Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Reflexão bíblica em breve nota sobre a carreira de Charles Bronson

Era Uma Vez no Oeste: Valentão protetor de viúva.

Charles Dennis Buchinsky, ator americano nascido em 3 de novembro de 1921 e falecido aos 81 anos em 30 de agosto de 2003. Nasceu nos Estados Unidos em família imigrante da Lituânia, foi o mais velho de 14 irmãos e começou a trabalhar com dez anos para ajudar a sustentá-los numa mina de carvão - ganhava um dólar por extração de uma tonelada. Serviu o exército na Segunda Guerra Mundial na divisão B-29 Superfortress Boeing. Foi honrado com a medalha Purple Heart por ferimentos recebidos durante o serviço militar. Ao retornar à vida civil, entrou para o cinema, participando antes de filmes para televisão. Casou-se três vezes, foi viúvo de segunda esposa. Hoje completa dez anos de sua morte, vítima de pneumonia e sofrendo com Mal de Alzheimer. 

Charles Bronson, em paralelo com Lee Marvin e Steve Macquen, fez parte do começo das produções de filmes de ação e aventura no cinema. Seu nome está no roll da fama dos canastrões que os cinéfilos amaram. Ele marcou época entre 1960 e 1980. Em 1972, ganhou o prêmio Globo de Ouro como “Ator favorito do cinema mundial”, empatando com Sean Connery, então, nas telas com o espião 007.

Em Era Uma Vez no Oeste (Once Upon a Time in the West), produção dirigida por Sergio Leone em 1968, interpretou o misterioso Harmônica, que se junta a um grupo de pistoleiro para defender uma viúva. Todo cristão, usando estratégias pacíficas, precisa socorrer os necessitados, tipificados na Bíblia como órfãos e viúvas. Deus é apresentado na Bíblia Sagrada como pai dos órfãos e juiz das viúvas (Salmos 68.5). Em Tiago 1.17 está escrito: “A religião pura e sem mácula, para com o nosso Deus e Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e a si mesmo guardar-se incontaminado do mundo”.

Na produção Desejo de Matar (Death Wish), de 1974, dirigido por Michael Winner, o ator interpreta um advogado que perde a cabeça quando a justiça não condena os assassinos de sua mulher e abusam sexualmente da filha, faz justiça com as próprias mãos. Voltou ao personagem em quatro sequências. Por menor que seja a violência, o cristão jamais deve fazer uso dela para responder às injustiça desse mundo corrompido, precisa aceitar esperar com paciência no Senhor e crer que Ele ouve seu clamor. Romanos 12.19: “Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: A mim me pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor”.

Fuga Audaciosa (Breakout), 1975, diretor Tom Gries, chamou a atenção de brasileiros por algo inusitado. Ele incorpora piloto de helicóptero que aterrissa em um presídio e resgata um prisioneiro, Robert Duvall. Dez anos depois, acontece o mesmo no Rio de Janeiro. Na vida real, o traficante Escadinha – um dos criadores do Comando Vermelho - foge do presídio Ilha Grande dentro de aeronave semelhante. Foi recapturado, morreu assassinado em 2004. “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.” - Gálatas 6:7-8.

E.A.G.

Consultas:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Charles_Bronson
http://en.wikipedia.org/wiki/Charles_Bronson 

2 comentários:

Marcelo Medeiros disse...

Beleza, é deste tipo de análise que precisamos. Deus o abençoe.

Neiva Silva disse...

Diante deste mundo onde constantemente injustiças acontecem, o nosso dever como cristão é por em prática tudo aquilo que temos aprendido na Palavra de Deus. Pois, o que o Senhor requer de cada um de nós é obediência para que nos guardemos incontaminados do mundo.

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.