Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

segunda-feira, 16 de maio de 2016

O rato, o gato e o comportamento de crentes amadurecidos na fé


A crônica do menino que confundiu um gato como rato dentro de um mercado.
Em um determinado dia, dentro de um supermercado, quando tudo transcorria dentro da normalidade, com clientes realizando suas compras sossegadamente, ouvindo a música de caixas de som instaladas pela gerência, o som estridente da voz de uma criança ecoou naquele espaço tranquilo e assustou a todos:

- Mãe, olhe ali, um rato! – apontando o dedo em direção de um canto de parede.

Imediatamente, as pessoas que estavam próximas olharam, outras deixaram o local em passos largos. Não era um roedor nojento, havia ali um filhote de gato, cujos pelos eram acinzentados, semelhante ao bicho asqueroso, que furtivamente costuma invadir despensas e comer a comida armazenada.

Não é à toa que Jesus Cristo recomenda: “Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça.” (João 7.24). 

Nem tudo é aquilo que parece ser. Como cristãos, jamais deveremos julgar precipitadamente atitudes comportamentais sem averiguação completa dos fatos; confundir situações por falta de atenção, agir e falar sem o respaldo bíblico.

Ao ouvir o anúncio desesperado da criança, muitos clientes abandonaram aquele comércio convictos de que realmente exista um rato. Assim acontece também com cristãos que não verificam com seriedade o que ouvem. É necessário analisar tudo e reter apenas o bem, colocar a pregação que ouvimos debaixo da autoridade das Escrituras Sagradas. “Laço é para o homem o dizer precipitadamente: É santo! E só refletir depois...” (Provérbios 20.25 a).

Como ministro do Evangelho de Jesus Cristo, a responsabilidade do pregador aumenta quando emite a Palavra de Deus. Não é conveniente aumentar, diminuir ou distorcer seu conteúdo, não convém transmiti-la de maneira parcial, visando extrair algum proveito próprio. O erro proposital ou não intencional tem suas consequências (Provérbios 30.5-6; Jeremias 48.10; Apocalipse 22.18-19).

Vivamos a vida cristã como crentes amadurecidos na fé. “Como crianças recém-nascidas, desejem de coração o leite espiritual puro, para que por meio dele cresçam para a salvação” – 1 Pedro 2.2 (NVI).

E.A.G.

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.