Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

domingo, 5 de fevereiro de 2012

EBD 2012 - Tudo posso naquele que me fortalece

Proposta de subsídio para a lição nº 7 da lição publicada na revista Lições Bíblicas, 1º Trimestre de 2012, cujo título é Tudo Posso Naquele que me Fortalece, com comentários de José Gonçalves, a ser lecionada em 12 de Fevereiro de 2012.

"Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho.Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho.Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todasas coisas naquele que me fortalece" - Filipenses 4.11-13.

Algumas pessoas afirmam, categoricamente, que os discípulos que andaram com Jesus Cristo não foram ricos. E eu me pergunto qual seria a fonte para eles terem a certeza de que nenhum deles o foram. Não temos base bíblica nenhuma para afirmar que sim ou não.

Podemos ter a certeza que todos foram ricos da graça de Deus, cheios do Espírito, mas não há informação bíblica sobre o conceito da riqueza, ou pobreza, desse mundo.

Não defendo a Teologia da Prosperidade. Mas a prosperidade bíblica sim. Precisamos nos ater ao que está escrito nas Escrituras Sagradas. E nas páginas do Novo Testamento, a respeito da vida financeira dos apóstolos, pouco sabemos deles após a subida de Jesus Cristo aos céus.

Temos alguma informação sobre João, Pedro e Tiago. Mas e os outros nove? Quem sabe do futuro de Mateus após a ascenção? E Matias (substituto de Judas Iscariotes), André, Tomé, Filipe, Bartolomeu, Simão Zelote, Lebeu (Tadeu), Tiago (filho de Alfeu)? O Espírito Santo não revelou para nós sobre eles... Aumentar ou diminuir informações das páginas bíblicas não nos convém e nem nos edifica

Não é uma boa escolha ir além do que está escrito.

Quem queira manipular textos bíblicos para defender a Teologia da Prosperidade, erra. E hoje em dia existe alguns manipuladores assim. Da mesma maneira, estão errando, aqueles que ensinam que só podem ser considerados espirituais, e abençoados, quem vive em pobreza

Não falsiquemos a Palavra de Deus, nem para um e nem para outro lado. Não nos corrompamos jamais, não nos deixemos levar pelos interesses e tendências de doutrinas denominacionais.

Todos sabemos que existe diferença em ser rico para com Deus e rico com às coisas do tempo presente. Os discípulos de Jesus andavam com Ele em simplicidade. Nós devemos ser iguais. Ser simples não conota riqueza e nem pobreza, é um traço de caráter e não de posição socioeconômica. Existe gente abastada simples e gente pobre cheia de orgulho.

É necessário resistir na fé até o final para ganhar a coroa da vida.  A graça divina vale muito mais que todos os valores da vida passageira aqui na Terra. Vivamos, com pouco ou muito dinheiro, sem esquecer que não somos desse mundo. Olhemos para o alto, colocando o Senhor acima de todas as coisas e pessoas. Pobre ou rico, o cristão deve ser alguém honrado, com as mãos na  labuta do dia-a-dia e o coração entregue nas mãos de Deus.

Confira todas as abordagens sobre as matérias da revista no blog Belverede: EBD 2012 primeiro trimestre: Verdadeira prosperidade - vida cristã abundante.

E.A.G.

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.