Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

quarta-feira, 13 de julho de 2016

A vida mudou em São Paulo, mas Deus continua a ser o mesmo Pai bondoso que sempre foi


Diante de todas essas dificuldades, para quem crê em Deus sempre haverá consolo, esperança e socorro.
Rio Tiete entre as vias marginais.

Em São Paulo, na década dos anos 1980 para trás, não era contra lei o pobre cavar e manter um poço de água no quintal. As famílias mais pobres tinham água de graça para matar a sede e fazer a higiene pessoal da família inteira; não havia restrição para criar porcos, galinhas, patos, marrecos e até aquele peru do Natal. E assim, com pouquíssimo custo, era fácil ter alguma mistura na mesa para todos se satisfazerem, sem precisar ir às compras.

Nos idos 1980 e anos anteriores, existia espaço para plantar árvores frutíferas, legumes e verduras no quintal de casa. Eu tive o meu própria abacateiro! Via de regra, havia variedade de alimento sobre a mesa, ninguém espera o dia da feira ou procurava o mercado que oferecesse a melhor promoção. Hoje, pais de família gemem com a inflação em alta e descontrolada, sofrem com acúmulo das dívidas, deixam grande parcela do salário nos estabelecimentos comerciais e têm que pagar até pela sacola de compras. 

Agora, ao invés de encontrar peixes nos rios, riachos e lagoas, encontra-se poluição; no lugar de matas e ambientação aos pássaros e outros bichos, temos a invasão habitacional desorganizada, no lugar de preparo do solo para plantação encontramos o cimento frio.

Para muitos habitantes paulistanos, falta o emprego e o dinheiro para sobreviver nesta grande cidade, que é centro de desespero, zona de asfalto cheio de buracos e enchentes devastadoras, o mesmo lugar que outrora representava o sonho de progresso de nordestinos e tantas outras gentes.

Antigamente, era menos complicado ser pobre em São Paulo. 

Porém, diante de todas essas dificuldades, para quem crê em Deus sempre haverá consolo, esperança e a resposta certa. 

Qual? Salmo 121 responde.

1 Elevo os olhos para os montes: de onde me virá o socorro?
2 O meu socorro vem do SENHOR, que fez o céu e a terra.
3 Ele não permitirá que os teus pés vacilem; não dormitará aquele que te guarda.
4 É certo que não dormita, nem dorme o guarda de Israel.
5 O SENHOR é quem te guarda; o SENHOR é a tua sombra à tua direita.
6 De dia não te molestará o sol, nem de noite, a lua.
7 O SENHOR te guardará de todo mal; guardará a tua alma.
8 O SENHOR guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre.

E.A.G.

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.