Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

A criação dos anjos e a doutrina da predestinação


Deus conhece o futuro. Um dos atributos de Deus é a onisciência. Seu conhecimento é primoroso e cabal. Ele conhece o que passou, o que é presente e o que ainda virá a ser. Conhece tão bem o passado, quanto sabe do presente e do futuro.
Por Manoel Ramos de Oliveira

Pergunta-se: Quando os anjos foram criados, Deus tinha ciência de que um deles - Satanás - se rebelaria? Por que, então, criou os anjos?

Sim, Deus sabia sobre o futuro da classe angelical. Um dos atributos de Deus é a onisciência. Seu conhecimento é primoroso e cabal. Ele conhece o que passou, o que é presente e o que ainda virá a ser. Conhece tão bem o passado como o futuro. Temos que nos conscientizar dessa verdade. Temos que aceitá-la, porque é uma realidade inegável.

Se Deus não conhecesse o futuro, Ele não seria Deus. Só concebemos Deus como aquele ser que tem todo poder no Céu, no Universo, e na Terra. Deus criou os anjos porque necessitava deles para o servirem, para o glorificarem, para o adorarem. A previsão da rebeldia de um grupo não podia impedir que o Todo Poderoso deixasse de executar o que fora planejado.

Pergunta-se, também: "Se Deus sabia que o homem pecaria, por que o criou? 

Esta pergunta é oportuna, costumeiramente feita por quem deprecia a obra de Deus. Sempre será propícia a seguinte resposta: Deus apesar de saber disso, criou o homem por causa do seu colossal amor para com aqueles que haveriam de herdar a salvação (Hebreus 1.14).

O plano divino é perpétuo, por esse motivo nenhuma força do Universo pode modificá-lo ou impedi-lo que ele se realize. Por causa dos que não quiseram no passado, dos que rejeitam no presente e dos que recusarão no futuro a graça oferecida por Deus, esse Deus de amor não deixaria de mostrar a sua maravilhosa bondade com aqueles que no passado aceitaram, para com os que no presente estão recebendo e para com os que no futuro aceitarão com os corações transbordando de alegria o eternal plano da salvação.

Essas verdades sublimes, que não podem ser contraditadas, estão reveladas na Palavra inspirada do apóstolo Pedro: Eleitos segundo a presciência de Deus o Pai, em santificação do Espírito para a obediência" (1 Pedro 1.2 a). Não aceitamos uma predestinação arbitrária que permite uma vida desregrada para os "contemplados" porque isso ofende a santidade de Deus. Mas cremos numa eleição em santificação do Espírito para a obediência. Foi para isso que Deus nos chamou, e isso glorifica o seu nome. 

Texto postado com adaptação ao blog. 
Fonte: A Bíblia Responde, Manoel Ramos de Oliveira, página 18, 2ª edição 1984, Rio de Janeiro/RJ (CPAD).

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.