Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

A sexualidade de alguns personagens do Antigo Testamento

Pintura a óleo de Edwin Long
Arte retrata Ester, que veio a se casar com Assuero.
Por Eliseu Antonio Gomes

Ao ler o Antigo Testamento do início ao fim, percebemos que a narrativa bíblica em muitos trechos é ousada ao tratar de assuntos de ordem sexual. Aborda fatos como estupros e seduções, fala de concubinas e prostitutas. Não se omite sobre a presença de corpos físicos, por vezes em ações duvidosas ou realmente ilícitas. Então. é algo estranho presenciar líderes cristãos esforçados para convencer jovens que determinadas passagens bíblicas que apontam para questões sexuais não estejam focando o sexo.

Dentro deste tema e em outros, é importante fazer a leitura com base na interpretação literal, não convém procurar significados estranhos ao que o texto declara. É preciso considerar que os homens e mulheres da Bíblia não eram heróis fictícios, eles eram pessoas reais que fizeram boas e más escolhas ao longo de suas vidas. que a pureza sexual é uma grande virtude, porém, também, que as Escrituras Sagradas não escondem as falhas de personagens bíblicos.

A norma para os reis israelitas é que não deveriam acumular para si mulheres, eles não deveriam imitar o hábito da poligamia de reis pagãos (Deuteronômio 17.17). Porém, sabemos que a regra foi descumprida por praticamente todos eles, pois as narrativas nos dizem que possuíram haréns. Davi e Salomão, com suas diversas esposas e concubinas não são bons exemplos neste assunto.

 1 Samuel, capítulo 11 contém a história chocante do triângulo Davi, Bate-Seba e Urias. Adultério e o plano de morte para encobrir o pecado sexual.

1 Reis 1.1-5 tem o registro da época em que o rei Davi estava em idade avançada. Os funcionários do palácio mais próximos a ele perceberam que ao cobrí-lo na cama ele não se aquecia, então ficou resolvido que procurariam uma jovem bela para esquentá-lo, procuraram por todos os termos de Israel e encontraram a sunamita Abisague. O texto revela que o rei não teve relações com a garota, considerada por eles a mais formosa de Sunen, e isso deixa transparecer que o poder de reinar estava associado à virilidade do monarca, pois diante da situação Adonias se propôs a assumir o trono.

Em 1 Reis 12.1-16 encontramos a narrativa sobre Roboão, que acabara de assumir o trono de seu pai Salomão, que havia morrido. Os súditos estavam agitados e pediam que houvesse alívio na carga de tributos. Então, ele pediu três dias para pensar, e foi buscar aconselhamento entre os conselheiros de seu pai para resolver aquela situação, mas aparentemente não gostou do conselho que ouviu e procurou seus companheiros de juventude para saber o que pensavam a respeito. Os jovens propuseram a Roboão que mostrasse firmeza e deram a sugestão do que falar: "Meu dedo mínimo é mais grosso do que os lombos de meu pai" (versículo 10).  Há quem entenda que esteja incorporado neste texto um eufemismo, no lugar de lombo teria sido dito órgão sexual. No original hebraico, a palavra é "moten", e significa "coxa".

O que dizer da passagem do Livro de Josué, capítulo 2, quando o líder envia dois jovens para espiar a cidade de Jericó e quando os espiões chegam lá resolvem pernoitar na casa de uma prostituta chamada Raabe? Penso eu que era estratégia para passar desapercedidos, pois estavam em uma missão perigosa e não havia condição para desconcentrarem-se do objetivo a ser cumprido. A mulher acolheu os dois homens durante toda a noite, os escondeu de seus inimigos que desejavam matá-los e depois ela e sua família foram recebidas entre o povo israelita, sendo inclusive seu nome citado no Novo Testamento como heroína da fé (Josué 6.25; Tiago 2.25; Hebreus 11.31).

O que pensar da situação da viúva Rute, na narrativa do capítulo 3? O relato da Bíblia informa que ela, seguindo o conselho de Noemi, a sua ex-sogra, lavou-se, perfumou-se e saiu ao encontro de Boaz, e ao encontrá-lo escondeu sua identidade. Ela esperou que ele se alimentasse e fosse dormir para em seguida entrar debaixo de suas cobertas e permanecer deitada lá a espera do que ele pedisse que ela fizesse. Nos informa a Bíblia que Boaz acordou apenas pela manhã e se assustou com a presença dela em seu leito. Houve final feliz: casaram-se. Intérpretes afirmam que não existe conotação sexual alguma neste texto.

Como considerar a situação de Ester, ao ser enviada por seu pai adotivo, Mardoqueu, para viver entre as belas jovens selecionadas pelos oficiais de Assuero, rei da Pérsia? O monarca pagão queria se casar pela segunda vez e separou jovens bonitas em uma casa de reclusão, para que passassem durante um ano inteiro por um processo de purificação e embelezamento e ficassem de acordo com o padrão de beleza que apreciava. Foi criado um processo seletivo, ele determinou ser visitado por elas, uma de cada vez, as visitas duravam do período da tarde ao amanhecer do dia seguinte, e assim ele pudesse avaliar e fazer de uma delas a sua rainha. Ao entrar no palácio, Ester ocultou de todos a sua nacionalidade judaica e parentesco. Passados doze meses, ela visitou o rei e sua presença o agradou, conseguiu  conquistar o coração do rei e tornar-se rainha.

Poderíamos nos estender aqui, abordando as expressões de Ezequiel 23.20 e outros trechos da Bíblia, falar mais detalhadamente sobre Ló e suas duas filhas, os encontros amorosos de Sansão com prostitutas e sua relação amorosa com Dalila.

Todas as histórias precisam ser analisadas dentro de seu contexto histórico e bíblico, buscando encontrar o seu sentido mais amplo, pois a Palavra de Deus não deve ser vista sem o seu encadeamento geral. Os leitores da Bíblia Sagrada não têm o direito de apressarem-se para adjetivar a conduta dos personagens, como sendo conduta correta ou comportamento sexual inadequado. 

Cabe ao leitor da Bíblia buscar textos bíblicos normativos para interpretar todas as situações, pois são os textos normativos que esclarecem se o comportamento de cada personagem esteve de acordo ou não com a vontade de Deus para a relação sexual entre as pessoas.

O idioma hebraico usa eufemismos. A dificuldade é que às vezes coxa significa coxa e pés significam pés, mesmo. Jamais devemos especular sobre qualquer abordagem bíblica.

O sexo faz parte da vida, por isso é tratado nas páginas da Bíblia. Todos os assuntos devem ser apresentados pelo ângulo de quem escuta ou lê, não se deve ensinar ao aluno da primeira série um tema com o mesmo vocabulário que se ensina ao estudante universitário.

Enfim, acredito que na maioria das vezes, a natureza sexual dessas histórias bíblicas é irrelevante e não precisa da nossa atenção aos pormenores. Por outro lado, a Bíblia não condena a relação sexual quando ela acontece entre marido e esposa, existe proibição se a relação é entre parceiros fora do matrimônio, e todos os relatos são úteis para ensinar o que se deve e não se deve fazer (Gênesis 2, 24;Levítico 20).

Artigo relacionado: Da zona de meretrício à genealogia de Jesus

E.A.G.

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.