Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Crentes afortunados - segunda parte da reflexão: Mateus 6.31


A referência bíblica Mateus 6.31 nos mostra a lição de Jesus Cristo sobre prioridades, Jesus recomenda buscar primeiro o Reino de Deus. Vamos enfatizar: primeiro, porque não é da vontade do Senhor que busquemos apenas o Reino de Deus, devemos buscar, também “as outras coisas”.

Temos que buscar o bem da nossa alma, buscar bem do nosso corpo, e bem das nossas finanças. E para buscar essas “outras coisas”, a Bíblia exorta que tudo seja feito em nome do Senhor e para a glória do Senhor. Vejam Colossenses 3.17: “E, tudo quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai".

Não é claro para muitas pessoas cristãs como podemos definir o vocábulo “prosperidade” na Bíblia Sagrada. Elas pensam que é a mesma definição que encontramos no mundo, que descreve o termo como o acúmulo de muito dinheiro. Ser próspero para Deus não é assim, porque o dinheiro não é resposta para tudo. Aliás, em muitos casos traz tristezas.

Ter uma fortuna neste mundo não é o mesmo que possuir a prosperidade que Deus oferece. Embora, na maior parte das vezes, o grande volume de dinheiro traga pompa, luxo e muitas regalias, jamais comprará a alegria de espírito e a paz do Senhor. Belos carros, joias que possuem as marcas mais desejadas, viagens ao redor do mundo, não são capazes de fazer a criatura ser amiga de seu Criador.

A prosperidade que Deus dá é mais rica, incomparavelmente mais poderosa do que a prosperidade oferecida pelo mundo. Pela ótica espiritual, ter prosperidade é estar próximo de Deus, gozar da paz com o Criador de todas as coisas, ser amigo do Dono de toda prata e todo o ouro e ter a capacidade de declarar tal qual o salmista “o Senhor é a minha porção na terra dos viventes” (Salmos 142.5).

A aproximação com Deus só é possível quando a pessoa se reconhece como pecadora, ser alguém carente da salvação que Deus oferece, através do sacrifício de Cristo na cruz. Ao reconhecer a condição lamentável da vida em pecado e decidir arrepender-se, para viver de acordo com a vontade do Pai celestial, a pessoa arrependida alcança a verdadeira prosperidade criada pelo Senhor.

A prosperidade de Deus é independente do saldo bancário. Uma pessoa com poucos recursos financeiros pode gozar da prosperidade dada por Deus, e, sendo próspera, viver em estabilidade financeira, estabilidade emocional, estabilidade espiritual. Esta condição faz com que ela seja plenamente feliz – algo que dinheiro algum pode comprar.

Há uma frase popular que diz o seguinte: “Aquela pessoa é tão pobre que só tem alguns milhões em dinheiro”.

Entretanto, quem possui as riquezas deste mundo também poderá viver a prosperidade de Deus, pois Deus não faz acepção de pessoas. Para tanto, os bilionários deste mundo devem receber a Cristo como Senhor e Salvador, recebê-lo com toda sinceridade de coração, “dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo" (Efésios 5.20).

E.A.G.

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.