Research | Pesquisar artigos de Belverede

Select the language

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Teologia da Prosperidade - Jesus enriqueceu seguidores?

Críticos de pregadores da prosperidade bíblica, procuram criar um paralelo entre estes e a Bíblia Sagrada para afirmar que os tais pregadores são pregadores da Teologia da Prosperidade.

Acho estranha essa tentativa. Por quê? Porque a Teologia da Prosperidade não tem estatuto, não tem Credo, não é uma instituição física.

Quem quer criticar pessoas dizendo que elas fazem parte da TP, só tem condições de fazer a acusação sem ter uma base sólida para falar que fulano e cicrano fazem parte dela. Não existe regra estatuária para se basear. Os críticos apontam seus dedos sem pontos definidos, portanto a conceituação não possui a consistência para confronto. Dizem: "Pastor X é da TP". Mas, como definir o que é TP, se ninguém a estruturou, não deu uma cara para ela?

Eu digo que os Testemunhas de Jeová são heréticos porque analisei o Credo Religioso deles com a Bíblia Sagrada em mãos. O Credo é o documento em que eles se descrevem institucionalmente. Tenho condição para confrontá-los. Esse confronto é a prática apologética a ser feita. Afirmação com comprovação incontestável. Usando material oficial do criticado como base.

Alguns críticos da prosperidade bíblica ainda têm coragem de dizer que Jesus Cristo não tornou ninguém rico.
.
É complicado dizer que não, porque não existe nenhum texto bíblico dizendo isso.

Em tempo, prosperidade não é acúmulo de riquezas, é estabilidade em todos os sentidos. Existem pessoas próperas ricas, mas nem todas as pessoas ricas são prósperas.

Os milagres refletem na vida física e no aspecto financeiro, sempre para melhor. E Jesus fez muitos milagres. Analisemos apenas dois.

1 - O endemoninhado de Gadara
.
O homem vivia como um maluco, andava nu, era uma espécie de sem-teto, morador de cemitério. Causava  confusão na sociedade. Jesus o libertou e mandou-o de volta para casa. Será que ele continuou na miseralibilidade ou prosperou? Marcos 5.1-20; Lucas 8.39.

2 - A viúva da cidade de Naim
 
Ela havia perdido seu filho único. Naquela sociedade, as viúvas tinham situação péssima e os homens eram colunas de arrimo financeiro. Jesus parou o enterro e ressuscitou o jovem. O garotão vivo fez a diferença no futuro financeiro daquela mulher, com certeza. Lucas 7.11-17.
 
E.A.G.

9 comentários:

Servos,Porém Livres! disse...

Aproveito a oportunidade para lembrar que na multiplicacão dos pães e peixes,o jovem seguidor deu a jesus a sua"marmita" e após o milagre sobraram 12 cestos cheios.A pergunta é:será que Jesus lembrou-se de dar ao jovem seguidor um dos Doze cestos cheios?Eu creio que sim!

A Serviço do Reino disse...

O autor diz: "Eu digo que os Testemunhas de Jeová são heréticos porque analisei o Credo Religioso deles com a Bíblia Sagrada em mãos... Afirmação com comprovação incontestável."

Resposta: Não é tão incontestável assim não, pelo contrário, é muito contestável. Por exemplo, as TJs não creem na trindade. A doutrina da trindade serve como palco para longos debates que começaram no início dos primeiros séculos e que se estende até hoje sem chegar numa conclusão sobre o tema. A controvérsia se estende desde os tempos de Sabélio (modalismo) e Ário (arianismo) até hoje.

Ou seja, dizer que a doutrina TJ é herética pq não creem na trindade serve como alento para os que creem na doutrina da trindade. Da mesma forma, os TJs vão dizer que os heréticos são os que crêem na trindade.

Ou seja, certas afirmações absolutas as vezes não são tão absolutas assim. Cada um vai se conformar com aquilo que ele acha ser interpretação correta.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Olá.

Meu amigo,


Para efeito de registro: o seu link de “A Serviço do Reino”, que aqui está exposto e que usa para comunicar-se comigo e expressar seu pensamento, nos leva para sua página, cujo nome é “Refutando a Trindade” (http://refutandoatrindade.wix.com/inicial).

Você precisa considerar o significado da palavra heresia. Eu posso afirmar que o ensino encontrado nas literaturas da Torre de Vigia é heresia fazendo uso do sentido estrito etimológico no idioma grego desta palavra. No Grego, uma das definições do "herege" é "pessoa ou comunidade que se separa de um grupo". A doutrina dos TJs os separa do cristianismo em sua essência ao mudar os sentidos dos textos originais da Bíblia e ao obrigar seus membros a não terem comunhão com os cristãos da Assembleia de Deus, Igreja Batista, etc.

Não precisamos entrar nesta questão do Credo Religioso, pois o mesmo está registrado no estatuto, que por sua vez é o fundamento que rege a instituição. Está claramente registrado. E todas as pessoas que discordam deste estatudo, mesmo que frequente as reuniões de TJs, não é considerado pelos próprios TJs como um TJ autêntico, alguém que é fiel à doutrina que eles pregam.

Abraço.

A Serviço do Reino disse...

Olá novamente, obrigado por expressar sua opinião.

Você disse: "No Grego, uma das definições do "herege" é "pessoa ou comunidade que se separa de um grupo".

Isso, esse é o ponto. O site unitarismo bíblico tem algo a falar sobre isso: É fácil taxarmos alguém de herege ou que determinado ensino é heresia, basta o ensino de quem quer que seja ser diferente do nosso. No entanto, a conotação pejorativa da palavra é coisa relativamente recente. O termo “heresia” vem do grego αἵρεσις (hairesis) e significa simplesmente “escolha”....Geralmente o grupo dominante ou em maior número arrogará para si a detenção da verdade acusando o grupo discordante, minoritário, de herege (o inverso também pode acontecer). No entanto pertencer ao grande número não significa necessariamente pertencer àqueles que estão do lado da verdade bíblica.

Portanto a alegação de heresia, não depende exatamente de que determinado ensino ou ponto de vista seja realmente herético (quem o determinará?), pois pode ser apenas a alegação de um grupo que tenha arrogado para si o status de detentor da verdade e discorda do ensino de outro grupo."

Se os TJs são heréticos para você,tudo bem. Mas da mesma forma os adventistas veem os demais grupos cristãos como heréticos porque não guardam o sábado, sendo assim você é um herege pra eles. Os membros da CCB pensam o mesmo sobre as outras denominações.

Sendo assim, acho que o ideal seria deixarmos de taxar os outros de hereges e começarmos a se concentrar somente em pregar a palavra de Deus. Os sinceros Deus atrairá ao seu Filho Jesus para que possam entender realmente o que é verdade do que é mentira.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Olá, "A Serviço do Reino".

”E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição” – 2 Pedro 2.1.

Note “heresias” (grego: haireseis”) em 2 Pedro 2.1. O termo tem ligação com “hairemoai”. De fato é como você diz, o termo descreve o indivíduo que faz uma escolha, porém, esta escolha não é uma escolha harmoniosa, é a escolha que gera a desunião, a dissensão, que é a separação motivada pela contenda, a motivação por rebelião (conforme afirmei na resposta anterior).

Em síntese: heresia é a ação de rebelar-se contra a Palavra de Deus. Então, definimos alguém como herege quando ela se afasta do ensino bíblico, colocando as suas opiniões pessoais, ou da instituição que faz parte, acima do ensino das Escrituras Sagradas.

A regra de fé, conduta e ensino do cristão autêntico é a Bíblia Sagrada. A pessoa que vive a vida cristã com sinceridade segue as diretrizes bíblicas, pois apenas ela é a autoridade que aponta o que é correto e o que é pecado. E sendo assim, nós cristãos classificamos como herege aquela pessoa que se rebela contra o ensino da Bíblia Sagrada.

Abraço.

A Serviço do Reino disse...

Perfeito comentário sobre o que é um herege. Eu não poderia explicar melhor.

Mas a questão que estou falando é: "Quem é o herege?"

E como eu já disse, cada qual que acha que é o detentor da verdade, cada qual que acha que segue as doutrinas bíblicas, taxa o outro de herege, pensando ele que o outro desvirtua as doutrinas da bíblia.

Sendo assim, meu comentário continua: Os TJs acham que as outras religiões é que são hereges, enquanto as outras religiões também pensam o mesmo a respeito dos TJs e também entre si.

Abraço

Eliseu Antonio Gomes disse...

Caro "A Serviço do Reino".

Quem é o herege? Eu respondi. São os indivíduos que se separam das diretrizes que a Bíblia Sagrada nos apresenta. E os parâmetros que nos levam a descrever quem comete heresias estão claros nas páginas bíblicas. Não importa a minha opinião, ou a opinião de outros sobre mim, mas a descrição da Bíblia sobre como identificar o herege.

Quais pontos eu devo analisar para considerar uma pessoa herege, segundo a Bíblia? As pessoas que não consideram Cristo como o Filho de Deus, o nosso Senhor, o único Salvador e Mediador entre Deus e a humanidade.

Textos bíblicos que afirmam isso:

“Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim” - João 14.6.

”E em nenhum outro’ (só através de Jesus Cristo) ’há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” - Atos 4.12 – parêntesis meus.

“Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem” - 1 Timóteo 2.5.

“Não vos escrevi porque não soubésseis a verdade, mas porque a sabeis, e porque nenhuma mentira vem da verdade. Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? É o anticristo esse mesmo que nega o Pai e o Filho. Qualquer que nega o Filho, também não tem o Pai; mas aquele que confessa o Filho, tem também o Pai” - 1 João 2:21-23.

As Escrituras Sagradas são muito claras nos temas mais importantes, e não poderia de deixar esclarecidos os detalhes que abrangem o assunto do senhorio de Jesus Cristo como nosso único Senhor e Salvador, como único caminho que nos leva ao Pai, como único Filho de Deus.

Sendo direto agora, os TJs negam a divindade de Jesus, não o consideram como o Filho de Deus e o próprio Deus que se fez homem, afirmam que Ele é um ser criado, que antes de vir ao mundo era o arcanjo Miguel, dizem abertamente que Jesus não é como Jeová. E este posicionamento é considerado heresia porque não está escrito tal descrição de Jesus na Bíblia Sagrada.

Está claro que as pessoas que negam a divindade de Jesus Cristo não detém a verdade. Portanto, não há o que debater sobre o assunto, apenas constatar quem são os hereges.

Seu posicionamento está plenamente entendido, e creio que me fiz entendido também.

Obrigado por suas participações.

E.A.G.

A Serviço do Reino disse...

Eliseu,

Você disse: "Seu posicionamento está plenamente entendido, e creio que me fiz entendido também".

Resposta: Mais claro, impossível. Sendo direto também, os evangélicos em geral, juntamente com os católicos e outros grupos que se dizem cristãos, consideram Jesus não como "Filho de Deus", mas sim como o próprio Deus Todo-Poderoso, igual seu Pai Jeová.

Do ponto de vista bíblico, isso é uma heresia, pois Jesus não é o próprio Deus, mas sim como a bíblia nos apresenta: FILHO de Deus. E o capítulo 5 de 1 João mostra que quem vence o mundo é aquele que considera Jesus Filho de Deus, não o próprio Deus.

Aliás, as TJs não negam que Jesus tenha divindade (natureza divina), só não creem que isso seja evidencia de igualdade com o Pai e nem negam que ele seja o Filho de Deus, pelo contrário, é isso que pregam. Talvez a desinformação ou o preconceito mesmo o faça pensar assim.

Só confirmando que o que disse é verdade: Cada grupo alega ter a verdade bíblica e considera os outros como hereges. Obrigado pelas informações que partilha. Algumas são bem valorosas.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Olá.

Veja como encontramos João 1.1 na Tradução do Novo Mundo, edição de 1986 : “No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era um deus”.

Sim, está escrito “um deus”, é usado o artigo indefinido, no texto que descreve Jesus Cristo. Este termo classifica Jesus Cristo como um ser qualquer, mais um entre outros... Consideramos isto uma enorme heresia. Além disso, é um erro de tradução, que nenhum outro tradutor das Escrituras comete.

E após esta heresia, a seguir aparece outra, é usado a consoante “d” em formato minúsculo. Tal ideografia demonstra descaso com o Filho de Deus.

Encerramos nossa conversa aqui, a extensão dela está indo além do assunto que abordo no texto do artigo.

Agradeço sua participação.

E.A.G.

As 7 postagens mais acessadas na semana

As 7 postagens mais acessadas nos últimos 30 dias

As 7 postagens mais populares (geral - desde 12 de junho de 2007)

▲ Clique na imagem para retornar ao topo do blog.

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes

Bola colorida na areia da praia. By Eliseu Antonio Gomes
Cidade Ocean - Praia Grande - São Paulo/SP - Brasil.