Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Por que quem frequenta uma igreja fica mais tempo casado?

O ditado popular apregoa: Quem entra na chuva é para se
molhar.
Por Heather Hale 
Traduzido e adaptado por Stael Pedrosa Metzger

É um ditado popular, "o casal que ora unido permanece unido". Mas será que é verdade? Pesquisas mostram que os casais que partilham a mesma filiação religiosa e participam de atividades de promoção da fé juntos têm taxas de divórcio mais baixas. A taxa de divórcio nos Estados Unidos para a população em geral é atualmente de cerca de 40 por cento, depois de permanecer mais alta na década de 1980; no entanto, um estudo de 2006 entre cristãos americanos mostrou que a taxa média de divórcios entre os cristãos ativos foi menor, geralmente entre 21 e 34 por cento, dependendo da denominação. O mesmo estudo também descobriu que a taxa de divórcio para casais judeus era em torno de 30 por cento. 

É inegável que a religião desempenha um papel importante na manutenção do casamento, por isso, a pergunta é: por quê? Por que fiéis têm casamentos mais bem-sucedidos? Aqui estão quatro razões possíveis.

1. A tríade - marido, esposa e Deus

Em relacionamentos religiosos saudáveis, os casais permitem que Deus seja parceiro em seus casamentos. Esta responsabilidade para com Deus dá aos casais uma maior sensação de que sua união é divinamente ordenada. Ela também fornece uma parte externa adequada para alívio quando os tempos ficam difíceis - o que inevitavelmente atua sobre a extensão de um casamento.

Quando os casais oram sobre decisões que impactam suas famílias e seu futuro, isso traz certa pressão além dos dois se considerarem o conselho de Deus. Em vez de um dos cônjuges levar todo o crédito ou toda a culpa por uma escolha de vida, ambos os cônjuges podem ter a certeza que eles estão fazendo a vontade de Deus e não apenas defendendo seus próprios desejos.

2. Tempo e interesses compartilhados

Casais que passam muito tempo juntos em interesses compartilhados são mais felizes em seus casamentos, e este tempo que passam juntos pode incluir atividades religiosas. O estudo das escrituras, a oração e a frequencia à Igreja como casal são atividades de unificação, dando a ambos os cônjuges um senso de propósito e direção compartilhada.

Também ajuda o fato de que quase todos os casais religiosos veem a atividade religiosa como pró-social. Como um casal, despender tempo em melhorar a si mesmo e sua comunidade contribui para sentirem-se melhores em seu relacionamento.

3. Acesso a suporte emocional

Muitas igrejas oferecem aconselhamento pré-marital e marital para os fiéis, o que é importante para o sucesso conjugal. Aconselhamento antes do casamento permite que casais entrem em sua união com os olhos abertos e com planos sólidos para a vida conjugal. As causas mais comuns para o divórcio, como finanças e educação dos filhos, recebem atenção e acordos antes mesmo de dizerem o "sim".

Além disso, quando tempos difíceis vêm, o acesso ao aconselhamento matrimonial com membros do clero qualificados pode significar a diferença entre permanecer ou dissolver o relacionamento. Mesmo as influências menos religiosas formais, tais como ver modelos positivos e ter um círculo social contrário ao divórcio, muitas vezes influencia os casais a seguirem adiante durante as dificuldades.

4. Aceitação dos desafios da vida

O centro do maior dogma religioso é a crença de que o sofrimento é um caminho para o fortalecimento pessoal. Muitas pessoas religiosas veem as provações não como uma catástrofe, mas sim como uma oportunidade de crescimento. Com esta visão de mundo, muitos casais religiosos estão dispostos a trabalhar com os seus problemas e manter sua felicidade pessoal ao invés de divorciarem-se.

Como a maioria das tradições bíblicas ensina que a mortalidade é um tempo de provação, os casais religiosos estão aceitando as colisões ocasionais na estrada e dispostos a trabalhar em direção a soluções. Esta visão de longo prazo do casamento dá aos casais esperança em um futuro melhor para si e para a sua relação.

Seja qual for seu motivo para praticar a religião com o seu cônjuge, sei que é uma poderosa ferramenta para o fortalecimento e manutenção de seu casamento. Confiar em seus líderes religiosos em tempos de dificuldades permite a participação ativa de Deus em seu relacionamento e mantém vocês no caminho da felicidade conjugal.

Fonte: Family Share (http://familyshare.com) via Família.Com.Br (http://familia.com.br/) 
A autora edita o blog Moderately Crunchy - http://www.moderatelycrunchy.com/
Artigo publicado originalmente como Why Churchgoers Stay Married Longer.
Tamise - Canal Blog - http://tamise.canalblog.com/

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.