Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

quarta-feira, 11 de maio de 2016

A vida segundo o Espírito

Eliseu Antonio Gomes

O capítulo 8, e versículos 1 ao 17, da Carta aos Romanos, fecha a argumentação do tema justificação, apresentado pelo apóstolo Paulo ao longo dos sete capítulos anteriores: a vida no Espírito.

O apóstolo demonstra o fato de que a libertação do pecado produzida pelo Espírito resultou em nosso livramento da culpa e da morte, fruto da obra expiatória de Cristo no Calvário. Trata o crente como que vivendo e estando imerso na esperança, a vida plena no Espírito Santo.

Os filhos de Deus são guiados pelo Espírito de Deus. "Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus" - Romanos 8.14.

Todos os seres humanos, quer gentios quer gregos, estão debaixo da condenação do pecado. A lei do pecado e da morte, que havia tornado ineficaz a lei, agora está anulada pela lei do Espírito e vida, que opera no sacrifício de Jesus.

Paulo contrasta a anterior servidão de escravos ("sob a tutela da lei") com a nova liberdade de filhos, a cujos corações Deus enviou o Espírito Santo. Estimula o crente a não viver segundo a carne, mas mortificar as obras do corpo, mortificar progressivamente os apetites pecaminosos de natureza inferior. Ensina que o crente deve ser guiado pelo Espírito de Deus, pois quanto mais completamente obediente a Deus o cristão é mais ele viverá conforme os padrões de santidade.

Ninguém sabe as coisas de Deus senão o Espírito de Deus. "Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito; porque o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus. Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o seu próprio espírito, que nele está? Assim, também as coisas de Deus, ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus" - 1 Coríntios 2.10-11.

Como os próprios pensamentos internos de uma pessoa são conhecidos somente por ela, assim também a mente de Deus é conhecida somente pelo Espírito de Deus.

O Espírito examina todas as coisas, até mesmo as profundezas de Deus, responde ao espírito humano interpretando as coisas espirituais para as pessoas espirituais.

O Espírito Santo nos guia em toda a verdade. "Tenho ainda muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora; quando vier, porém, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará as coisas que hão de vir" - João 16.12-13.

Todo cristão deve se perguntar se está vivendo em conformidade com a vontade de Deus, se tem uma conduta íntegra e fiel, diante da sociedade e do Senhor. Viver uma vida de consagração pessoal é muito mais que ir a reuniões no templo. Consagrar-se é aceitar a indicação apontada pelo Espírito, dedicar ao Senhor por inteiro, de tudo o que é, de tudo o que tem, de tudo o que faz, em todos os momentos da vida.

Jesus Cristo prometeu aos apóstolos que o Espírito os relembraria de seus ensinamentos (João 14.26). E que o Espírito é o Guia em toda verdade. Assim como essas promessas foram cumpridas no passado apostólico, hoje também cumpre aquela obra, concedendo uma compreensão daquela verdade aos crentes dos dias atuais.

Nosso corpo é morada do Espírito Santo. "Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? " - 1 Corintios 6.19.

Muitos hábitos péssimos, como o do cigarro e o de drogas não legalizadas, acabaram espalhando-se em nossos dias porque foram associadas à ideia de liberdade. Milhões de pessoas do mundo inteiro envolveram-se em dependências químicas, destruindo suas vidas. Nenhum cristão rejeita a compulsão pelos tóxicos porque é proibido; sua convicção vem do fato de que o vício não convém. Os entorpecentes não podem fazer parte da vida de um cristão que é liberto por Cristo e vive a verdadeira liberdade trazida pelo Evangelho.

Quando o crente cede a inclinação da carne, adotando a conduta do velho homem, ele passa a viver segundo a carne e quando a carne assume o controle o Espírito se afasta dele.

O Salmo 45.6-7 declara que o Reino de Deus é um reino justo; Jesus Cristo emitiu a mesma declaração, registrada em Mateus 6.33. E o apóstolo Paulo ensina que os injustos não herdarão o Reino de Deus. Ao fazer esta advertência, tem a intenção de esclarecer que não é possível relativizar o estilo de vida cristão. O crente que persiste em viver segundo a vontade própria e sem arrependimento nos males dos ímpios, terão o mesmo destino dos ímpios.

Fomos comprados por bom preço, vivamos então para Deus. "Não sabeis que os vossos corpos são membros de Cristo? E eu, porventura, tomaria os membros de Cristo e os faria membros de meretriz? Absolutamente, não' (...). 'Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo" -  1 Corintios 6.15, 20.

Como os crentes foram comprados pelo sangue de Cristo, eles devem honrá-lo, que é a quem pertencem.

A Bíblia ensina que a sexualidade é uma dádiva de Deus para nós. Trata-se de algo bom, cheio de prazer e que permite ao ser humano compartilhar de si com o sexo oposto; além disso, é também a garantia da perpetuação da raça humana sobre a terra. Porém, Deus não aprova o desfrutar da sexualidade sem responsabilidade. Usar uma pessoa como simples objeto, esquecendo-se que ela foi feita à imagem de Deus, é pecado. Vemos que pecar contra o próprio corpo, no qual Deus habita, é pecar contra o Espírito Santo. Sendo assim, o uso da sexualidade não pode ser desregrado. Por isso, é muito importante que haja critérios para o uso do sexo, pois, do contrário, ele poderá nos dominar como escravos e poderemos sofrer e causar sofrimento. Deus deseja que todo cristão tenha uma vida sexual pura.
  
Conclusão

O princípio proativo da nova vida em Cristo suplanta o princípio do pecado inerente, habilitando-nos a viver de modo justo (Romanos 8.1-4). Se nós, como filhos de Deus, preferirmos viver em concordância com o Espírito, não com a carne, o poder de ressurreição do Espírito nos dará vida, mesmo em nosso estado mortal. No futuro, nossos corpos, com toda a criação, serão transformados (Romanos 8.18-25). Assim sendo, vivemos no amor do Espírito, que intercede por nós (Romanos 8.28-33) e de Cristo, que nos protege (Romanos 8.34-39).

Compilações:
Bíblia de Estudo Esperança, página 2012, edição 2012, São Paulo (Edições Vida Nova).
Bíblia de Estudo Plenitude, páginas 1052, 1160, 1177, 1180, 1181, edição 2001, Barueri (SBB). 
Ensinador Cristão, ano 17, nº 66, página 39, abril a junho de 2016, Rio de Janeiro (CPAD). 
Lições Bíblicas - Mestre: Romanos - O Evangelho da Justiça de Deus. Esequias Soares. Lição 10: Vivendo uma Vida de Consagração, páginas 69; 2º trimestre de 1998; Rio de Janeiro (CPAD). 
Lições Bíblicas - Professor - Maravilhosa Graça - O evangelho de Jesus Cristo revelado na carta aos Romanos; José Gonçalves, 2º trimestre de 2016, páginas 51, 54, Rio de Janeiro (CPAD). 

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.