Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

domingo, 16 de outubro de 2011

Depois do Dia das Crianças...


O Dia das Crianças passou. Sabemos que a data foi criada para celebrá-las e presenteá-las. Mas, de dependesse de mim, os 365 dias do ano seriam dias dedicados para a criançada, e todos os dias poderíamos dizer “feliz Dia das Crianças”, pois merecem ter uma infância feliz. Ao dar atenção especial a elas somente no dia 12 de Outubro, é o mesmo que depreciá-las. Os pequeninos são pessoas boas, não guardam rancor, o coração deles são vasos puros. São prioridades no Reino de Deus.

É compreensível desejar que Deus abençoe em especial aquelas crianças que fazem parte das nossas famílias, os nossos filhos e filhas, sobrinhos e sobrinhas, netinhos e netinhas. É um prazer ter as crianças ao nosso redor. Por representarem o futuro, precisamos interceder por todas as crianças, de perto e de longe. Então peçamos que Deus abençoe todas as crianças do Brasil e do mundo. Intercedamos por elas para que cresçam e sejam cidadãos de bem.

É obrigação dos pais levar os filhos ao conhecimento da Verdade. Jesus Cristo aos doze anos fazia doutores da lei se espantarem com sua sabedoria. Toda criança merece encontrar na Palavra de Deus a fonte desta sabedoria. "Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele." (Provérbios 22.6).

Sem nenhuma radicalização, sem nenhum fanatismo, o melhor presente que a criançada precisa ganhar é Jesus Cristo. Não podemos roubar delas a oportunidade de realizar algo que seja edificante. É atribuição dada por Deus a todos os pais evangélicos fazer a apresentação do Salvador aos seus filhos, pregar o plano da salvação para eles. Tal apresentação é propiciar a verdadeira felicidade ao coração infantil. "Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão se não há quem pregue? - Romanos 10.14.

A criançada merece receber mais do que brinquedos. Precisa vivenciar cultos adaptados à mente infantil delas, ter literatura com aplicação pedagógica que as faça entender o quanto antes quem são e quem Deus é para elas.

Já se foi aquele tempo de diáconos carrancudos, que ficavam nos cultos puxando orelha de crianças... Aliás, algum tempo atrás, soube de um desses diáconos do meu tempo de infância. Ele havia se desviado, estava vivendo com uma pessoa em adultério, e morreu embriagado.

Infelizmente, tenho visto poucos adultos sendo exemplos aos pequeninos. Muitos avós, pais e tios, são incapazes de pregar sobre o Salvador com as suas vidas. Falam de Cristo, mas não vivem o que falam, então, as palavras proferidas por eles não são recebidas com o valor que elas possuem.

As crianças merecem investimentos, receber atenção maior nas igrejas evangélicas. Mas é costume dar mais atenção aos jovens do que a elas. Sabemos que os jovens merecem atenção também. A observação é no sentido de que se cuidamos das crianças, quando elas forem adolescentes inspirarão menos preocupação. Plantando a Palavra de Deus no coração infantil, faz-se boa colheita.

É de muita importância realizar reuniões cujo público-alvo seja as crianças. Tais eventos são oportunidades de contar histórias bíblicas a elas, apresentar estudos bíblicos no ritmo que elas são capazes de absorver, deixá-las cantar hinos, e ao final de tudo oferecer doces e lanches, sucos e refrigerantes. Com o passar do tempo, elas associarão os momentos felizes com a ideia que servir a Deus é muito bom!

Ainda quanto aos cultos realizados especificamente com a criançada, o que parece acontecer em quase todos os lugares é que os adultos deixam suas crianças nas igrejas aos cuidados de monitoras (tias) e voltam ao término da reunião para levá-las de volta para casa. Penso que, na medida do possível, os pais evangélicos devem se deixar ser vistos por seus filhos em suas apresentações nos templos. Os pequeninos gostam de ser observados por seus pais em encenação de peças teatrais, durante a leitura de um versículo, ao cantarem louvores. Seja lá no púlpito ou em departamentos, seja em cultos tradicionais ou em cultos do Dia da Criança ou Escola Bíblica de Férias, a interatividade familiar é importantíssima.

Observe com atenção o conteúdo que a grande mídia fala sobre as crianças nos dias anteriores aos 12 de Outubro. Nesta época, se tudo o que é dito fosse com seriedade, se representasse compromisso verdadeiro, em nossa sociedade não existiriam tantas crianças abandonadas nas ruas, sem escola, sem lares.

Deus abençoe a todos os pequenos do nosso país com um encontro com Jesus Cristo.

“E Jesus, chamando um menino, o pôs no meio deles, e disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus. Portanto, aquele que se tornar humilde como este menino, esse é o maior no reino dos céus. E qualquer que receber em meu nome um menino, tal como este, a mim me recebe." - Mateus 18.2-5.

Viva o Dia da Criança, de 1º de janeiro a 31 de dezembro!

E.A.G.

Nenhum comentário:

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.