Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

domingo, 27 de novembro de 2011

O livro Bíblia Sagrada usado como amuleto da sorte

Não é o caso de todos os cristãos evangélicos, mas de uma pequena parcela. Mas vale a pena chamar a atenção para o caso.

Muitos usam o livro que contém a Bíblia Sagrada como se ele fosse uma espécie de amuleto. É importante tomar cuidado para não fazer do livro um objeto da sorte. Quem nos abençoa é o Senhor, não é o papel com capa preta.

A Bíblia usada como superstição


Na semana passada, tive a oportunidade de receber o depoimento de uma pessoa assembleiana, que é contra o uso de tablet nas igrejas, acredita que todos devem continuar a usar as Escrituras Sagradas no formato de livro. Acha um absurdo trocar o livro pela novidade tecnológica. Ele pensa que ninguém deveria substituir o livro nos cultos, que é usado de gerações e gerações, por tablet ou outro sistema de leitura. É defensor da ideia que todos deveriam se importar com usos e costumes e que, em referência à Bíblia Sagrada, todos os crentes deveriam caminhar colocando o livro junto ao seu corpo.

Disse ele: "Sou tradicional em levar junto comigo o livro, o qual tem um valor inestimável, é uma referência ao cristão. Cansei de ver testemunhos: "não mexe com ele não, é crente, olha a Bíblia.'"

O rapaz continuou, e para embasar a defesa do uso do livro, relatou: "Certa vez, eu estava no metrô de SP, estação Marechal Teodoro. Na época eu tinha dezesseis anos, era office-boy. Levava uma pasta na qual carregava meus pertences, pois ia direto para o colégio após o serviço. Eram livros, cadernos, marmita e minha Bíblia. Entraram dois ladrões bem vestidos na estação, que tinha um posto de vendas de vale-transportes para empresas. Eu tinha ido comprar uma grande quantia, eles me seguiram e me abordaram. Pegaram o pacote de vale-transporte. Um deles disse ao outro: 'vê se ele tem mais alguma coisa de valor.' O outro, fuçando achou minha Bíblia, pegou-a na mão, olhou para mim e perguntou: 'Você é crente?' Respondi que era. Na saída das dependências da estação, um deles me pediu perdão, disse-me que não gostavam de mexer com crentes. Eles se afastaram de mim, levaram só o pacote de vale-trasporte."

Minha observação quanto a isso, é:

Os ladrões, segundo o que foi contado, parecem demonstrar reverência a Deus sem ser realmente reverentes. Eles deveriam respeitar o que está escrito no livro preto: "não roubarás; ame o teu próximo como a ti mesmo." Mas eles assaltavam, e assaltar não está de acordo com a Palavra de Deus.

Infelizmente, muitas pessoas estão em condições parecidas com a desses assaltantes. Deixam o livro aberto no Salmo 91 sobre a cabeceira da cama, pensando que ao fazer isso sua casa está protegida, sua vida está em segurança. Mas se esquecem que está escrito no livro "obedecei aos vossos pastores'; 'não mintais uns aos outros"; e, tantas outras orientações mais.

Outro caso de ladrões roubando crentes

Conheço um casal de evangélicos que foi vítima de roubo. Ladrões levaram o carro deles, que estava estacionado na frente da casa dos pais do irmão, dono do veículo. Ao ser levado, dentro do automóvel havia muitos CDs evangélicos e uma Bíblia Sagrada.

O local do roubo é na Capital Paulista, na divisa da cidade de São Paulo com Osasco. Duas horas depois a Polícia encontrou o automóvel. Acharam o carro do outro lado do limite municipal, em Osasco, há menos de cinco quilômetros de distância do local do delito, estava estacionado corretamente e com as portas fehadas. Dentro, os CDs estavam remexidos, mas não foram levados. Uma caixinha de CD estava aberta vazia, e o CD estava dentro do aparelho, que estava acoplado, sendo que o dono havia escondido debaixo do banco antes de entrar na casa dos pais dele.

A Bíblia sumiu. O ladrão levou com ele. Quanto a Bíblia roubada, as vítimas não se entristeceram, pois acreditam que caso seja lida o Senhor poderá trabalhar no coração do meliante e ele mudar de vida.

Em suma, o ladrão ouviu o CD e parece ter desistido de se apropriar do carro. Ah... Qual é o cantor evangélico que o ladrão ouviu? É uma cantora: Damares. O CD é aquele que tem a música Sabor de Mel.

Penso que de alguma maneira Deus falou com aquele "amigo do alheio". Mas, não foi devido ao livro preto e os CDs. Foi por causa da fé e das orações das vítimas de roubo.

Conclusão

Enfim, o livro deve ser usado pela perspectiva de que contém a Palavra de Deus. É preciso reverenciar as Escrituras Sagradas. Ler e colocar o conteúdo lido em prática.

Não devemos reverenciar o formato, mas sempre a Palavra de Deus, independente em que formato a Palavra de Deus é encontrada.

Eu gosto da leitura no papel, mas eu também já uso os bytes. É importante considerar que a Palavra de Deus não está presa à celulose. Ela subsiste além do papel. O livro é importante, mas não é essencial. Todos os formatos que possam conter a Palavra de Deus devem ser aproveitados e jamais rejeitados.

Acredito que os jovens terão mais acesso à Palavra de Deus por essas mídias novas.

E.A.G.

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.