociedade Bíblica Trinitaria do Brasil .Jeremias .Nova Tradução na Linguagem de Hoje .Postagem Factual .Valmir Nascimento Milomen-Pb .Carta de Tiago .Geremias do Couto-Pr .Lília Paz .Virada de Ano .Crianças .Fotos - Templos Evangélicos .Homilética .Randy Glasbergen .Sammis Reachers .Altair Germano - Pr .Bem aventurança .Dia das Mães .animal selvagem .rádio .André Valadão .Angeologia .Arlete Oliveira .Arqueologia Bíblica .Carnaval .Livros da Bíblia .Mensageiro da Paz .Nova Versão Internacional .Opinião .Patmos Music .Banda Voz da Verdade .Editora Central Gospel .Geografia Bíblica .Priscila B Gomes .Rachel Sheherazade .Wilma Rejane .YouTube .Dia dos Namorados .Eclesiologia .Thalles Roberto EBD / sumário .Cassiane .Editora Vida Nova .Islamismo .Prêmio Carta de Paulo aos Filipenses .Editora Mundo Cristão .Ezequias Soares-Pr. .Jabes de Alencar - Pr. .LUCAS - O Evangelho escrito por Lucas .Magno Malta .Pesquisa .Primavera Smilinguido .Dia dos Pais .Exegese .Martinho Lutero .Cartas do Apocalípse .Cristologia .Dia das Crianças .animal aquático .pássaros na Bíblia .Barack Obama .Botânica .Charles Darwin .Editora Betânia .Fotos .Gutierres Siqueira .Insetos .Max Lucado .Shirley Carvalhaes .grafite X criacionismo versus darwinismo .A Bíblia Viva .Arminianismo .CONAMAD .Calvinismo .Ciclo das quatro estações .Eyshila .Fernanda Brum .Harpa Cristã .Jaime Kemp - missionário .Livro de Daniel .Lydia Moisés .Tania Guahyba .Twitter .Árvores da Bíblia .Donald Zolan .Marisa Lobo Charles Haddon Spurgeon .Abraão de Almeida-Pr. .Dia Internacional das Mulheres .Dia da Bíblia .Edições Vida Nova .Futebol .Josué Gonçalves - Pr. .Livro de Jeremias .Montes da Bíblia .Neiva Silva .Outono .Paulo César Baruk .Reinaldo Azevedo .Soraya Moraes .Verão .Walter Brunelli - Pr. .teatro .Abba Press .Bruna Karla .Carla Ribas .Dia de Finados .Esdras Costa Bentho-Pr .Evangelho de Mateus .Instagram .Inverno .Livro de Jó .Michael W. Smith .Oficina G3 .Oprah Winfrey .Política Internacional .Regis Danese .Silas Daniel - Pr .Valdomiro Santiago - Apóstolo .Vanderleia M. Silva Yosef Nadarkhani .Albert Einstein .Antonio Gilberto - Pr .Claudionor de Andrade - pastor .Cristina Mel .Dia da Mentira .Editora Chamada da Meia-Noite .Flamir Ambrosio .Gediel Mendes .Gunnar Vingren .Jorge Tadeu Mudalen .João Ferreira de Almeida .Lauriete .Lázaro (ex-Olodum) .Morris Cerullo .Slide . A. W. Tozer . Pregador Luo . Silmar Coelho - pastor .Adhemar Campos .August Rodin .Bom dia .CPAD Music .Carta aos Romanos .Davi - rei .Dia Nacional da Consciência Negra .Elaine de Jesus .Hillsong .John Piper .Lea Wasiliew .Livro de Êxodo .Livro do Apocalipse .Lucilene Batista de Brito Shirota .Nito [Rubens Eduardo] .Nova Bíblia Viva .Quarteto Harmonia Celeste .Retrospectiva 2017 .Rose Nascimento .Superstições e Lendas Urbanas .Timidez e Ousadia .orai por Israel .publicidade WhatsApp .Alan Kardec .Amizade .Apocalípse 16 .Bete Gomes .Canon .Carta aos Efésios .Casamento em jugo desigual .Central Gospel Music .Daniel Berg .Danielle Cristina .David Quinlan .Dia do Trabalho .Editora Hagnos .Eduardo Cunha .Elinaldo Renovato - pastor .Enéas Tognini - Pr. .Genivaldo Tavares de Melo .Gesiel Gomes - Pr. .Google .Hernades Dias Lopes .João Alexandre .Livro de Isaías .Livro de Rute .Lourival de Almeida - Pr .MK Music .Marcelo Santos .Martin Luther King .Pedofilia .Pena de Morte .Ray Comfort .Robinson Monteiro .Russel P. Shedd .Sergio Moro .Third Day .Tim Laheye .Voltaire .Watchman Nee 1 Coríntios Botânica Damares . Stephanie Colbert- vocalista Starship .2 Carta de Pedro .2 Coríntios- Carta de Paulo .A Mensagem .Adolf Hitler .Alda Célia .Andrea Fontes .Anita Malfatti .Aves na Bíblia .BLOG .Banda Catedral .CIMEB .CPAD News .Carta aos Gálatas .Cintia Kaneshigue .Deltan Dallagnol .Dia do Professor .Donald Trump .Downloads .Dwight L. Moody .Eber Cocareli - Pr .Editora Betel .Editora Candeias .Editora United Press .Edna Goetten .Escola Dominical .Evangelho de João .Fecomex .Feliciano Amaral .Google Plus (G+) .Heber Sousa - pastor .História Mundial .Isaac Newton .Içami Tiba .Jairo Elin Gollmann-Ev .John Wesley .Jonas .Jorge Araujo .Katie Bivens .Katsbarnea .Kelem Gaspar - Missionária .Link Quebrado .Literatura .Livro de Amós .Livro de Juízes .Livro de Malaquias .Livro de Miquéias .Lázaro de Betânia .Marcelo Crivella .Orquestra Jahn Sorheim .Ozeias de Paula .Paulo Romeiro-Pr .Quatro por Um .Raabe .Raquel Melo .Robson Silva .Ronaldo Bezerra .Salomão - rei .Sociedade Bíblica Internacional .Sonia Hernades - bispa .Talita Pagliarin .Tradução King James Atualizada (KJA) .Victorino Silva .folhetos evangelísticos Esequias Soares pastor Graça Music Juliana Bezerra Gomes Nésia de Araujo Gomes William Brassey Hole . .Introspecção . C. S. Lewis .1 Carta de Pedro .1 Coríntios- Carta de Paulo .1 Timóteo .A Nova Bíblia Viva .Adilson Lopes .Anderson Freire .Antonio Luiz Sellar- pastor .Antropologia Bíblica.Conceitos e Preconceitos .Antônio Cirilo .Ao Cubo .Arautos do Rei .Bezerra da Silva .Bill Gates .Boa noite .Boa tarde .Brenda-Santos .Bruna Olly .Bruna Surfistinha .C.I. Scofield .CPOL - Curso Preparatório para Obreiros de Pirituba .Cantares de Salomão .Caramuru Afonso .Carlos Alberto Bezerra Jr .Carta de Paulo aos Colossenses .Charles C. Ryrie .Charles Studd .Claudio Duarte - pastor .Cleber Lucas .Comunidade Internacional da Zona Sul .Contos .Cristiano Santana .Curiosidades bíblicas .Danny Berrios .Dany Grace .Deigma Marques .Discopraise .E-books .EBI .Editora Atos .Editora Bom Pastor .Editora Cultura Cristã .Editora Dynamus .Editora SEPAL .Editora Sextante .Eduardo Campos .Elienai Cabral - pastor .Eliseu - profeta .Estevan Hernandes - Apóstolo .Estevão - o primeiro mártir .Evangelho de Marcos .ExpoCristã. .Fatos Curiosos - internacional .Fernandinho .Ficção Evangélica .Filho do Homem .Flamarion Rolando .Frederick K.C.Price .Geisa Iwamoto .George R. Foster .Graça Editorial .Grupo Elo .Gutemberg - Johannes .Hebraico .Hieronymus Bock .Homenagem .Hulda .Igreja Evangélica Indiana .Il Divo .Imprensa Bíblica Brasileira .Instituto Cristão de Pesquisa - ICP .Jair Messias Bolsonaro .Jamily .Jeanne Mascarenhas .Jimmy Swaggart .John Bevere .John Bunyan .John Lennon .Josias Botelho .José Wellington Bezerra da Costa Junior - pastor .José Wellington Costa Neto - pastor .José do Egito .José esposo de Maria .Kathy Fincher .Kleber Lucas .Leandro Marques .Lidia Caetano de Sousa - missionária .Livro de Deuteronômio .Livro de Eclesiastes .Livro de Habacuque .Livro de Joel .Livro de Josué .Livro de Números .Livro de Oséias .Lições Bíblicas - Jovens .Ludmila Ferber .Lívia Malta .Magno Paganelli .Manuel Ferreira - Bispo .Marcio Melânia .Maria - mãe de Jesus .Maria de Betânia .Mariana Valadão .Marina Silva .Mario Teixeira .Marquinhos Gomes .Marta de Betânia .Michelangelo .Mike Smith .Ministério Hebrom .Ministério de Adoração .Missões na Índia .N. Laurence Olson .Neemias .Nobel .Notícia comentada .O Livro de Ageu .Oração .Os presidenciáveis para 2018 no Brasil .Paul Wilbur .Quarteto Gileade .Rachel Novaes .Rebanhão .Recursos .Ressurreição .Rob Bell .Rodolfo Abrantes .Ron Kenoly .Saudade .Snezhana Soosh .Sociedade Bíblica Íbero-Americana .Sofonias .Sony Music .T.A. Hegre .Templo Soul .Vineyard .Voices .Walciley Vieira .William Shakespeare .Wim Malgo .áudio Alberto Rezende - pastor Elizeu Martins - pastor jovem saúde

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Sobre ilustrações no Belverede

O Direito Autoral de algumas imagens encontradas aqui não pertence ao Editor do blog. Esta situação se dá porque elas estão na Internet sem que haja a informação de quem seja o Dono.

Caso você seja o detentor do conteúdo, queira que seja feita a indicação autoral, ou não seja de sua vontade o compartilhamento, solicitamos que nos faça saber disto. Por favor, acesse a página do próprio texto e deixe recado no próprio texto em questão, ou use a página Contato.

Arquivo de postagens

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.